Publicado em 07/10/2013 às 09h37

André Marques e a obesidade na TV

Li numa dessas colunas sobre televisão que Faustão quer ajudar o apresentador André Marques a ter um novo programa na Rede Globo. Na sexta-feira (4), depois de 13 anos, ele comandou pela última vez o VideoShow. Sua colega Ana Furtado, esposa do diretor Boninho, também vai se afastar do programa, mas foi a saída de André que causou um enorme alvoroço nas redes sociais. Tudo porque os comentários - não desmentidos oficialmente - davam conta de que ele estaria deixando a atração em razão do seu peso excessivo. E, ao contrário de Ana, que já estaria escalada para fazer reportagens especiais no Fantástico, vai passar um longo tempo sem trabalhar e só voltará ao vídeo - se voltar - à medida em que os quilos forem desaparecendo. O próprio André disse que está se afastando para tentar emagrecer e cuidar da saúde.

Realmente, aos 34 anos, é necessário um grande esforço para identificá-lo com o personagem Mocotó (que por uma triste ironia é a parte gorda da pata do boi desprezada pelos antigos senhores portugueses) interpretado com graça e leveza (sem trocadilho) nos seus tempos de Malhação. Poucas vezes uma personalidade pública foi tão esculachada na internet quanto o ator nos últimos dias.

andre André Marques e a obesidade na TV

Como dizem meus filhos, foi trollado com vontade. Teve de tudo, desde dizer que não poderia ser demitido por justa causa e, sim justa calça, até brincarem que o lugar onde ficava a sua bancada vai servir para o novo campo de futebol do Projac. Acho que essa zombaria deve ter sensibilizado mais ainda Faustão, além da amizade que os une.

TV é imagem. Esta máxima rege as emissoras no Brasil e no mundo. Parece óbvio, então, que ao engordar de maneira industrial, André sabia que estava caminhando para o cadafalso. Não é tão simples assim. Se for verdade que o peso, e não o talento de André, causou a sua saída, a Globo vivencia um contrassenso.

Se André é afastado porque está obeso, como manter Jô Soares? E o que fazer com Faustão? Cujo aumentativo dispensa maiores apresentações. Pelo que sei, os dois continuam onde sempre estiveram e com os prestígios inalterados. E só para reforçar o absurdo: Chacrinha, o maior comunicador de todos os tempos da televisão brasileira, era um senhor de vistosa adiposidade. E adorava balançar a pança.

Por tudo isso,  é difícil acreditar que os diretores da Globo tenham detonado André Marques por causa da gordura.  O estranho é a Globo permitir optar pelo silêncio enquanto o agora ex-apresentador é violentamente ridicularizado. Mudanças acontecem em qualquer empresa, ainda mais nas emissoras de televisão, submetidas diariamente à luta pela audiência. Mas, faltou cuidado da direção da casa ao lidar com um tema tão pantanoso.

O dado positivo disso tudo é que, por vias tortuosas ou não e, em muitas vezes, chancelada pela papagaiada do politicamente correto, a obesidade nunca foi tão discutida. O Programa da Tarde, da Rede Record, e o Fantástico, da Globo, estão aí mesmo para comprovar o fenômeno.

O crescimento econômico do País na última década tirou da miséria milhões de brasileiros, mas em compensação fez com que outros milhões, com ainda mais dinheiro no bolso, passassem a consumir mais carne, especialmente, gordurosa (basta olharmos os festivais pantagruélicos das nossas churrascarias) e a comer cada vez mais fora. E o comer fora, neste caso, é seguir o padrão americano: aboletar-se na lanchonete mais próxima e se entupir de hambúrguer e batata frita.

Resultado: um estudo recente feito em 26 capitais e no distrito federal revela que, em 2011, 48,5% dos brasileiros estão acima do peso. O número é mais preocupante quando comparado com 2006, que era de 42,7%. O soprepeso é maior entre os homens : 52,6%. Nas mulheres ele é de 44,7%.

Segundo os especialistas, se a pesquisa fosse feita hoje, o cenário seria ainda mais desolador. E estes quilos a mais acumulam-se, principalmente, na barriga, o que é ruim para a estética e péssimo para a saúde. A relação entre a gordura abdominal e as doenças cardiovasculares é mortal.

Enfim, não sei se Faustão está mesmo usando sua influência para arranjar um novo programa para André Marques. Mas torço para que o ex-ator, ex-apresentador, vire também um ex-gordo. Não para que possa retornar à carreira, mas para não interromper a vida.

Veja mais:
+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!
+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com