A simplificação da ortografia, proposta por uma nova comissão do Senado Federal, tem gerado muita polêmica. Depois do último texto publicado aqui no blog, recebi centenas de mensagens com críticas e adesões às mudanças. Afinal, passar a escrever OJE, CAZA, EZERSÍSIO, QEIJO e ELICÓPTERO não é algo tão simples assim.

Conversamos com o professor Marcos Bagno, doutor em Filologia e Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo e professor-adjunto do departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução da Universidade de Brasília (UnB). Bagno é autor da “Gramática Pedagógica do Português Brasileiro”, publicada pela Parábola Editorial. Em 2012, o professor ganhou o prêmio Jabuti, organizado pela Câmara Brasileira do Livro.

Em relação à proposta de simplificar a gramática, Marcos Bagno é completamente contra e diz: “Na palavra MESTRE a letra S tem som de “S” mesmo. Mas na palavra MESMO o “S" soa como um “Z”. E agora? Vamos simplificar escrevendo "mestre" (com S) e "mezmo" (com Z)?

Bagno ainda acrescenta a questão da regionalidade: “Em diversos lugares do Brasil o “S’ de MESTRE soa como o “X”. Então, vamos ter duas grafias? Uma para MESTRE e outra para MEXTRE?”

Segundo o professor, é necessário investir na educação para elevar o nível de letramento da população: “O inglês tem a ortografia mais caótica do mundo e, mesmo assim, os países que têm o inglês como língua oficial apresentam baixíssimos níveis de analfabetismo. Por que será?”

Para quem ainda não está sabendo do projeto, veja algumas alterações que fazem parte da ideia da comissão:

  • Não vamos mais escrever o “h” no início das palavras, porque ele não é pronunciado. Ex.: omem, oje, ora, istoria etc.
  • Também não vamos escrever o “u” quando ele não é pronunciado. Ex.: qeijo, qero, aqilo etc.
  • Somente a letra “x” poderia representar o som de “X”. Ex.: xance, maxo, caxo etc.
  • O som de “s” seria representado apenas pela letra “S”. Ex.: esesão, eseso, pásaro.
  • Somente a letra “z” seria usada para representar o som de “Z”. Ex.: caza, ezersísio, análize, ezuberante, ezemplo etc.

E qual a sua opinião sobre o assunto? Gostou da proposta de simplificar a ortografia? Você é contra ou a favor? Acha que devemos fazer mudanças ortográficas no português? Mande sua opinião! No próximo texto, vamos conversar com professores da comissão que são a favor das mudanças.

http://r7.com/Tjut