Quando você fala que é sincero, qual o significado atribui a essa palavra e, também, a essa atitude?

Se verificarmos o dicionário, do ponto de vista do significado, vamos encontrar: “aquilo que se exprime sem artifício nem intenção de enganar o seu pensamento ou sentimento; aquilo que é dito de modo franco, verdadeiro.”

Porém, se resgatarmos a origem da palavra, reflexões muito interessantes aparecem.

É interessante verificar que a palavra sincero é parecida em algumas línguas. Em inglês, pode ser “sincere”; em italiano, galego e espanhol “sincero”; em francês, sincère; em romeno "sincer".

Alguns etimólogos, professores especialistas em estudos sobre as origens das palavras, afirmam que a palavra sincero vem do latim sincerus, cujo significado é puro, sem mistura.

No entanto, há uma origem muito interessante que ainda causa certa divergência entre os especialistas.  É uma origem considerada popular.

Algumas histórias dão conta de que a palavra “sincero” começou a ser usada devido a um antigo hábito de passar cera em esculturas em mármore com o objetivo de esconder as imperfeições.

Na época, o senado romano, ao perceber o “truque”, teria ordenado que toda escultura deveria ser apresentada “sine cera”, isto é, sem cera, sem maquiagem, sem esconder as imperfeições.

A partir de então, o termo "sine cera" ganhou o significado de algo feito “sem trapaça”, algo verdadeiro, que mostra a realidade (em português, sincero).

Portanto, segundo essa origem, sincero é aquele que não esconde suas imperfeições, é aquele que, mesmo em situações adversas, mostra a realidade.

Se essa origem é a verdadeira, ou não, mais estudos precisam ser feitos. O interessante é pensar em como a pesquisa sobre a formação das palavras nas línguas pode nos gerar reflexões interessantes sobre o homem.

Afinal, atualmente, no Brasil, vivemos em uma época de sinceridade ou vivemos em uma época em que todos querem passar “cera” para maquiar suas imperfeições?

http://r7.com/PA48