Rosana Hermann

20 de fevereiro de 2014 às 07h25

Facebook comprou Whatsapp – o que vai acontecer?

Ontem, comentei sobre a compra do Whatsapp pelo FAcebook. O interesse primário, visível é o grupo de jovens que debandou do FB, invadido por seus familiares adultos.

E o que vai acontecer agora? Vai ter publicidade no Whatsapp? Facebook vai estragar o Whatsapp? Não sei. Acho que não vai estragar, não. Mas... tem uma outra função importante:

- imagine o VALOR de ter uma base de 450 milhões de jovens escrevendo o dia todo no Whatsapp...como MINING! Isso mesmo, mineração de dados. Imagine trackear, rastrear, ler (pelos algoritmos), TUDO o que tanta gente jovem escreve sem parar? Dá pra fazer um mapa completo dos desejos dessa geração e antecipar vendas para eles, ou seja VENDER essas informações para grandes empresas!

Uma curiosidade:

O co fundador Brian Acton, do Whatsapp, pediu emprego pro Facebook em 2009 e foi recusado. Ele tweetou sobre isso, conjecturando o que o futuro reservaria pra ele, qual seria sua aventura seguinte. No mesmo ano, Brian fundou o Whatsapp.

E agora já sabemos o que o futuro reservou!

Veja o tweet original dele aqui -

Falei também sobre o NameTag, app para GoogleGlass que vai identificar pessoas por reconhecimento facial. Abertamente? Bem, só para quem permitir. Mas não deixa de ser assuatador!

19 de fevereiro de 2014 às 11h54

Corri, mas não foi legal

Correr demora. Entre a paramentação para sair de casa, o percurso completo e a volta pro ponto de partida, leva quase duas horas. Uma hora e quarenta minutos, pelo menos. Não é simples acomodar esse tempo durante o dia. Assim, procuro usar a corrida como parte do caminho para chegar até algum lugar. Assim, calculo o horário de sair e correr para chegar nas aulas de Pilates pela manhã, na terapia, no trabalho, na faculdade onde dou aula e tudo mais.

Hoje eu tinha que estar às 9 da manhã em Perdizes. Fiz a conta reversa e saí de casa para correr e atender meu compromisso na hora certa. Foi uma péssima ideia.

Entre o bairro onde moro e Perdizes, há um vale, ou seja, é descida e depois só ladeira. Perdizes, ou ao menos a região onde fui, só tem subida e descida. Não tem rua plana. Tive que ficar indo e vindo como uma tonta para cumprir os 10 quilômetros. Foi muito chato. Cheguei exausta e transpirando, tive que tomar um banho de pia no lavabo.

Aqui a animação do percurso que fiz, como vai e vem insano.

18 de fevereiro de 2014 às 15h58

Seu Madruga Ditador – já viu o vídeo?

18 de fevereiro de 2014 às 15h42

O brasileiro segundo o Google Complete

Há muitos e muitos anos Bia Granja e eu nos reunimos para começar o projeto de um livro que nunca foi escrito. Mas a ideia continua sendo boa: definir o personagem médio do brasileiro, de acordo com o auto complete do google.

Cheguei a criar uma sessão aqui no Blog que, mais tarde, abandonei. Ou algo assim, nem lembre direito.

Toda vez que começo a pesquisar alguma coisa e vejo o autocomplete, a ideia volta.

Sei que muuuuuuita gente já usou coisas parecidas (eu mesma, numa palestra em Madrid), mas vou voltar a usar. Pelo menos hoje. Porque deu MUITA vontade. Porque tem coisas super interessantes. Como esses exemplos:

 

1. QUAL O TAMANHO IDEAL?

qualotamanho 640x136 O brasileiro segundo o Google Complete

Vamos lá, brasileiro médio.

O tamanho ideal de bicicleta é o tamanho que você consegue subir e pedalar. Ou que você depois de subir e pedalar consegue descer. Nunca imaginei que houvesse tanto interesse nesse assunto a ponto de estar listado entre os 4 primeiros resultados do autocomplete. De qualquer forma, este é um exemplo de como não deve ser:

ji40vEK O brasileiro segundo o Google Complete

Segundo, qual o tamanho ideal da corda pra pular?

Mas é pra pular corda, certo? Não é pra colocar no pescoço e pular (toc, toc, toc, isola, D'us me livre).
Bem, confesso que fiquei feliz em saber que ainda tem gente interessada em pular corda. Pensei que crianças de todo o Brasil só quisessem aplicativos com joguinhos, não cordar reais. Então, vamos responder com carinho. O tamanho ideal é tal que você consiga segurar as 2 pontas das cordas e pular com as pernas, enquanto você olha pra câmera por cima de um dos ombros. Esse é o tamanho ideal da corda pra pular.

 O brasileiro segundo o Google Complete

Sobre o tamanho da capa do Facebook, tem instruções aqui: http://www.jonloomer.com/2014/01/20/facebook-image-dimensions/  mas já adianto que é 851 x 315.

Agora, quanto ao tamanho ideal do pênis, depende do uso a ser feito do membro e do receptor do mesmo.  Sem contar o fator cultural para este 'ideal' de tamanho.

Assim, deixo aqui o link de um mapa mundi com o tamanho do pênis por país, o World Map of the Penis. 

 

Próximo tema: o brasileiro, entre o quiabo e os Estados Unidos.

 

 

 

Não é preciso acompanhar reality show para saber o que está acontecendo. Por causa do interesse do público, muitos veículos de comunicação dedicam um espaço especial para comentar os programas. Sempre.

Eu, por exemplo, não acompanho o BBB14, mas pela timeline do Twitter, por blogs e sites de entretê, acabo sabendo de muita coisa. O comentário do momento é uma postagem do Pedro Bial em seu Instagram, com a frase "Atire a primeira pedra" sobre uma imagem de Letícia.


E então, o que você responde para esta pergunta (A opinião do Bial vai ou não vai influenciar o resultado do paredão pelo público?)

 

 

O post do Bial vai influenciar o resultado do paredão do BBB?

  • Sim (59%, 41 Votos)
  • Não (41%, 28 Votos)

Total de votantes: 69

loading Apresentador de reality pode opinar, ser parcial, tomar partido? Pode isso, Bial? Loading ...

18 de fevereiro de 2014 às 12h40

Cabras equilibristas, vídeo do dia

Chèvres en équilibre - YouTube.

17 de fevereiro de 2014 às 12h59

Festa junina o ano inteiro, agora com Unicórnios

L4EfGsm Festa junina o ano inteiro, agora com Unicórnios

Ninguém vai pra festa junina pra parecer chique. Ou elegante. Ou inteligente. Ou rico. Todo mundo se veste de caipira, pinta uns bigodes, faz umas pintas, bota chapéu, roupa remendada. E depois dança sempre as mesmas músicas, faz quadrilha, come pipoca, paçoca, toma quentão.

O clima é de ingenuidade e brincadeira, ninguém está ali para discutir os rumos da humanidade.

Pra mim as redes sociais são bem parecidas, de uma forma geral.

Claro, no meio da quermesse social das nossas redes tem muita gente séria, divulgando coisas importantes, ensinando, ajudando o próximo. Mas o grosso, o caldo, a massa está ali pra se entreter e passar o tempo. Pra brincar e se divertir sem compromisso na festa.

Nesses anos com doze junhos tenho visto isso acontecer mais e mais e o exemplo mais recente é o tal 'atestado do hospital da Paraíba onde alguém diz ter sido atropelado por um unicórnio'.

A imagem foi compartilhada à exaustão. Eu sei porque vi no Twitter.

 

KEZaaZc Festa junina o ano inteiro, agora com Unicórnios

 

Como não uso mais o Facebook, não recebi nem enviei pra ninguém. Mas fui a exceção:

 

E aí, claro, hoje, a timeline está lotada com a informação de que 'a imagem é falsa'.

ipnNBiT Festa junina o ano inteiro, agora com Unicórnios

Ah, era falso?
Tá certo.

Um monte de gente perdeu tempo, mas deu risada.
Um monte de gente caiu no hoax, mas fez piada.
Um monte de gente acreditou, compartilhou, mas se divertiu.

Quem perdeu tempo mesmo foram os jornalistas que tiveram que apurar, ligar pro hospital, por uma bobagem. E o hospital que teve que responder, dar entrevista, publicar desmentido.

Mas o importante é que a gente tenha assunto pra preencher o vazio, certo?
O importante é ter algo que pareça novo, diferente, pra conversar, pra perguntar se o vizinho viu, se leu, se soube.
O importante é a gente viver a vida sendo atropelado por unicórnios para aplacar nossa solidão.
O unicórnio é o hoax.
O unicornio é nossa ilusão.

Mas, né, quem vai dar o braço a torcer?
Nenhum de nós.
Somos todos lindos e importantes e sensacionais e perfeitos. A gente nunca erra, nunca se engana, só de propósito. A gente sempre já sabia antes de ter sido divulgado que não era. A gente só estava brincando. E se não estava foi hackeado. Porque a gente é lindo e perfeito e superior e sensacional.

Assim, pra não perder a viagem, mesmo que não seja verdade, mesmo que seja inventado, mesmo que seja falso, pelo menos dá pra comentar o nome do hospital, né gente?

Estamos todos numa festa junina, having fun.
Ontem tinha um unicórnio dançando quadrilha com a gente.
Aí a ponte caiu e tivemos que voltar, porque o unicórnio era de mentira.
Ou será que tudo é de verdade?
Na verdade, a resposta é tanto faz, porque não faz mais diferença se é verdade ou mentira, contanto que a gente continue iludido no mundo colorido dos unicórnios imaginários que nos aliviam da realidade insuportável que não conseguimos modificar.

13 de fevereiro de 2014 às 19h09

Repórter cai em rio contaminado (vídeo)

O Repórter Bob Aaron caiu num córrego contaminado.
Mas o tiozinho está bem.

13 de fevereiro de 2014 às 09h55

Já viu o Flappy Bird do Heródoto Barbeiro?

Primeiro falei com o Heródoto sobre o Flappy Bird, ao vivo, na Record News.

Depois continuamos a conversa no R7

Agora os links:

1. Joguinho com o Heródoto - Flappy Bird - Herodoto no ar

http://apps.apolinariopassos.com.br/flappygenerator/herodotonoar6/

Ali tem o link pro gerador pra você fazer seu próprio Flappy Bird.
tem até da Dilma!

Flappy dilma

RpTiJma Já viu o Flappy Bird do Heródoto Barbeiro?

2. Flappy bird online

http://flappybird.io/

Voltei da corrida e vi este tweet na minha timeline:

Em seguida, mais dois explicando o que era a #hashtag. Achei necessário, porque ao ler 'o pirata', não sabia se era um hacker, um tonto daquele movimento antigo do Twitter (Os Piratas), ou o quê. Era outra coisa.

Mais tweets:

e foto

Procurei pela hashtag.

Vamos colaborar com o Pirata? Figura folclórica, gente!
Isso é Brasil dos brasileiros!

bwDl0R8 #AjudaOPirata   leia, pode não ser o que você está pensando

Update, oba!!! deu certo, gente!

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com