Rosana Hermann

27 de março de 2005 às 15h27

Enfim, a era de Aquário!

Há quatro décadas a música tema de Hair avisa que a era de Aquário está chegando. Sempre cantei junto, bem alto, aos berros por assim dizer, this is the dawning of the age of Aquarius, the age of aquarius... acuéééééééériãããsss. E cadê? Cade a liberdade de ser o que é, dizer o que pensa e ser feliz e amar o mundo? Cadê a harmonia e a compreensão?

Pois bem, senhoras e senhores do conselho,querido leitor, querida leitora. A era de aquário deveria ter começado em fevereiro de 1962 e até agora eu não vi nem o garçon com a bandeja, servindo a felicidade geral do planeta. Tudo bem, outros pessimistas diziam que ía começar em 2000, mas já estamos em 2005 e, nada.

E o mundo não me parece estar nem um pouquinho na era de aquário, pelo contrário. Está mais na era dos outros significados de tanque que não ode peixinhos do signo, a saber, o tanque de guerra, o de lavar roupa e de abdômen malhado. Ao invés da harmonia e compreensão, só vejo intriga e polêmica. A compaixão e a confiança deram lugar ao individualismo selvagem, ao eu me amo seguido do e 'você que se dane'.Na era de aquario não haveria mais falsidade e a liberação da mente seria real. Ah, tá. Talvez tenha sido um erro de tradução porque só até agora só veio a falsa idade e a liberação demente.

Mas talvez ela esteja mesmo chegando,bem devagar,mas chegando. Vejo alguns sinais. Outro dia ouvi dizer que finalmente os peitos de silicone doze números maior que a pessoa, estão sendo considerados bregas e cafonas. Uma chamada na capa dos blogs do uol atenta para o fato de Léo Jaime ser contra a ditadura da beleza. Outra chamada na home do MSN, leva para um texto da Clara Averbuck confessando que abdicou das caixas de remédio tarja preta em busca do peso ideal. Quem sabe se todo mundo começar a confessar que esses padrões inverossímeis de beleza sirvam apenas para as injetoras de plástico que produzem Barbies a gente vai ser mais feliz. As mulheres vão parar de tomar bola, efedrina, laxante, diurético, remédios loucos,vão parar de seguir dietas insensatas, de chamar o Hugo depois das refeições, de passar o dia em jejum na base da água e cigarro em busca de um peso ideal fatal. Os homens, talvez comecem a abdicar da crença de que a mulher não seja uma extensão de seus bens, como o carro, o barco, o palmtop, para exibir aos amigos. Alguns homens levam isso tão a sério que sempre andam com uma mulher útlimo tipo, do ano, turbinada e com air bag duplo. Homens sérios do marketing começam a fazer poesia. É possível os seres humanos que comem, dormem e fazem parte da economia mundial de consumo, descubra que sua missão na Terra não é uma gincana narcísica em busca da beleza máxima e eterna.

Quem sabe um detalhe aqui outro ali, sirva de sinal para que um mundo verdadeiro, harmônico, libertário e sem falsidades possa estar chegando. Uma era, uma onda. Existem fatos que comprovasm esse movimento. Tem gente boa escrevendo e gente boa lendo. Algumas comunidades no Orkut não são de ódio a ninguém. Outro dia, um jornalista se interessou pelos sentimentos reais de uma nutricionista ao invés de só rir de seu contrangimento. Um artista famoso ajudou uma creche sem levar o fotógrafo junto no dia da entrega dos presentes para fazer marketing pessoal 'do bem'. Duas pessoas fizeram amizade por um comunicador instantâneo usando suas verdadeiras identidades.

Em todo lugar começam a surgir pequenas luzes. Voluntários que ajudam os sobreviventes de uma tragédia a Ásia, crianças ensinam ecologia aos pais, médicos que se importam com a miséria na África. Alguns fazem isso desde antes do musical Hair, nos anos 60, produzindo pequenas marolas que não resultaram ainda numa onda gigantesca que inunde toda a Terra.

Sejamos otimistas. Vamos ficar atentos. Pode ser que a era de aquário já esteja aqui. Quem sabe seja o caso de começar a valorizar, a partir de hoje, todos os sinais de amor. A gente esquece a vingança, tenta lembrar que todos têm direito à vida, que a liberdade da gente termina onde a do outro começa, que todos tem direitos iguais e aí, vai que de repente, sem querer, o amor comece mesmo a guiar o planeta e a ditar o curso das estrelas. Vai que dá certo. E a gente pode ser o que é e dar graças a vida.

 

Posts Relacionados

27 de março de 2005 às 09h03

Chocolate

Só um comentário antes de ir: muito chata a sonorização das matérias de tv seguindo sempre o óbvio. A apresentadora diz "chocolate" e toca... chocolate, chocolate, eu só quero chocolate. Outra fala sobre cabelo e toca...cabelo, cabeleira, cabeluda, descabaleda. Mais um fala sobre ciúmes e lá vem... mas eu me mordo de ciúmes... Parece que só existe o pensamento associativo. Lé com lé, cré com cré, e a tv é mesmo um pé. Lá.

Posts Relacionados

27 de março de 2005 às 08h59

Bom domingo

Pra quem celebra a Páscoa, feliz páscoa. Para todos os outros existe mastercard. Não não era isso. Para todos os outros, feliz domingo. Hoje tem reapresentação do Receitas da Vida na Rede Mulher, meio dia, acho que vai ser o mesmo da Cláudia Matarazzo. Ou não. Depende.
Aqui no litoral, claro, São Pedro muito engraçadinho, mandou o sol com atraso. Vamos fazer aquilo que todos vão fazer, aproveitar a praia um pouco antes de pegar o congestionamento da volta.
Nos jornais, muitos comentários sobre o Big Brother e o Campeonato paulista.
Ao que tudo indica, o São Paulo vai vencer mais esse paredão.
Pra você, um bom domingão.

Posts Relacionados

26 de março de 2005 às 22h45

Fim do Finde

Domingo de Páscoa, dia de voltar de viagem, de almoçar em família, de planejar a 2a. feira e a semana inteira. E depois de tanta chuva, parece que o domingo vai abrir ensolarado. Só falta.

26 de março de 2005 às 21h05

Villa Daslu

Fica na mesma rua onde trabalho. Dá pra ver da minha janela. Tão perto e...tão longe. O investimento da Daslu neste novo templo foi de duzentos milhões de reais.Isso é que é sucesso. Acabei de ler na Isto é dinheiro. Faz sentido .link aqui. Aproveite pra ler, AOL vai embora do Brasil.

26 de março de 2005 às 18h04

Zeigeist pra você é…

Zeitgeist .

A palavra é um charme.Imagine, algo ou alguém que capte o espírito de seu tempo, de sua era. Sem contar que a overdose de termos em inglês no mundo corporativo e na rede, já encheu. Os termos em francês, chiques, parecem sempre um pouco pedantes. (embora alguns sejam realmente, um charme...)

Mas em alemão, o papo é outro. Impressiona.
Tem o zeitgeist do google, do flickr, etc.

Alguns blogs dizem que as coisas que representam o espírito do nosso tempo são...o culto à beleza, a vontade de ser famoso, a busca pelo sucesso e pelo dinheiro. Que coisas e quais pesisoas, na sua opinião captam o nosso zeitgeist?

 

26 de março de 2005 às 17h30

Fluminense

Aqui em casa, todos achando que foi o pessoal da rede globo que invadiu o campo na final da cobrança de penalties do fluminense. Imagine, meia hora de atraso na programação do sábado. Só invadindo mesmo. E que coisa, o goleiro defender duas vezes o último penalti do atacante do Vasco.

26 de março de 2005 às 17h08

Passeio

thumb photo20050326182515 Passeio thumb photo20050326181857 Passeio thumb photo20050326181642 Passeio thumb photo20050325184028 Passeio
Subindo a ladeira, fugindo dos pernilongos,caçando fotos.
Subi para o fotolog.

Posts Relacionados

26 de março de 2005 às 17h08

Passeio

thumb photo20050326182515 Passeio thumb photo20050326181857 Passeio thumb photo20050326181642 Passeio thumb photo20050325184028 Passeio
Subindo a ladeira, fugindo dos pernilongos,caçando fotos.
Subi para o fotolog.

Posts Relacionados

26 de março de 2005 às 15h26

Camisinha de Xapuri

Que máximo! O Brasil vai fazer camisinha alternativa, feita de látex de borracha de seringueiras de Xapuri, no Acre.
Enfim..uma camisinha...cabeça!

PS - Que burra. Eu devia ter feito esse comentário na tira da Su & Cida...

 

Posts Relacionados

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com