Hoje, recebi a seguinte mensagem: "professor, sempre acesso o site do "impostômetro". E já faz algumas semanas que vi que os impostos neste ano no Brasil já chegaram na casa dos trilhões. Se passar disso, qual é a sequência de números?"

Antes de responder a essa pergunta, aproveito para colocar uma dúvida que chegou na semana passada, vinda de outro leitor: "qual é a sequência correta dos numerais ordinais depois do centésimo?"

Para iniciar nosso papo, explico a todos que o impostômetro é uma ferramenta desenvolvida pela Associação Comercial de São Paulo para medir anualmente todos os valores arrecadados pelo governo.

A partir dos dados coletados, os números são apresentados em um site que é atualizado a cada segundo. Se você acessar o site hoje, verá uma referência de quanto o brasileiro já pagou de tributos de 01/01/2014 até 04/12/2014. O número já passa de R$ 1,5 trilhão.

E se passar da casa dos trilhões, como fica? Veja a lista dos números CARDINAIS:

1 = um
10 = dez
100 = cem
1.000 = mil
1.000.000 =  milhão
1.000.000.000 =  bilhão
1.000.000.000.000 =  trilhão
1.000.000.000.000.000 = quatrilhão
1.000.000.000.000.000.000 = quintilhão
1.000.000.000.000.000.000.000 = sextilhão
1.000.000.000.000.000.000.000.000 = septilhão
1.000.000.000.000.000.000.000.000.000 = octilhão
1.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 = nonilhão
1.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 = decilhão
1.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 =  undecilhão
1.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 = duodecilhão
1.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 = tredecilhão

Em relação aos ORDINAIS, conforme foi perguntado sobre a sequência correta depois do centésimo, segue a lista:

1.º primeiro
2.º segundo
3.º terceiro
4.º quarto
5.º quinto
6.º sexto
7.º sétimo
8.º oitavo
9.º nono
10.º décimo
20.º vigésimo
30.º trigésimo
40.º quadragésimo
50.º quinquagésimo
60.º sexagésimo
70.º septuagésimo
80.º octogésimo
90.º nonagésimo
100.º centésimo
200.º ducentésimo
300.º trecentésimo
400.º quadrigentésimo ou quadringentésimo
500.º quingentésimo
600.º sexcentésimo ou seiscentésimo
700.º setingentésimo ou septingentésimo
800.º octingentésimo ou oitocentésimo
900.º nongentésimo ou noningentésimo
1.000.º milésimo

Em relação ao ordinal 2000.º, o gramático Evanildo Bechara diz: "A tradição da língua estabelece que, se o ordinal é de 2000 em diante, o primeiro numeral usado é cardinal. Ele cita o exemplo do 2345.ª. Neste caso, o correto é: duas milésima trecentésima quadragésima quinta. Repare que o milésima ficou no singular, mesmo ao lado do cardinal 2.

É necessário observar que o ordinal milésimo, quando está junto do cardinal, assume, no uso, a forma plural. Por isso, podemos encontrar "dois milésimos" ou "duas milésimas".

Por conta disso, há uma alternativa apresentada pelo próprio Bechara para solucionar essa questão. Se o segundo número é redondo, há preferência pelo ordinal. E o 2000.º pode ser aceito, também, como segundo milésimo. Considero essa opção mais coerente, sem a mistura de cardinal com ordinal. Segue a lista com essa referência:

2.000.º segundo milésimo
3.000.º terceiro milésimo
4.000.º quarto milésimo
5.000.º quinto milésimo
6.000.º sexto milésimo
7.000.º sétimo milésimo
8.000.º oitavo milésimo
9.000.º nono milésimo
10.000.º décimo milésimo

Mas se o número não for redondo, a gramática pede mesmo a mistura entre cardinal e ordinal. E a forma 2345.ª fica: duas milésima trecentésima quadragésima quinta.

Acho bastante difícil chegarmos a números tão altos em alguma produção textual, seja na lista dos cardinais ou dos ordinais. De qualquer forma, é importante sabermos o uso correto.

Quem sabe um dia você acumula uma fortuna de R$ 1 tredecilhão? Você acha possível?

http://r7.com/C6Ig