Com o chocolate de 3 a 0 que o São Paulo tomou do Atlético Goianiense, e as vitórias de Vasco, Botafogo, Flamengo e Fluminense, dos paulistas agora só restou o líder Corinthians.

O time comandado por Tite, que ganhou de 1 a 0 do Cruzeiro, em Minas, daqui para a frente vai disputar o título contra os quatro grandes times cariocas que estão na sua cola.

Faltando apenas oito rodadas para o fim do Brasileirão, continua tudo embolado na ponta da tabela, sem que tenha aparecido até agora um grande time para chamar de favorito. Qualquer um dos cinco pode ser campeão.

Quem se despediu melancolicamente da luta pelo título na rodada deste domingo foi o São Paulo. A brilhante diretoria comandada por Juvenal Juvêncio e seus doutores esperou o time cair fora da disputa e a torcida passar vergonha para mandar embora o técnico Adilson Batista, que não deveria nem ter sido contratado. Foi demitido em Goiânia agora à noite, ainda no vestiário.

Adilson ficou apenas três meses, mas conseguiu fazer um bom estrago. Pegou o time em segundo lugar e o deixou em sexto, depois de não conseguir uma única vitória nos últimos seis jogos. Em 22 partidas, foram 7 vitórias, 9 empates e 6 derrotas. Belo retrospecto!

A seis pontos do líder Corinthians, o São Paulo até tem ainda chances matemáticas, mas é hoje um time desmoralizado, sem nenhum padrão de jogo, sem liderança, sem comando, batendo cabeça.

Piores do que o time do Morumbi estão os outros grandes paulistas, que perderam seus jogos em casa: o Palmeiras (2 a 1 para o Fluminense) e o Santos (1 a 0 para o Grêmio) vão só fazer figuração até o final do campeonato.

O Santos já está classificado para a final do Mundial de Clubes e tem vaga garantida na Libertadores do ano que vem. E o Palmeiras do Felipão, que futuro tem?

Por mais que não queiram, vão ter todos agora que torcer pelo Corinthians se quiserem trazer de volta para São Paulo o caneco que os cariocas (Flamengo, em 2009, e Fluminense, em 2010) levantaram nos últimos dois anos. Ou não?

O Corinthians pode não estar jogando nenhuma maravilha, mas, pelo menos, é um time aplicado, para quem não tem bola perdida, com jogadores que sabem se impor em campo e honram a camisa que vestem.

http://r7.com/xUjQ