Rosana Hermann

Google Trends: Principais pesquisas.

Ai eu entro no Google Trends para ver o que está sendo mais pesquisado no Brasil e... encontro Marlon Teixeira?

Nunca ouvi falar!

Ah, mas é o novo namorado de Bruna Marquezine.

Entendi.

Ok, então, bom ano pros dois.

 

 

Sony Hackers Threaten U.S. News Media Organization - The Intercept.

 

A notícia foi dada pelo FBI.

Até a CNN foi ameaçada.  

Já pensou o que seria se hackers invadissem e expusessem TUDO o que rola na mídia brasileira? Emails de emissoras, rádios, editoras, tudo?
Acho que o mundo acabaria.

Ou começaria um novo mundo...

30 de dezembro de 2014 às 10h26

Eu sei que você pode fazer melhor

Não sou uma pessoa basicamente insegura, mas frequentemente acontece de começar a fazer qualquer coisa achando que não vou conseguir. Que não vai dar certo. Que talvez eu saiba fazer, que seja capaz, mas que mesmo assim a coisa não vai fluir. E taguear isso como 'pessimismo' e sair andando não resolve. E nem é verdade.

A gente não bota muita fé em si mesmo, porque se mede por quem está acima. E ai, na comparação, se sente menor. E além de ser ruim fazer isso com a própria pessoa, o hábito tem um efeito colateral horroroso: a gente passa a olhar pra quem está 'abaixo' da gente com desdém. E começa a criticar todo mundo só pra se sentir melhor, pra resgatar o ego sofrido com a comparação com os que são melhores que nós.

Vou dar um exemplo prático disso.

Quando eu era mais jovem eu corria. Aí envelheci e achei que não podia correr mais. Mas eu podia. Tanto é que comecei a correr, a treinar e hoje me sinto uma atleta amadora, uma corredora na categoria sênior. Nada de sensacional, mas bem melhor do que eu pensei que fosse conseguir.

Só que eu estava correndo errado. Pisada errada, posição errada dos braços, tudo errado. E eu não sabia. Olhava os outros que corriam e não sabia quem estava correndo bem ou mal. Até que fui procurar ajuda profissional do Marcos Paulos Reis. E só aí aprendi a correr direito.

Agora que supostamente corro direito, passei a reparar em todo mundo que corre errado. Vejo as pessoas na rua correndo e penso:

- Essa mulher pisa torto. Os braços mexem demais. Ela está respirando mal, está bufando. Os passos estão saltados, ela não está correndo, está pulando.

Tenho certeza que todas essas pessoas poderiam estar fazendo melhor, aproveitando mais, se soubessem o certo.

Ontem mesmo, eu estava me banhando no rio Una e vi uma garota entrando contra a corrente numa prancha de stand up paddle. Ela não conseguia vencer a força da água e olhou pra mim com um certo desespero. Nem tenho certeza se falei certo, mas intuitivamente aconselhei, baseado no princípio da subida de ladeira de bicicleta:

- Vai em zigue zague!

Ela tentou, sentiu que funcionou e agradeceu de longe:

- Valeu!

E foi remando e entrando no rio em zigue zague.

Não saber não é vergonha, aprender é bacana, e não faz mal pro ego ser ensinado por alguém que dá um toque. O que faz mal é a teimosia, o medo de aprender, o orgulho de admitir que não sabe. Talvez a frase mais imbecil da nossa cultura popular seja o 'não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe'. Vivemos numa sociedade que tem raiva de todo mundo que sabe, porque associa quem sabe com 'quem tem dinheiro e teve oportunidade de aprender'. Mas ficar na burrice por acaso é melhor? Ou acreditar que não pode aprender? Com toda essa Internet pra nos ensinar?

Eu sei que você pode fazer melhor. Que você tem mais potencial do que imagina. Que tem capacidade de aprender coisas que nunca tentou. Sei também que não é verdade que 'podemos tudo' e que 'basta acreditar no seu sonho pra conseguir'. Não. Não funciona assim. Isso não é aumento da auto-confiança, mas da auto-enganação.

Você não pode tudo, mas pode muito mais do que acredita agora. Pode aprender, pode melhorar, pode investir mais em coisas que dão prazer, principalmente se parar de gastar tanto tempo e energia com os outros.

Imagine se cada vez que eu reparar no erro do outro eu investir em reparar nos meus erros? O quanto eu poderei me aprimorar e tirar benefício pra mim mesma!

Pois já que estamos em clima de ano novo, época de altas resoluções, vou fazer a minha. Aprimorar-me. Aprimorar tudo que posso fazer comigo e para mim e investir numa melhor comunicação com o mundo.

Na minha visão de adulta o mundo emburreceu. As pessoas estão mais superficiais. Ou sempre foram e agora vemos, como tantos repetem. Tanto faz. Fato é que o mundo me parece assim. Os momentos de conversas interessantes, que me levam a refletir, a entender o mundo, são raros. O dia a dia tem o valor nutricional de um saco de salgadinho de milho com corante e sódio. Além de não alimentar, faz mal.

Então, deixo aqui esse ideia pra você refletir. Você pode fazer melhor. Pode mais do que pensa. E às vezes uma pequena orientação muda tudo.

Falta só acreditar que 2015 também pode ser melhor.
Porque, olha, 2014, taí um ano pra ser esquecido.

 

25 de dezembro de 2014 às 16h06

2015, o ano da aposentadoria da TV

No Brasil a aposentadoria por idade é concedida a mulheres aos 60 anos e homens aos 65.  Em 2015 a Televisão brasileira, fundada em 18 de setembro de 1950, completa 65 anos, ou seja, qualquer que seja o gênero da TV ela já pode se aposentar.

NNq6uGa 2015, o ano da aposentadoria da TV

Isso não quer dizer que a TV vai acabar. A expectativa de vida para homens no Brasil é de 74,7 anos e, para as mulheres, 81,4. Estou falando de aposentadoria, quando muita gente reinventa sua vida e começa uma nova jornada. É o que a TV brasileira vai ter que fazer, pra não entrar em depressão ou se tornar invisível. Porque para muitas crianças a TV aberta já nem existe mais, como me ocorreu outro dia na fila de um mercadinho.

Eu tinha ido até o bairro da Liberdade, em São Paulo, para comprar um macarrão japonês. A fila era imensa, dava a volta inteira na loja até chegar ao caixa. Atrás de mim estavam uma mãe e sua filha pequena, de uns 7 ou 8 anos. A garota estava muito feliz e excitada porque tinha comprado vários kits de Poppin' Cooking, aquele brinquedo japones com forminhas e pozinhos para fazer comidinhas de miniatura.

Enquanto a fila andava lentamente a garota falava sobre o brinquedo e dizia que era 'exatamente o mesmo que a menina falou no vídeo'. Logo entendi que ela se referia aos vídeos do YouTube sobre Poppin' Cooking. Toda a conversa girava em torno de vídeos que ela acompanha na Internet, canais do YouTube.

O exemplo dessa garota é apenas um entre tantos. Acho que o fato do cana da Galinha Pintadinha ter sido o primeiro da América Latina a atingir 1 bilhão de views fala muito mais sobre a Internet como principal fonte de entretenimento para as crianças do século XXI.

Como Bia Granja postou no site do YouPix, quem nasceu nos anos 80 forma a última geração que sabe como é a vida antes da Internet. Aqui no Brasil é a geração que foi criada pela 'Babá Eletrônica', que cultua a Xuxa, que tem memória afetiva mais ligada a programas infantis da TV do que qualquer outra. Tudo isso ficou no passado.

Hoje crianças pequenas não ficam mais paradas e hipnotizadas pela TV, mas pelas telas de smartphones, tablets e gadgets móveis. Elas não apenas nasceram numa época em que a Internet já existia (como os nascidos nos anos 90), mas num período em que a tecnologia já havia se barateado o suficiente para que seus pais, mães, irmãos já tivessem esses aparelhos em casa.

A TV não vai morrer de mal súbito, não vai ter um aneurisma ou um AVC e desaparecer. A 'rede' de emissoras é muito poderosa, a estrutura das agências de propaganda, para o bem e para o mal, ainda está muito sustentada na mídia da TV Aberta para seus clientes gigantes, a capilaridade dos aparelhos é imensa. Mas de 98% dos lares têm TV, praticamente 100% dos brasileiros têm celular. Mais alguns anos e teremos o Brasil inteiro conectado à web.

Tecnologias mudam comportamentos. Os tipos móveis de Gutemberg mudaram o mundo, o rádio, a TV, a Internet também. A cada grande descoberta, vem uma onda de popularização que altera comportamentos de toda a sociedade.

Em 2015 a TV Brasileira faz 65 anos. Já pode se aposentar por vontade própria ou se renovar, antes que a geração das crianças nascidas nesse milênio o façam. Porque, se depender dessa garotadinha, a TV, como relógios, bússolas, aparelhos de GPS, de rádio, vai se transformar num aplicativo no celular.  

9PUDKa1 2015, o ano da aposentadoria da TV
(hora da TV se recalibrar )

bebes imagem 640x465 Atenção grávidos e grávidas: tem presente para bebês que nascerem na virada!

Ninguém aguenta mais o ano de 2014. Dá vontade de fazer log off nesse instante e começar um ano novo. Porque ano novo é vida nova e é isso que todo mundo quer.

 

E é exatamente para celebrar o ano novo e as novas vidas que vão chegar que a Icatu Seguros criou uma promoção muito legal. Bebês que nascerem entre 0h e 2h do primeiro dia do ano novo, de parto normal, vão ganhar um plano de previdência privada com R$ 2015,00 já investidos. Sem sorteio. Sem concurso. É só o pai ou a mãe do bebê entrar em contato com a Icatu Seguros e mandar os documentos pedidos no regulamento.  

  

Ah, duas coisas importantes.

 

A promoção pede para que os bebês inscritos tenham nascido de parto normal, porque a ideia é presentear bebês que cheguem ao mundo nessas duas primeiras horas do ano novo por escolha do destino. Se o médico recomendar a cesariana, as mães devem seguir as orientações.

 

A segunda coisa é que os pais não precisam entrar em contato com a Icatu DURANTE essas duas horas! Esse momento é da família! O pai ou a mãe do bebê tem até o dia 31 de janeiro de 2015 para solicitar o presente da Icatu Seguros. O regulamento e as formas de contato com a Icatu Seguros estão no sitewww.osbebesdavira.com.brNada de desespero no pós-parto! O importante é ter os documentos provando o horário de nascimento do seu bebê.

 

Então, já sabe. Se você tem parentes, amigos, que esperam um filho para o ano novo, avise todos eles. Porque eles poderão ser os pais dos Bebês da Virada!

 

 

 

___

#ad

24 de dezembro de 2014 às 15h13

Resultados – Por que postamos selfies?

23 de dezembro de 2014 às 12h54

A notícia ali na esquina


Acidente com vítima fatal na esquina da Rua Itacolomy com Alagoas, Higienópolis, SP.


Chuva derrubou o muro do cemitério, rua Mato Grosso, Higienópolis, SP

YouTube Doubler

Quase 40 milhões de views teve o primeiro vídeo, o 'original', digamos assim. Logo na abertura vemos que há uma descrição do figurino, calça jeans e camiseta preta. Senti que existia uma intenção em ter a mulher como figura, forma, sem levar em conta nada que a roupa pudesse trazer. Sem que a roupa intereferisse

O vídeo da direita foi uma adaptação da CBN. E eu achei que existe um 'bias'. A garota está com uma blusa de alcinha menos neutra, mais pra decotada. NAO ESTOU DIZENDO, PELOAMORDEZEUS, QUE USAR DECOTE BLA BLA BLA DA DIREITO A QUALQUER HOMEM DE BLA BLA BLA.NAO, por favor. Estou dizendo que a experiência original parece ter pensado num figurino 'neutro', enquanto o da experiência brasileira não teve o cuidado de reproduzir as mesmas circunstâncias. Só isso.
Em termos de assédio o resultado é similar.

TAlvez fosse o caso da MESMA modelo, com a MESMA roupa fazer a MESMA experiência em muitas capitais do mundo. Tipo o carinha que dançou o mundo todo 'Matt', só que testando o nivel de civilidade das ruas em diferentes cidade

E isso não é ciência exata, ok? Mas eu ACHO que o vídeo da CBN adicionou um elemento a mais. Fica mais difícil comparar as situações, experimentalmente falando. O que não JUSTIFICA A INVASAO.

NADA JUSTIFICA A INVASÃO. Nem de comentário, elogio, cantada, crítica, pergunta, spam. Se a gente não pediu, não tem que oferecer.

Eu não saio na rua para:

.ser julgada
.ser elogiada, criticada, assediada
.ser cantada
ou WHATEVER

Eu quero existir sem ter que pedir licença e sem ser incomodada por isso.
Eu quero interagir com pessoas, sim, mas não sexualmente.
Simples assim.

_______________

Do jeito como foi feito, não dá pra comparar.
E vc? O que acha?

O vídeo da esquerda:
Creator/Owner/Director: Rob Bliss Creative- A Viral Video Agency - http://robblisscreative.com/
Business/Media Contact: rob@robblisscreative.com

O vídeo da direita:
Repórter GAbriela Rangel da CBN

http://cbn.globoradio.globo.com/editorias/pais/2014/12/23/ASSEDIO-NAS-RUAS-DE-SAO-PAULO.htm

Abaixo os videos ampliados

É só entrar no site Population.io , colocar sua data e local de nascimento, sexo no nascimento e ver.

Como eu sou meio velhota, o resultado é meio assustador:

 

86% das pessoas na Terra são mais jovens que eu!

 

86porcentonomundo 640x392 >=======>  Sou o ser humano número 6,236,689,308 no planeta . E você?

No Brasil 88% da população é mais jovem que eu!

 

88porcentomaisjovembrasil 640x367 >=======>  Sou o ser humano número 6,236,689,308 no planeta . E você?

 

 

De acordo com a expectativa de vida para mulheres brasileiras, viverei até os 85 anos e morrerei no dia 18 de julho de 2042. Ou seja, tenho mais 27 anos e meio para aproveitar.

 

Se você tem medo de falar de morte ou ver uma data (mas não deve ficar com medo, porque a expectativa de vida pro Brasil é alta!)  veja só  a primeira parte.

mas é legal!

 

  • 18 Jul2042

19 de dezembro de 2014 às 20h24

Como saber se ‘esta imagem é real?’

Estava a velha a tweetar e veio uma foto atrapalhar.

A foto era essa

Screen Shot 2014 12 19 at 20.01.41 640x428 Como saber se esta imagem é real?

 

Vi a foto mais de uma vez na minha TL. Eis que o @jornalismoWando fez a pergunta MASTER :

 

Gatilhada pela dúvida, fiz o seguinte para saber se 'esta imagem era real'. 1. Clicar com o botão direito do mouse para pegar o endereço da imagem Screen Shot 2014 12 19 at 20.06.16 640x489 Como saber se esta imagem é real? 2. Abrir o Google images , images.google.com, clicar na câmera para pesquisar por imagem Screen Shot 2014 12 19 at 20.08.25 640x298 Como saber se esta imagem é real? 3. Colar a URL da foto Screen Shot 2014 12 19 at 20.09.37 640x341 Como saber se esta imagem é real? no campo e pesquisar: 4. E pegar os resultados: Screen Shot 2014 12 19 at 20.11.23 640x561 Como saber se esta imagem é real? Clicar nos resultados e ver a foto original Screen Shot 2014 12 19 at 20.12.33 640x433 Como saber se esta imagem é real?

 

alguns dos links que publicaram esse foto original de Picos, no Piauí. .

http://www.portalsaibamais.com/novo/2014/10/ato-reune-apoiadores-de-aecio-neves-nas-ruas-de-picos/ .

GP1 - http://www.gp1.com.br/noticias/sociedade-civil-organizada-de-picos-promove-manifestacao-em-apoio-a-candidatura-de-aecio-360449.html

Então a foto era uma montagem. Bem feita. Ok. E qual o problema? O problema é que ao publicar uma imagem falsa sem ter fonte nem certeza, sem pesquisar, as pessoas acreditam e formam opinião e JUIZO sobre uma coisa errada. Por exemplo, um perfil EVIDENTEMENTE já acusou PAULISTANOS . Porque é, . Se está na Internet é verdade . Se é reacionário só pode ser 'coisa de paulistano', porque Paulistanos não têm limite. Nem a zoeira.

Screen Shot 2014 12 19 at 20.15.28 640x635 Como saber se esta imagem é real?

Além da pesquisa por imagem no Google tem também o velho e bom TinEye, pesquisa reversa de imagem. que nem sempre funciona. Enquanto isso na PAULISTA que fica no PIAUI, pessoas seguram uma faixa photoshopada É isso. 

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com