montagem Quem está pior? Corinthians, São Paulo ou Flamengo?

Eles ganham juntos mais de R$ 1 milhão por mês: merecem?

Este Brasileirão está ficando engraçado.

Ao final da 23ª rodada, parece que ninguém quer ser campeão. Tentam apenas garantir uma vaga na Libertadores.

O Corinthians está fazendo o possível para entregar a rapadura da liderança. Os outros que ainda lutam (?) pelo título não deixam.

Se o time de Tite perde mais uma, eles também não ganham _ e continua tudo embolado para ver, não quem é o melhor do campeonato, mas quem está conseguindo jogando pior.

** Bem cercado pelo Fluminense de Abel, que chegou à quarta vitória consecutiva (1 a 0, com gol de Fred) jogando como time pequeno, o Corinthians ficou no tico-tico no meio de campo e não criou uma única oportunidade clara de gol.

** O vice-líder agora é o Vasco, grande surpresa do campeonato, com seu técnico Ricardo Gomes ainda no hospital. Só empatou ( 1 a 1) com o Figueirense, em Florianópolis, e deixou de tomar a liderança do Corinthians, mas subiu mais um pouquinho.

** Com o mesmo padrão de jogo da seleção brasileira de Mano & Teixeira _ ou seja, nenhum _ o São Paulo de Adilson Batista não foi páreo para o Grêmio de Celso Roth (1 a 0 para os gaúchos, gol de Douglas, ex-Corinthians), que continua subindo na tabela. Não assumiu a liderança e ainda caiu para o terceiro lugar.

** Pior que eles, só o Flamengo, há oito jogos sem ganhar. Desta vez, perdeu para o Atlético Paranense (ainda na zona do rebaixamento), jogando em casa, por 2 a 1. O time de Luxemburgo parece ainda não ter superado a "crise do pum" e caiu para o 6º lugar.

** Na disputa entre paulistas e cariocas, uma novidade: pela primeira vez em muitos anos, os times do Rio estão representados por quatro clubes (Vasco, Botafogo, Fluminense e Flamengo, pela ordem) entre os seis primeiros.O Botafogo tomou uma biaba de 5 a 0 do Coritiba e segue em quarto. O Fluminense vem logo atrás.

** Quem está subindo na tabela são os gaúchos, sempre bons de chegada. O Internacional de Dorival Júnior (para mim o melhor técnico brasileiro no momento, no mesmo nível de Muricy Ramalho), que meteu 3 a 0 no Palmeiras de Felipão em pleno Pacaembu, agora está em 7º, e o Grêmio, antes rondando o rebaixamento, ficou na faixa intermediária junto com o Santos.

** Já classificado para a final do Mundial de Clubes em dezembro e para a próxima Libertadores, o Santos de Muricy Ramalho virou café com leite. Ganhou por 1 a 0 do Cruzeiro (nem sei quem é o técnico) no sábado, mas parece ter perdido a vontade de disputar o título

** Por falar nisso, os mineiros vão mal neste Brasileirão: com a derrota, o Cruzeiro ficou atrás do Santos e o Atlético de Cuca, apesar da vitória (2 a 0 contra o Bahia de Joel Santana) continua próximo da zona de rebaixamento.

Procuro sempre colocar o nome dos técnicos junto ao dos times que dirigem por um motivo muito simples: são sempre os mesmos, recebem salários inflacionados num futebol deficitário e se tornaram mais estrelas do que os seus jogadores.

Os leitores podem achar que estou pegando muito no pé deles, mas o fato é que só os três técnicos dos times citados no título desta matéria (Tite, Adilson e Luxemburgo), ganham juntos mais de R$ 1 milhão por mês para ficar como treinadores de lutadores de boxe na beira do gramado, gritando "pega ele!, abre!, toca no fundo!, volta!".

Conclusão: não tem um time que se destaca neste campeonato, com todos jogando (mal) mais ou menos do mesmo jeito. O campeão será o menos ruim ou o que tiver mais sorte.

Futebol que é bom...

** Como não sou dono da verdade e o futebol ainda não é uma ciência exata, convido os caros leitores deste Balaio a responder à pergunta do título: quem está pior neste Brasileirão?

***

Que vida buena!

Ronaldo Kotscho, meu único irmão e também jornalista de muitas viagens e muitas estradas pelo mundo, está sempre com novos projetos.

Há três anos morando em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, criou primeiro o Linha Verde, um site dedicado às questões de meio ambiente e sustentabilidade, além de escrever num jornal local.

Agora, acaba de lançar um site e um blog só com coisas boas: assuntos, notícias, pessoas, lugares, tudo o que a vida tem de melhor, aqui mesmo, sem sair deste nosso Brasil.

Boas histórias para contar não lhe faltam. Além disso, é um premiado fotógrafo, trabalhando ainda como produtor e editor na equipe do José Trajano no canal de esportes ESPN.

Vale a pena dar uma olhada no que ele anda fazendo na internet:

www.vidabuena.com.br

www.vidabuenablogspot.com

Este é um Kotscho que deu certo na vida...

***

Frei Betto de livro novo

Acaba de chegar às boas casas do ramo o novo romance de Frei Betto: Minas do Ouro, lançado pela Editora Rocco.

Como no filme Meia noite em Paris, de Woody Allen, Betto mistura ficção com realidade, personagens reais com outros imaginários das suas lembranças de mineiro militante.

Ainda não li o novo livro do velho amigo_ se não for o centésimo que já escreveu, deve estar perto disso... _, mas garanto que é bom, só pelo que ele já me contou. Não tem erro.

http://r7.com/vbui