Rosana Hermann

Comentários

Feed RSS para comentários sobre este post.

O URL de TrackBack deste post é: http://noticias.r7.com/blogs/querido-leitor/eduardo-sterblitch-o-cara/2010/11/19/trackback/

  1. Eu tentei assistir a entrevista dele pelo youtube, mas cortavam partes e a imagem Nao era tão boa ... No site do programa do Jo tem a entrevista completa, sem cortes e com a imagem perfeita. Super recomendo! São 56 minutos de risos

    Comentário por Keila — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 11:36 AM

  2. Rosana só tenho uma coisa a dizer:você realmente e como sempre é brilhante no que diz sempre concisa e corretíssima, ele é o cara mesmo, a verdade dele chega aos olhos do publico.Acompanho e amo você e seu blog.

    Comentário por Ethel — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 11:52 AM

  3. Não posso dizer se foi a melhor entrevista que o Jô fez, pq não vejo o programa dele. Mas, sinceramente, foi a melhor entrevista que eu já vi desde sempre. O Eduardo realmente tem essa presença impressionante, e tem tudo pra decolar na carreira (leia-se sem o Pânico - não que isso seja ruim, mas lá ele é só um coadjuvante) de comediante que ele é com maestria. Adorei.

    Comentário por Carlos Simão — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 11:53 AM

  4. Oi Rosana! Ele realmente é muito bom, mas acho que no pânico existem outros profissionais realmente brilhantes, como o CARIOCA e CEARÁ. Acho que ele ainda tem MUITO pra crescer como todos nós nesta vida. Eu assisti a entrevista toda e sinceramente achei muito forçada e discordo um pouco do pessoal, mas é apenas a minha opinião. Bjos, Márcio

    Comentário por Márcio — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 1:01 PM

  5. Não acho!
    O cara é talentoso? É!
    É bacaninha? É!
    Mas isso!
    Achei a entrevista no Jô até meio enfadonha, repetitiva.
    Hoje há uma carência de genialidade, uma necessidade de unanimidade.
    Poucas pessoas se posicionam e têm um real senso crítico.
    Está muito difícil pensar sozinho e dosar influências.
    Basta uma pessoa dizer que o cara é bom pra todo mundo ir atrás.
    Jô disse que o cara é um gênio e no TT um mar de gente concordou.
    Um coro de carentes.
    Na minha opinião, Eduardo Sterblitch está longe de ser um gênio, mas também está longe de ser ruim.
    Acho que não é tudo isso que dizem! Simples assim.
    Supervalorizar talentos me incomoda um pouco.

    Comentário por Renata Rodrigues — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 2:06 PM

  6. Concordo plenamente com vc Rosana,Jô Soares acertou na escolha, uma das melhores entrevistas que já vi, o eduardo é daquelas pessoas que vc deseja ser amigo, porque é diversão, alegria para toda hora...., talento como artista e maravilhoso como ser humano.!!!

    Comentário por junior — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 2:12 PM

  7. clap-clap-clap-clap-clap !!

    Bravo !!

    Comentário por Gabriel — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 3:22 PM

  8. A melhor entrevista do Jô também foi recente, com a senadora Marina Silva. Você viu?
    3 blocos foram pouco para o muito do que aquela mulher é capaz.
    Um presente para os que tiveram o prazer de assistir:
    http://programadojo.globo.com/programa/2010/10/19/marina-silva-e-a-mulher-dos-vinte-milhoes-de-votos/
    Mas este Eduardo tem talento.
    Bjo!

    Comentário por Tati (de Curitiba) — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 3:31 PM

  9. acho que ele faz um humor óbvio e batido.

    Exemplo:
    "- eu era viado jô.
    - e quando vc decidiu que não seria viado?
    -Quando eu descobri o que viado faz."

    Se isso é genialidade e talento nós estamos num beco sem saída mesmo. Depois saem batendo em homossexuais e ninguém entende porque.

    Na minha opinião ele é apenas mais um dos que gostam de fazer piadas óbvias com minorias que surgiram com a essa onda de stand up comedy pós-terça insana.

    Não tem nada de genial. Ou algum gênio fingiria de bêbado para fazer graça?

    Ele pode ser uma ótima pessoa, vc gostar dele, ser seu amigo, etc.

    Mas como humorista está na média.

    bjs

    Comentário por Daniel — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 3:38 PM

  10. Ele é bom mesmo. Mas, só pela entrevista, não dá para dizer nada sobre a pessoa, porque o tempo todo ele esteve interpretando. Por isso acho estranho dizer que ele é corajoso, sincero, fala a verdade sem medo, etc. Não devemos confundir personagem com ator.

    Comentário por Estela — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 4:15 PM

  11. Ok, o Eduardo é bom, mas acho que nessa nova safra de humoristas jovens, o Marcelo Adnet é o cara.

    Comentário por Sonia — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 4:19 PM

  12. muito da entrevista se deve também ao traquejo do jô.

    Comentário por fabio — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 4:27 PM

  13. Gosto do tipo de humor que o Eduardo faz.Mas acho muito cedo você tecer esse tipo de elogio para alguém que só está no início de carreira.Quantos artistas começaram tão bem,e perderam completamente a linha,né?

    Será que não é aquele lance de '' a globo chamou,então o cara é o cara mesmo''?

    Sei lá,viu...
    Sorte e juizo ao rapaz!

    bjo

    Comentário por JN Rabello Trindade — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 7:01 PM

  14. Nossa!!
    Rosana gosta mesmo do cara!!!
    Eu via ele no pânico e achava meio idiota mas agora botando reparo ele é engraçado mesmo.
    Tem um jeitinho meigo.
    hehe

    Comentário por claudia collares — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 7:09 PM

  15. A mehlor entrevista que o Jô fez foi com o vereador gago.
    Joguem no you tube.(Jô - gago)
    Foi a coisa mais engraçada que vi na vida.
    Molhei as calças de tanto rir.
    O mais engraçado eram as crises de risada do JÔ.
    Ele se tremia todo e explodia em gargalhadas.
    Muitolegal.

    Comentário por claudia collares — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 7:12 PM

  16. Quase nunca discordo de você, mas preciso um pouquinho dessa vez. Ele não é "o" cara, é mais um entre os bons. Tirando a minha paleolítica impaciência com o Jô (só assisti a entrevista hoje por recomendação sua, assim como tbém liguei pra Sky - rs), a primeira parte da entrevista é muito divertida, ele - Eduardo - tem um humor rápido, fácil, sagaz. Depois, sei lá se levemente bêbado ou não - olha o trocadilho! -, ficou um porre só. Chato mesmo, repetitivo, forçando graça e a amizade. São quase 6 minutos repetindo as mesmas frases sem avançar na história: "a criança gorda", "a criança gorda" ad eternum...! Se tem um "cara", na minha opinião, nem é o Adnet, mas sim a Dani Calabresa! Beijo, Rosana!

    Comentário por Rafaela — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 7:28 PM

  17. Eu assisti a entrevista e fiquei esperando, para ver a interpretação diferenciada de uma imitação do Silvio Santos - o Jô chamou a atenção para esse diferencial do Eduardo.
    Valeu a pena!
    Dei muita risada com o jovem Eduardo, do começo ao final da entrevista.

    Comentário por Cássia — 19 19UTC novembro 19UTC 2010 em 8:07 PM

  18. O cara é talentoso? É!
    É bacaninha? É!
    Mas odeio o personagem Fred Mercury Prateado. O Brian May ( guitarrista do Queen) ja viu os videos do personagem e tambem nao gostou. Aquela voz que ele faz é muito ridicula.

    Comentário por William Nilsen — 20 20UTC novembro 20UTC 2010 em 12:03 PM

  19. Assisti a entrevista e ri demais. Nâo imaginava que ele fosse tão engraçado, como se mostrou na entrevista, além de culto e estudioso. Só acho que o Pânico não aproveita bem as jóias que tem, pois o quadro do Fred Mercury, comendo aquelas nojeiras, é deprimente. Eduardo merecia quadros melhores, na minha opinião. Por ultimo, eu nem imaginava que Eduardo e Cesar Polvilho fosse a mesma pessoa. Esse é o lado negativo desses apelidos pois o Eduardo esteve no teatro daqui da minha cidade e eu não fui assistir pois como eu nunca havia ouvido falar nele, achei que não fosse gostar. Se no cartaz estivesse escrito Cesar Polvilho, aí seria outros quinhentos...

    Comentário por Fulana de tal — 20 20UTC novembro 20UTC 2010 em 12:37 PM

  20. Vejo o Pânico sempre e adoro o Cesar Polvilho, principalmente quando está caracterizado de Serginho do BBB10. Ótimo!

    Comentário por Fernanda Reali — 21 21UTC novembro 21UTC 2010 em 5:32 PM

  21. tanto conhecimento, tanta ilustração, e fica mostrando o rabo com calcinha no Pânico?

    ahhhh, não fo**!

    Comentário por rodrigo — 22 22UTC novembro 22UTC 2010 em 12:13 PM

  22. rodrigo uma coisa é o que a pessoa é capaz de fazer outra coisa é o espaço que a pessoa tem para fazer as coisas. Um engenheiro desempregado que vende água no semáforo ainda é um bom engenheiro, não? bjs.

    Comentário por rosana — 22 22UTC novembro 22UTC 2010 em 12:57 PM

  23. o eduardo faz um humor que eu nunca vi outro fazer, ele tem um estilo proprio, mto bacana. assim como gosto mto do carioca tb, e do ceara.

    Comentário por Sergio — 22 22UTC novembro 22UTC 2010 em 2:07 PM

  24. Respondendo a Rosana,

    se ele for um bom engenheiro, sim. Mas o semaforo nunca dará condições suficientes para que ele demonstre esta caracteristica e sempre faltara a prova real de que ele é um bom engenheiro de fato, ou no fundo somente um vendedor de aguá.

    Listar um monte de autores como o Adnet faz na Gaiola das poposudas não signfica erudição, tampouco conhecimento. E o lugar que ele trabalha hoje não é o foro adequado para querer ser um erudito, como ele tenta apregoar, já que para enfiar uma calcinha, se pintar de prata e mostrar a bunda não demanda muitos anos de tablado. Fica citando frase de paralama de caminhão também não me diz muita coisa Rosana. Dentro do Pânico há trabalhos de construção de personagem mais complexos do que o dele.

    Neste quesito, talento por talento, sou mais as Panicats, e assim devem devem ser a maioria dos espectadores.

    Tudo isso para reafirmar, que até acho o cara engraçado e algumas situações, mas genial? só de usamos o registro recente da palavra que classifica como genial qualquer coisa.

    abs

    Comentário por rodrigo — 22 22UTC novembro 22UTC 2010 em 4:42 PM

  25. eu gosto do polvilho, só não entendi essa histeria toda com a entrevista no jô. foi uma BOOOOSTA de entrevista! DEUS!

    Comentário por zé — 27 27UTC novembro 27UTC 2010 em 4:01 AM

  26. Sim,ele é o CARA!

    Comentário por Letícia — 3 03UTC dezembro 03UTC 2010 em 6:29 PM

  27. O que falar de um menino que desde os seus 7 anos já respondia, ëu sou ator ,só não ganho dinheiro com isso ainda.Pois é, eu sou pai de um dos maiores gênios da comédia brasileira de todos os tempos, mas isso só se concretizará quando ele tiver uns 40, 50 anos.
    Pena que nesse país tupiniquim só tem credibilidade quem já fez muito durante muito tempo, lembrando da palavra qualitativa não quantitativa.Por fim, esse menino de apenas 24 anos tem entusiasmo no que faz (entusiasmo em aramaico = DEUS dentro de nós) e aquilo que podemos chamar "dom" em conjunto com esforço, perseverança e o grande sonho de ser o que é hoje. Portanto muito obrigado por vcs enchergarem o talento do meu primogenito querido.

    Comentário por Luiz Henrique Páschoa — 23 23UTC março 23UTC 2011 em 11:09 AM

Deixe um comentário

Quebras de linhas e parágrafos são automáticos, os endereços de email nunca são exibidos, HTML permitido: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Fechar esta janela.

0,448 Powered by WordPress