Rosana Hermann

Comentários

Feed RSS para comentários sobre este post.

O URL de TrackBack deste post é: http://noticias.r7.com/blogs/querido-leitor/meu-dia-a-dia-no-twitter-e-assim-e-o-seu/2013/01/29/trackback/

  1. Adorei a seleção!!
    Eu a sigo com prazer!! beijo e sucesso cada vez mais :) )

    @vandaalvarenga

    Comentário por Vanda — 29/01/2013 em 1:51 PM

  2. fico no twitter igual aqueles velhos que sentam na calçada para olhar o movimento. Vejo tudo... falo (posto) quase nada...

    Comentário por Eduardo Sotto Mayor — 29/01/2013 em 2:01 PM

  3. o meu tem sido bem curtinho. volta e meia confiro minha timeline e só. tenho visitado quase nada os quintais vizinhos.

    tenho dedicado mais tempo a uma cadelinha de rua que socorri outro dia e que ainda está em tratamento de leptospirose do que à rede. e ela tem retribuído infinitas vezes mais sorridente.

    Comentário por Cláudio Rúbio — 29/01/2013 em 7:02 PM

  4. ah, lembrei: queria deixar um comentário sobre o "repúdio" da Marina Dalmaso e certamente de outras pessoas à tirinha publicada no Zero Hora, assunto que não acompanhei no twitter, mas acabei de ver aqui.

    sei que é um momento delicado e tal, e o assunto é mais delicado ainda, mas não vi, sinceramente, nenhum motivo para o "repúdio". quando muito, foi apenas mais uma tirinha bem feita e que, como todas as outras, é oportunista em seu mote humorístico.

    analisando bem, inclusive, não foi desrespeitosa, pelo contrário, pode ser vista pelos mais céticos como uma mensagem otimista de alguém que se ilude com outra vida, como poderia ser vista pelos espiritualistas e espíritas como uma mensagem suave mas cheia de verdade consoladora. enfim, dependendo do grau de religiosidade da pessoa, a mensagem pode soar mais fantasiosa ou mais reveladora, mas, a meu ver, em todas essas formas de ver, foi uma maneira criativa de tentar transmitir ânimo e esperança àqueles que acabaram de enterrar os corpos de seus filhos.

    pode ser que haja mais gente revoltada com a situação e que, de repente, resolva repudiar uma charge, mas, de verdade, eu não vi gravidade nenhuma, desrespeito nenhum. talvez apenas tenha havido, repito, oportunismo, mas isso é natural e necessário, quando se trata de humorismo. é da natureza do humorista procurar uma maneira de rir, até mesmo diante das tragédias. novidade nenhuma. nem crime algum.

    respeito, claro, aqueles que, sensibilizados, entendem diferente. apenas quis registrar meu ponto-de-vista. numa boa.

    só mais uma linha: de repente, é bem mais desrespeitosa a postura de certas coberturas jornalísticas que, à guisa de informar, sai especulando, pressupondo, querendo fazer as vezes da Justiça, em vez de jornalismo. muito mais desrespeitosa, dolorosa, a repetição insana de imagens de corpos e histórias contadas às pressas, melodramaticamente, sem nada acrescentar além de dor.

    abraços.

    Comentário por Cláudio Rúbio — 29/01/2013 em 7:22 PM

  5. Esqueceu de mencionar as pessoas que falam "Eu tô tremendo, @rosana"... rs Vejo tantas na minha tl dizendo isso e ainda te mencionando. Pra quem vê, acaba sendo engraçado, mas pra você deve ser uma chatice ler uma mention que não se refere exatamente a você, e sim a um meme que envolve seu nome... Tulla Luana vai pagar por isso... rs

    Abraço, Rosana.

    Comentário por Vinicius Valente — 29/01/2013 em 9:52 PM

  6. Quanto à tirinha do Zero Hora, estou com o Claudio Rubio, não achei ofensiva. Ao contrário, é respeitosa, leve, uma homenagem com aquilo que o cara sabe fazer, com a sua arte. Triste é ver o assunto passando por todos os horários da televisão, com gente sem conhecimento do fato opinando.

    Comentário por Mariinha — 30/01/2013 em 4:39 PM

  7. Fiz a mesma leitura que Cláudio Rúbio. Não vi desrespeito e sim uma tentativa de transmitir ânimo. Algo na mesma linha:
    "Um Navio
    Rabino Henri Sobel

    Imagine que você está à beira-mar e você vê um navio partindo
    Você fica olhando, enquanto ele vai se afastando e afastando, cada vez mais
    longe. Até que finalmente aparece apenas um ponto no horizonte
    Lá onde o mar e o céu se encontram
    E você diz: "Pronto, ele se foi"

    Foi aonde? Foi a um lugar que sua vista não alcança.
    Só isto.
    Ele continua grande.
    Tão bonito e tão importante como era quando estava com vocêA dimensão diminuída está em você, não nele
    E naquele exato momento em que você está dizendo "ele se foi", há outros
    olhos vendo-o aproximar-se, outras vozes exclamando em júbilo:
    "Ele está chegando"

    Boa sorte, Norma

    Comentário por norma7 — 30/01/2013 em 6:21 PM

  8. Twitter eu não tenho mas leio alguns de pessoas conhecidas.Gosto mais de ler os que são de blogueiros(torcedores do meu time),de alguns comentaristas de futebol(muito poucos pois a maioria deles fala só de um time),gosto de ler os de comediantes como o Rafinha
    e Danilo Gentili pois é diversão na certa.Hoje li um twitter seu explicando algo sôbre o facebook (que também não tenho) mas que copiei.Sempre copio dicas interessantes.

    Comentário por Beth — 30/01/2013 em 6:45 PM

  9. Achei a charge bonitinha e leve. Todos sonhamos com uma continuidade e paz após a morte e é isso que a charge retrata.

    Não há motivo para repúdio. Não vi ofensa alguma, pelo contrário, vi uma homenagem.

    Comentário por Nathalia — 31/01/2013 em 11:51 AM

Deixe um comentário

Quebras de linhas e parágrafos são automáticos, os endereços de email nunca são exibidos, HTML permitido: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Fechar esta janela.

0,327 Powered by WordPress