Rosana Hermann

13 de julho de 2014 às 18h43

Berlin ao vivo agora, que lindo !

mraERjy Berlin ao vivo agora, que lindo !

Só clicar no live abaixo, muito bacana!
ME aguarde, Berlin, em outubro eu volto pra vc!

9 de julho de 2014 às 10h06

Querido Brasil, precisamos conversar

j0FXcgw Querido Brasil, precisamos conversar

Querido Brasil,

É claro que eu estou triste, magoada, chateada, me sentindo derrotada e cheia de vergonha. Foi um vexame o que aconteceu com a gente, não tem palavra melhor. Mas é na derrota que a gente mostra quem é, mostra o caráter. Porque na vitória, assim como na riqueza, todo mundo é lindo e feliz. Quero ver quem sobrevive a um tsunami e reconstroi tudo. Mas vamos lá, vamos pro que faz sentido, a lição que a gente tira de tudo isso.

Deixa eu respirar fundo. Inspirar, soltar o ar. Pronto.

Vamos começar pelas coisas boas.

Brasil, você é abençoado em muitos, muitos sentidos. Quer ver? Nosso jogo de cintura.. Da capoeira ao samba, que coisa mais linda o nosso corpo que dança! Faz a gente rir até do Príncipe inglês tentando dar uns passinhos. Aliás, o 'passinho' dos garotos é mais uma prova desse dom pro remelexo. E o ritmo? Cara, não tem quem não se contamine com nossas baterias de escola de samba, o Olodum, as batidas nas antigas caixas de fósforo. O Brasil todo canta e dança do seu jeito, o mundo inteiro nos aplaude. Somos bons de hardware e de software, uma mistura perfeita de quadril com ginga!

E a nossa intuição? Meu D'us como eu amo isso. Parece que a gente tem um canal a mais com o divino, todos nos religamos mesmo com o Cosmo. Sem falar da nossa fé, que é quase um patrimônio histórico.

Nem vou falar do talento pro esporte e pro futebol, porque a surra de salsicha que a gente levou ontem da Alemanha ainda tá doendo. Mas a gente sabe que temos uma sabedoria corporal impressionante.

E tem a alegria, a hospitalidade, a simpatia, a empatia, todos esses campos de sentimentos e afetos que a gente sabe que domina aqui no Brasil. A prova disso é que povos de todo o mundo que vieram pra copa estão encantados com a gente. Vieram, ficaram e querem voltar! Somos, no sentido mais amplo do termo, encantadores. Encantamos com o olhar, o sorriso, o abraço.

Somos físicos, somos quentes.

Tem outra coisa que a gente tem, mas cai numa região complicada, a sensualidade. Digo complicada porque tem uma linha perigosa que separa a liberdade da exploração sexual de crianças, uma das coisas mais horríveis que temos aqui.

Mas antes de partir pras coisas ruins, vamos a mais algumas coisas maravilhosas que você tem: a criatividade e o bom humor.

Sério, a capacidade de criar, inventar, a forma 'safa' de sobreviver, a competência pra inventar piada de tudo, desde dar nome pra nova onde de gripes até criar programas de humor, somos o máximo.

Mas aí começa o problema. A mesma criatividade e capacidade de inventar que a gente tem, é aplicada na forma de corromper tudo, de subverter qualquer tipo de ordem com o 'jeitinho, de burlar o que foi combinado com o maldito legado da Lei de Gerson.

Somos um pais imenso, lindo, tropical, com a melhor fauna e flora, com praias, estrelas, matas, um povo cheio de malemolência!

Afinal, o que é que está dando errado??

Eu tenho um palpite:

- estamos confundindo ALIMENTO com TEMPERO.

O Brasil tem TEMPERO BOM. O melhor tempero do mundo. Tempero é a mistura de detalhes, do sal com pimentinha, do toque do dendê com o côco (fodam-se os acentos) , da salsinha, cebolinha e coentro. TEMPERO é o nosso forte.

Comida sem tempero é horrível. Alimenta, mas não dá prazer. É como comer papel ou viver de pílulas de astronauta. Tempero é essencial.

Mas só de TEMPERO não dá pra viver!

BRASIL, acorda pra vida que é isso que a gente tá fazendo!

Estamos usando MAL todos os nosso temperos naturais, a alegria, a criatividade, o bom humor,  como se eles fossem ARROZ, FEIJAO, BIFE E ALFACE!

A gente tem que ter o ALIMENTO BASICO pra depois temperar!

Que alimento básico?

Educação, competência, organização, concentração, coragem, espírito de equipe, bom senso, discernimento!

Essas coisas que a seleção alemã tem e a nossa não!!!

Você é adorável, Brasil, e eu te amo de verdade.

Mas pra gente continuar junto, você vai ter que rever alguns conceitos.

A criatividade é o tempero, mas o conhecimento é o alimento.

O feriado é o tempero, mas a produtividade é o alimento.

O Plano B, a saída inteligente, são temperos, mas seguir o que foi combinado, como a Constituição, a Lei , tem que ser o alimento básico.

Nesse momento, o prato de arroz feijão que a gente precisa é aprender com os vencedores.

Vamos copiar a limpeza dos japoneses, a capacidade de reconstruir um pais arrasado por um cataclisma. Vamos copiar o jeito grato dos colombianos (esquece o Z...) para com a cidade de Santos. Vamos copiar a organização e RESPEITO DIGNO da seleção alemã que venceu sem nos humilhar.

Não é pra parar de ser alegre, mas essa ~zuera~  infinita e ilimitada vai nos transformar em hienas perdedoras e histéricas.
Zuera é legal como sobremesa, mas não adianta dar um único brigadeiro pra uma criança desnutrida em uma vida!
Falta BASE pra gente!

Vamos copiar a Coreia que fez uma revolução educacional!

Brasil, mostra tua cara, antes que outra Alemanha arranque nossa máscara! 

Você tem TUDO pra dar certo, Brasil, mas você tem que querer. E trabalhar. E parar de se ILUDIR.

Brasil, pare com essa bobagem de apenas 'acreditar em seu sonho' e esperar que 'caia do céu'.

D'us dá pra quem se ajuda, quem cedo madruga, quem batalha!

Viver de se enganar, de fingir, de hipocrisia social, de fofocar 24 horas por dia, de zoar 12 meses por ano, só vai nos levar ao... D'usdará. Ao vexame.

Brasil, levanta. Levanta, sim. Mas mantenha a espinha ereta.

Sacode a poeira. Sacode sim. Mas depois passa um ASPIRADOR ou VARRE a poeira que caiu em vez de deixar LIXO PRO OUTRO LIMPAR.

Dá a volta por cima, sim, mas por cima da nossa própria VERGONHA , sem se sentir POR CIMA dois outros com inveja e desejo de ser superior.

Tempero, Brasil, é o seu talento.
Mas tempero só faz efeito se tiver comida pra temperar.

No momento, não temos prato nem alimento.
E ainda fica a dor de saber que temos água, mas não temos a copa.

Chora, sim, Brasil.
Chora, porque o choro é a última prova de que ainda existe vergonha, no bom sentido.
Vergonha é a dor de descobrir a distância entre a ilusão sonhada e a realidade vivida.

Como se explica o 7 a 1?

Fácil.

Além da Alemanha ganhar  a gente ainda perdeu.
Foi uma pororoca entre o esforço e o otimismo, entre o preparo e a improviso, entre o conhecimento e a intuição.

Brasil, vamos lá.
Vamos crescer, amadurecer.
Porque a fruta madura é a que gera sementes e novas árvores.

Pra frente, Brasil.
Mas antes de ir pra frente, olhe sempre pra verificar que não estamos diante de um precipício.

Te amo, Bra.
#tamojunto

 

Rosana,

uma brasileira 

 

 

9 de julho de 2014 às 08h46

Capa da Copa

Algumas capas de jornais de todo o mundo mostrando a vitória da Alemanha por 7 a 1 sobre o Brasil.

 

 

screen-shot-171

Imagem 1 de 18

 

E a melhor de hoje

 

<blockquote class="twitter-tweet" lang="en"><p>Ousada a capa do jornal O Dia, do meu Rio de Janeiro <a href="http://t.co/tgLTkFks7a">pic.twitter.com/tgLTkFks7a</a></p>&mdash; Thássius Veloso (@thassius) <a href="https://twitter.com/thassius/statuses/486838691802132480">July 9, 2014</a></blockquote>
<script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>

ja sao 90 MIL loops em 21 minutos, nunca vi isso!
ahaha
também, o vine é incrivel

PASSOU DE 105 MIL!

ACOMPANHE AQUI

https://vine.co/u/964495976087900160

OLHA A AUTORA VO VINE!

" target="_blank">O reloginho girando. Gravei em video.

7 de julho de 2014 às 16h58

Cada vez mais depressa

Sabe aquele viral que...ah, já passou

Foi o que eu vi acontecer hoje no Twitter.

12:42, Dilma postou isso no Twitter.

 

 

E ai veio a chuva de RTs, piadas visuais e o meme viralizou.


A capa das capas.
Das copas.

TRÊS horas depois o meme já tinha morrido!

Cada vez mais rápido, minha gente. Memes agora são marolas que se erguem no mar de tweets e morrem na praia.

Surfou, surfou. Se não surfou, perdeu. Só vai saber depois quando fizerem a compilação. Que, aliás, acontece em questão de MINUTOS!

Cara, acho que a gente tem que desacelerar.

vou falar disso no YouPix. Depois eu conto mais.

Por enquanto, beijos pra TILMA.

A Dilma foi vaiada na Copa das Copa das Confederações. Foi um susto pra ela e todo o governo, foi chocante de ver a reação do povo. A Dilma AND a FIFA.

Ai veio a Copa e Dilma, que estava com a filha lá no fundão do camarote, foi xingada pela torcida que estava lá. Foi horrível mesmo. Qualquer pessoa teria ficado traumatizada.

Por isso mesmo, Dilma não tem ido aos estádios, nem feito discursos na Copa.

Agora que o Brasil tá passando e indo bem, todo mundo alegre e comemorando, talvez Dilma possa ir ao estádio sem ser molestada.

Como saber se dá ou não dá pra ir?

Tenho uma teoria.

Acompanhe:

.em tese todos os ingressos são comprados pelo site da FIFA

.no site da FIFA você tem que se cadastrar para ter o ingresso com seu nome e dos seus amigos e familiares.

.mesmo os ingressos para ONGs e Empresas têm cadastro.

.A FIFA, portanto, tem uma BASE DE DADOS de grande parte das pessoas que vão ao estádio.

A partir desta tese poderíamos:

.Cruzar o banco de dados das pessoas que compraram ingressos com as Bases de Dados das redes sociais, como Twitter, Instagram eFacebook.

.O cruzamento dessas bases de dados, mais uma análise de sentimento, mostrariam a posição política dessa massa.

.Que percentagem é favor/contra a Copa, a FIFA, o governo-Dilma-oPT?

.Isso seria usado para calcular o nível de apoio à Presidenta no estádio.

Tudo isso EM TESE.

Porque os ingressos são revendidos, porque tem gente da FIFA passando ingressos pra uma máfia, porque nem todo mundo tem rede social, ou tem e não externa sua ideologia.

Mas que, em tese, a tese , a teoria fazem sentido , isso faz!

O que não faz sentido e base nenhuma pode calcular é o quanto a gente é volúve e maria-vai-com-as-outras!

O negócio é torcer pro Brasil ser hexa no Futebol e, quem sabe, virar MONO campeão em civilidade.

Vai Brasil!

 

1 de julho de 2014 às 14h51

—}}} E ai eu te pergunto:

Que número é você na Escala de Bristol?  — Prato cheio de vida  — Medium.

Que número é você na Escala de Bristol? 

1 de julho de 2014 às 09h07

Pequeno relatório dos últimos acontecimentos

Fui dormir logo depois da meia-noite, depois do meu alívio diário por descobrir que já havia um amanhã.

Levei os dois cachorros para suas respectivas caminhas e fui pra cama.

Às duas da manhã minha cachorrinha começou a latir loucamente. Como meu marido tem sono leve (e não consegue voltar a dormir quando acorda) e minha filha tinha que acordar cedíssimo para viajar, pulei da cama para fazer a Ruby ficar quieta.

De camisola curta, pernas de fora e descalça, fui até a lavanderia reclamando baixinho do chão gelado. Ao chegar no local do crime, notei que o Otto, o schnauzer mais velho, havia roubado o lugar na cama da pequena Ruby, que reclamava com razão e veemência.

Mudei Otto pra cama dele, botei Ruby pra dormir, ajeitei as cobertinhas e corri de volta pra cama.

Às 02:30, cena 01, take 02.

Lá fui eu de novo, descalça, resmungando de olhos fechados e pés frios.

Mesma cena, Otto esparramado com as quatro patas para o ar, no lugar dela, com as cobertas todas bagunçadas. Deitei Ruby em sua caminha e cobri a bichinha com uma coberta, feito um bebê.

OBS: recado para o comentarista chato aqui )

Qual não foi minha surpresa ao descobrir , às 3 e pouco da manhã, que Otto não apenas tinha desalojado Ruby de seu lugar,mas retirado sua cobertinha para usá-la a seu favor.

E assim, passei a madrugada sem dormir. Resultado: o despertador acordou, eu continuei zzzzzz. Perdi a hora e não fui ao Pilates. Paguei, não levei. Estou com o corpo moído e me sentindo exausta.

Por conta disso, vou ter que marcar uma reposição da aula, que vai ficar no lugar de uma consulta, que vai empurrar o horário de um compromisso, que vai alterar a reunião, que vai mudar o horário de um encontro com uma amiga.

Impressionante como o efeito borboleta é uma realidade. Otto resolve roubar o lugar da Ruby e meu chá das 5 vai pras 6 da tarde.

Achei que o fato não tinha nenhuma relevância, por isso virou sério candidato a divulgação.

Porque, olha, nunca antes na história deste país a mídia foi constituída de tantas notícias irrelevantes. E ainda chamam tudo isso de conteúdo.

Bom dia pra você também.

 

PS - O culpado de tudo

 
photo1 640x480 Pequeno relatório dos últimos acontecimentos

Ruby, vai passar o dia dormindo, ao contrário da dona.
IMG 2853 640x480 Pequeno relatório dos últimos acontecimentos

Posts Relacionados

Um dos comerciais mais brilhantes do mundo, na minha opinião, é "Hitler", criado pelo Washington Olivetto nos anos 80.

É a realização perfeita de um conceito maravilhosamente doloroso, o de que "é possível contar um monte de mentiras dizendo apenas a verdade". Por isso é preciso tomar MUITO cuidado com a informação que se consome.

Isso foi nos anos 80, quando o número de informações que recebíamos era MUITO menor do que é hoje. Não dá nem pra comparar. Uma criança de 5 anos hoje já deve ter visto mais imagens do que seus avós viram em toda uma vida.

Senti o choque entre realidade vivida e noticiada no ano passado. Em janeiro de 2013 minha filha Anita viajou para Israel, onde passaria um ano. Desde o final de 2012, meu marido e eu já havíamos comprado passagens para visitá-la. E ai aconteceu o desencontro. Exatamente nos dias que já tínhamos passagem e hospedagem compradas e reservadas, ela estaria numa viagem para a Polônia. Ou seja, iamos até Israel sem vê-la, o que não faria sentido. Decidimos então que nos encontraríamos na Turquia, para onde eu Isaac iríamos depois de Israel. Anita iria da Polônia para lá e nos encontraríamos no aeroporto de Istambul.

No dia 3 de junho, fomos para Istambul para encontrar Anita.

Enquanto seguiamos para nossa viagem tão esperada, um processo acontecia na cidade. Os 50 ambientalistas que acampavam no parque Gezi, para protestar contra sua demolição foram duramente atacados pela polícia. Em apoio a essas famílias, o povo começou um protesto que viria a eclodir em confrontos, incêndios, bombas, uma coisa realmente fora de controle, com repressão absurda e violenta da polícia.

Chegamos a Istambul ouvindo as piores notícias de Taksim, que teria virado uma praça de guerra. Poucos dias depois a situação era noticiada na mídia assim:

Encontramos Anita e seguimos juntos para o hotel. No quarto, a CNN mostrava um quadro assustador. Eu chorava e pensava:

- Olha o que eu fiz! Trouxe minha filha pra uma cidade em guerra!

Lembro que, na época, a Lelê tinha se programado para visitar Istambul e, por causa das notícias, acabou cancelando toda a perna da viagem na Turquia.

Apesar do medo, buscamos informações no hotel e todos disseram que bastaria apenas evitarmos aquela área da Praça Taksim, mais nada. O Hotel ficava a 16 minutos de carro da Praça e bastaríamos não cruzar a ponte até lá. A cidade é enorme e dá pra dar a volta por outros caminhos.

hotelataksim 640x501 Visão distorcida: nem tudo o que você vê na TV é o que é

Ou seja, vivemos dias bacanas em Istambul, sem problemas, sem ver nenhum protesto, nada. Só na TV do hotel que o mundo estava acabando via CNN.

Pois agora aconteceu a mesma coisa, só que aqui no Brasil. Minha irmã, que mora no Canadá com a familia, não veio para a Copa. Na CNN ela via confrontos, manifestações, black blocs e tudo o que poderia causar pavor a qualquer um. Pra nós, que estamos aqui, a Copa está tranquila, linda, não tem nada pra apavorar.

E ai fica a pergunta:

- por que a mídia é tão sensacionalista?

Porque sensacionalismo vende? Porque nós consumimos e gostamos de sensacionalismo? Mas a gente gosta porque vê na TV ou a TV mostra porque a gente gosta?

Acho que as duas coisas. Mas a natureza HUMANA gosta de coisas fortes, bizarrices, mortes, sangue, coisas intensas. Queremos viver fortes emoções, queremos sair do dia a dia. Temos a vida, que é a realidade com a qual a gente sempre se acostuma, seja ela qual for, e queremos alternativas para o cotidiano, com cores fortes, emoções intensas, que mexa com nossos nervos e com nossa imaginação.

A mídia, que só quer vender e lucrar, se vale da nossa fraqueza humana, assim como faz a propaganda e o capitalismo em geral. Nós, que somos um tanto quanto tolos, caímos sempre nas armadilhas, ora por querer, ora sem querer (querendo). Queremos nos iludir, queremos sonhar, queremos ter medo. Não é pra isso que vamos na montanha russa e vemos filmes de terror?

E ai vira essa confusão. Achamos que o que vemos na TV é a realidade, mais real do que aquilo que estamos vivendo.

Mas tudo na mídia é ilusão. Ilusão da luz, da maquiagem, dos sorrisos forçados. Tudo é farsesco, tudo é simulado, tudo é teatralizado, encenado. Como são nossas fotos no instagram, nossos avatares, nossas mentirinhas de superioridade.

Tudo bem que seja assim, até porque assim é mesmo que não esteja tudo bem. Basta que a gente tenha consciência disso tudo. Um garoto que joga videogame sabe que aquilo é videogame. Só adulto muito tonto acha que a criança vai sair atirando pela janela. Alguns fazem isso, mas não por causa do videogame e sim porque já têm algum problema anterior que apenas foi deflagrado por um gatilho externo. Loucos existem desde sempre. Sempre existirão.

A mídia mostra uma visão apenas, a visão que interessa a ela, a visão que mais captura nossa atenção. A realidade é embalada, maquiada, vestida e plastificada para que ela nos hipnotize. Tudo bem a gente se deixar levar pela hipnose. Contanto que a gente saiba que estamos vendo a visão da TV e seus interesses, sem confundir aquilo como A VERDADE.

Até na Copa acontece! Vi um jogo pela TV e achei até interessante. Meu marido e minha filha que estavam no estádio disseram que o jogo estava chatíssimo e sem graça.

Realidade vivida e televisada. Tão distantes quanto meu hotel de Taksim ou nossos selfies de nossas caras.

mineiraolotando 640x393 Veja o Mineirão ao vivo, recebendo torcedores pro jogo Brasil e Chile daqui a pouco!

Acabei de pegar esse screenshot, mas você pode acompanhar ao vivo a chegada dos torcedores no Mineirão, em BH, para ver o jogo Brasil e Chile daqui a pouco.

 

O link pra ver ao vivo, muito legal! Clique aqui. 

 

Gostou do post? Espalhe!

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com