papa blog Com Papa Bento 16, os católicos encolhem

Estudo divulgado nesta terça-feira pelo economista Marcelo Neri, da Fundação Getúlio Vargas, com base na Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE, informa que o rebanho de fiéis católicos vem proporcionalmente diminuindo no Brasil.

Será apenas coincidência?

Nas análises que li até agora sobre a queda de 74% para 68% dos brasileiros que declaram professar a religião católica, no período entre 2003 e 2009, faltou um pequeno detalhe que me chamou a atenção.

Para Murilo Neri, estes números podem ser atribuídos a um significativo maior crescimento da renda dos mais pobres no mesmo período:

"Em pesquisas anteriores, nós verificamos que os pentecostais cresciam principalmente em setores onde havia maior desemprego e menor renda. Como este período de 2003 a 2009 foi de crescimento a favor dos pobres, isto pode ter influenciado este crescimento menor".

Como não sou economista nem pesquisador, mas católico cada vez menos praticante e observador da alma humana, arrisco uma outra hipótese: esta queda se deu exatamente no período em que o cardeal alemão Joseph Ratziger, legítimo representante das alas mais conservadoras, foi eleito Papa Bento 16.

Com 78 anos e três dias, Bento 16 assumiu o cargo de Sumo Pontífice da Igreja Católica no dia 19 de abril de 2005 _ em meio, portanto, ao período analisado por Neri. Desde então, o Papa vem dando uma guinada de volta ao passado, como ratificou ainda na semana passada, em Madri, no encontro com jovens e professores universitários no Mosteiro de El Escorial.

No melhor estilo Ratzinger, ele pregou o "radicalismo cristão" diante do que considera um "eclipse de Deus, um certo grau de amnésia, senão uma rejeição absoluta do cristianismo na sociedade. Diante do relativismo e da mediocridade, surge a necessidade deste radicalismo".

Beleza. Assim, com este otimismo todo do Papa e suas palavras de ternura, fica fácil entender porque no Rio de Janeiro, cidade que sediará a próxima Jornada Mundial da Juventude, com a presença de Bento 16, menos da metade da população _ 49,8% dos entrevistados _ ainda se declara católica.

O estudo da Fundação Getúlio Vargas mostra também outras duas tendências opostas: de um lado, cresce o número dos que se declararam sem religião alguma em todas as faixas sociais e, de outro, cai também o ritmo de crescimento dos evangélicos pentecostais, que na década de 1990 praticamente dobraram de tamanho.

Que explicações encontram os leitores do Balaio para estas mudanças nas preferências religiosas dos brasileiros na última década?

Jornal da Record News,

três meses no ar

Completamos ontem, com direito a bolo e tudo, os primeiros três meses no ar de um novo projeto, o "Jornal da Record News", ancorado por Heródoto Barbeiro e Thalita Oliveira.

Quero repartir com os caros leitores minha alegria de poder participar deste trabalho ao lado de uma equipe da melhor qualidade, em que se destacam comentaristas como os que cuidam da área de Medicina e Saúde: Adib Jatene e David Uip.

Sob a chefia de Marco Antonio Nascimento e Maria das Neves, a jovem (com algumas exceções...) redação está no caminho certo para fazer um jornalismo de qualidade, analítico sem ser chato e popular na medida certa, que busca novos caminhos a cada dia.

http://r7.com/XzJX