Rosana Hermann

4 de maio de 2014 às 16h37

Vida de escriba

Vou resumir em poucas palavras o que é a rotina intensa do trabalho de um roteirista.

Você senta na cadeira equivalente a uma classe econômica de avião e passa 10, 12, 14 horas sentada, levantando apenas pra ir ao banheiro fazer um xixi ou pegar uma água e um café, coisa que você faz na mesma viagem pra não perder tempo.

Se tem a vantagem de não ter que apertar o cinto tem a terrível desvantagem de que, 12 horas depois, você não está desembarcando em Roma, Paris, Londres, Nova York ou Frankfurt rumo a Berlin, você está no mesmo lugar, com olheiras, com vias de ter uma trombose nas pernas e tem só um roteiro pronto. OK, ele vale muito para todos os que vão precisar dele pra gravar o programa, mas todo dia você fica com a sensação de fazer uma desconfortável viagem internacional que leva você pro mesmo lugar de onde saiu.

É complicado, mas é maravilhoso. Porque sua mente viaja. Essa é a parte incrível. Você faz o programa dentro da sua cabeça, ouve vozes sem ser esquizofrênico, faz um show na parte alta do seu cérebro como se fosse um palco.

E tem a pesquisa. Como eu amo pesquisar coisas, relacionar ideias, criar novas possibilidades, ver por novos ângulos!

Eu adoro escrever, roteirizar, criar quadros, textos, brincadeira, games, propor formatos. Sempre me ressenti muito porque aqui no Brasil, ninguém compra ou valoriza ideias em televisão. Sempre invejei a publicidade no sentido de que qualquer ideia bacana pra vender produto em 30 segundos transforma o criador num D'us multiplremiado e megamilionario, enquanto as ideias pra TV ou são roubadas ou desprezada. Pra piorar, veio a onda dos formatos. AGora ninguem nunca mais vai ouvir ou produzir ou investir numa ideia sua, porque as pessoas compram formatos testados na Venezuela, Laos, Nepal, casa do chapéu e pronto. Acham que têm GARANTIA de que vai dar certo no Brasil porque muita gente em Cochabamba assistiu e gostou daquele programa. Fim da picada, mas é assim que as coisas estão.

Então, ter a oportunidade de criar é ouro pra quem gosta. Por isso a Internet faz tanto sucesso, porque a gente tem liberdade de testar, de tentar e, sem experimentos, não tem arte, ciência ou vida que vá pra frente.

Vou sentar agora e levantarei daqui a dez horas, com mais uma viagem interplanetaria pelo mundo maravilhoso da criação.

Portas em automático.
Agora é só decolar.

 Perfil do Twitter @AfMandinha diz que Mãe Dinah deixou um recado sobre a Copa no Brasil

Afamandinha postou há 9 horas, que Mãe Dinah havia falecido no Hospital da Luz na Vila Mariana.
E que teria deixado um recado:

p>Twitter / AfMandinha: @portalR7 hospital da luz ....

Amandinha (4 seguidores) diz que estava no hospital e que 'pessoas que estavam lá ouviram da Mãe Dinah um recado diendo que..."

Agora é só aguardar pra ver se Mãe Dinah acertou sua possível última previsão.

Leia mais no R7

Sei nem o que dizer.

viaTiny Hamsters Eating Tiny Burritos - Episode 1 - YouTube.

Sim, sou membro do grupo que combate os vídeos verticais. E, claro, há exceções honrosas onde o vídeo vertical PODE ser uma boa solução. Mas em geral é só falta de noção experiência.

Já publiquei um post aqui com um vídeo maravilhoso de muppets que o @nerdpai mandou: Vertical Video Syndrome

Agora vi que tem um Clipe Musical (via Brainstorm9) contra Vídeos Verticais

 

Curiosamente, recebi isso hoje:

Quem sabe seja possível engrossar o caldo da sopa que pretende combater essa praga!

Agora vc entende o SUCESSO do Instagram, é tudo QUADRADO, assim não depende do raciocínio de ninguém !! AAHHAHA

PS - Ei, BEEEEm lembrado! Google está nessa batalha!

29 de abril de 2014 às 20h35

Não faça isso na sua formatura

Diploma não é nada.
Noção é tudo.

Estava no LiveLeak. Um cara viajandão no LSD, cruzando o deserto, faz um selfie em vídeo totalmente fora da casinha.

feitas por um drone

viaArkansas Tornado Damage Aerial Video 4-27-2014 - YouTube.

28 de abril de 2014 às 21h39

Indiquei o Streem. Vamos ver no que dá.

Rosana Indica serviço Streem que promete espaço na nuvem ilimitado - Vídeos - R7.

Saí de casa, de jeans e camiseta, sem maquiagem, sem pentear o cabelo, de óculos e assim gravei. Queria experimentar. Agora já posso me arrepender. AAHAHAHAH

28 de abril de 2014 às 17h45

Famosos comendo bananas – veja quem comeu

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com