lula e dilma Ofensiva contra Lula não tem mais limites

Lula e Dilma ontem em Paris. (Foto: Ricardo Stuckert)

Julgamento do mensalão, Operação Porto Seguro e agora o vazamento na imprensa de novo depoimento feito à Procuradoria-Geral da República por Marcos Valério, réu condenado a 40 anos de prisão: a ofensiva contra o ex-presidente Lula não tem mais limites, é uma guerra sem quartel, sem data para acabar.

Em texto publicado aqui mesmo no Balaio no último dia 2 de novembro, eu já previa: "O alvo agora é Lula na guerra sem fim".

Não bastava condenar os dirigentes do PT acusados no processo do mensalão. O objetivo maior era demolir a imagem do principal líder do partido que completa dez anos no governo central agora em janeiro.

Os antigos donos do poder simplesmente não se conformam de ter perdido o controle do país depois de 500 anos de dominío.

Como não conseguiram recuperá-lo em sucessivas eleições, buscam agora outros meios para impedir a reeleição da presidente Dilma Rousseff, atingindo o seu principal eleitor, o ex-presidente Lula.

Para atingir este objetivo, tentam desde o início do governo Dilma jogar um contra o outro, buscando desqualificar o PT e as forças sociais que o levaram à vitória em 2002.

Até hoje não funcionou. Ainda ontem, durante visita oficial à França, a presidente Dilma foi a primeira autoridade brasileira a sair em defesa de Lula:

"É sabida a minha admiração,  meu respeito e a minha amizade pelo presidente Lula. Portanto, eu repudio todas as tentativas - e esta não será a primeira vez - de tentar destituí-lo da imensa carga de respeito que o povo brasileiro lhe tem".

A iniciativa do debate político no país para a discussão dos grandes temas nacionais deixou de ser do Executivo e do Legislativo e hoje é determinado por uma ação coordenada entre a mídia e as instituições jurídico-policiais, que estabelecem a pauta do noticiário.

Na mesma terça-feira em que uma reportagem do "Estadão" vazou as declarações feitas por Marcos Valério em depoimento à Procuradoria-Geral da República, em setembro, envolvendo Lula no mensalão, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, ao ser indagado sobre a necessidade da abertura de novas investigações, não pensou duas vezes: "Creio que sim".

Foi o que bastou para que a concorrente "Folha" saísse com a manchete garrafal: "Presidente do Supremo quer Lula investigado no mensalão".

Faltando ainda dois anos para as eleições presidenciais de 2014, só posso atribuir esta ofensiva contra Lula agora ao desespero de setores alijados do poder pelo PT que não conseguem encontrar um candidato viável e confiável. Na falta de um candidato, procuram destruir o outro lado.

Cada vez que sai uma nova pesquisa de opinião mostrando a força de Dilma e Lula no eleitorado e a fragilidade dos candidatos da oposição, parece aumentar o furor dos que não se conformam com as conquistas sociais e econômicas dos últimos anos que garantem a alta popularidade dos líderes petistas, apesar do bombardeio sofrido nos últimos meses.

Desta forma, antes mesmo do julgamento do mensalão terminar, vai começar tudo de novo, quem sabe esticando o caso até as próximas eleições presidenciais, enquanto repousam no Supremo Tribunal Federal toneladas de processos antigos envolvendo outros políticos de outros partidos.

 

 

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
83 Comentários

"Ofensiva contra Lula não tem mais limites"

12 de December de 2012 às 12:01 - Postado por rkotscho

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Sergio
    - 17 de dezembro de 2012 - 17:41

    Por que os ataques teriam que ter algum limite? Trata-se de algum deus? Mesmo se fosse ganhador do Nobel da Paz ainda assim caberiam críticas.Os petistas parecem acreditar que o Lula é a reencarnação de Buda ou Stalin.

    Responder
  • Guilherme Scalzilli
    - 17 de dezembro de 2012 - 12:44

    A maldição de Rosemary Inquérito recém-nascido, personagens caricaturados, violações de privacidade, fariseus babando regras morais: já vimos esse filme tantas vezes que podemos antever seus desdobramentos. O noticiário gastará o tema até o limite da idiotia, alimentado por informantes obscuros e “apurações” de bastidores. A Veja excretará falsas entrevistas e difamações, que a imprensa dita “séria” reproduzirá como se tivessem mínima credibilidade. Propagadores involuntários desses veículos, alguns blogueiros progressistas contribuirão para legitimar fofocas e imbecilidades. As mentiras receberão desculpas e correções discretas, num futuro longínquo, mas os prejuízos causados a inocentes restarão impunes e irremediáveis. Alguém talvez encontre um conveniente uso do foro privilegiado para que o STF desempenhe de novo seu teatro saneador de mão única. No final, pouco importará se a administração demotucana de São Paulo perpetua milhares de cargos políticos e esquemas de apadrinhamento semelhantes aos orquestrados por Rosemary Noronha, ou ainda mais obscuros e lesivos do que eles. Pouco importará, aliás, discutir uma rotina da vida política brasileira característica até dos menores municípios. A questão é transformá-la em marca exclusiva do PT, como o chamado “mensalão” e outras novidades que há uma década ninguém ousava enxergar, por exemplo, nos lídimos e transparentes governos FHC. Depois das bebedeiras e da ameaça de violência sexual, Lula agora recebe a pecha de adúltero safado. Esse tipo de baixaria não o atinge por acaso. É a reprodução de uma imagem vulgar que o preconceito elitista associa à própria gentalha que forma a sua base eleitoral. E é vulgaridade conveniente a salas de espera e balcões de botequim, onde qualquer sinal de astúcia pode insinuar perigosas ambigüidades estadistas à figura do tosco líder operário. Mas convém desconfiar da versão de que o núcleo do governo foi pego de surpresa com a iniciativa “secreta” da Polícia Federal. O desabamento do esquema de Rosemary Noronha teve beneficiários no próprio PT, para não citar uma administração preocupada com sua imagem pública e lideranças empenhadas em estabelecer rupturas com as redes de influência herdadas da era Lula. Ademais, Dilma e o ministro José Eduardo Cardoso não se encaixam com facilidade na fantasia de mandatários que perdem o controle dos subordinados. Acontece que a indicação de sagacidade proibida a Lula, no caso da sua sucessora, periga denotar lisura e respeito pelas instituições. http://www.guilhermescalzilli.blogspot.com.br/

    Responder
  • aldiniz
    - 16 de dezembro de 2012 - 19:32

    Coitadinha da Dilma né !!!!!!!so ela não sabe que o LULA é poderoso chefão do mensalão......O coitada.Bem que o povo brasileiro merece os dois Lula e Dilma que tem 77% de aprovação mesmo morredo de doença porque não tem hospitais nem medicos,morrendo dentro de suas casas porque não tem segurança,mesmo tendo que comprar diplomas porque não tem escolas.....ainda sim Dilma tem 77% de aprovação ETA povinho.

    Responder
  • Flavio Costa
    - 16 de dezembro de 2012 - 17:36

    Ele merece...

    Responder
  • Guilherme Scalzilli
    - 14 de dezembro de 2012 - 13:23

    Vamos ouvir os Vedoin? Podemos até compreender a relevância jornalística de Marcos Valério e a repercussão midiática de suas denúncias. Afinal, alegam os jornalistas irresponsáveis (ou mal intencionados), registrar um depoimento não significa endossá-lo, por menos confiável que seja. Curiosamente, porém, esse espírito divulgador não serviu, e continua não servindo, para outros réus notórios de mesma estirpe delatora. Os empresários Darci e Luiz Antônio Vedoin, acusados de encabeçar a famosa máfia dos Sanguessugas, afirmaram diversas vezes que possuíam documentos apontando a participação direta de José Serra e Barjas Negri, ex-ministros da Saúde do governo FHC, no esquema de compras superfaturadas de ambulâncias. Consta que a papelada apreendida com os tais “aloprados” petistas, em 2006, durante uma suspeitíssima ação da Polícia Federal, possuiria o mesmo teor bombástico. A presteza mediúnica da PF enterrou as chances eleitorais de Aloízio Mercadante, mas o dossiê mergulhou no limbo da amnésia seletiva da imprensa. Escrupulosos e republicanos, os veículos decidiram não prestigiar as ilações de supostos malfeitores, pois não os consideravam fidedignos. E os Vedoin desapareceram da pauta, junto com as dezenas de autoridades indiciadas. Será que eles não têm mais nada a declarar? Eis um bom teste para os novos padrões de relevância noticiosa do nosso combativo jornalismo. http://www.guilherme.scalzilli.nom.br

    Responder
  • José Carlos
    - 14 de dezembro de 2012 - 11:18

    Guilherme Fronteno, e se fosse assim: "Lembrem-se de Fernando Henrique Cardoso, que foi presidente do Brasil por, atenção!, 08 anos: de 1995 a 2002. Tem no currículo nada menos do que o comnpromisso de manter o Plano Real de seu antecessor ( Itamar Franco), com todas as dificuldades inerentes ao processo. Foi também o grande esteio do Mercosul. No fim de 1998, descobriu-se um esquema de compra de votos pçara sua reeleição na sua legenda, o PSDB ( Partido da Social Democracia Brasileira ). Ele presidia o Brasil, havia sido Chanceler, Ministro havia 03 anos. Não renunciou. Não ficou só nisso: ninguem cobrou dele que renunciasse à suas pretensões ou ao seu mandato no Republicao. O homem do fim da inflação e um dos principais arquitetos do Mercosul não retirou-se da vida pública. Ah, sim: a tal compra de votos seria de R$ 200 mil por parlamentar, no máximo,não se sabe o valor exato, pois há tambem cargos em jogo. Como são modestos esses políticos! Só o escandâlo do Banco Marka/Fonte-Cindameculatos ocorridos no somam mais de… 1 BILHÃO de reaiss. A corrupção nos países pobres é sempre muito maior do que a do países ricos…" . Mas à época o silêncio foi ensurdecedor, não foi?

    Responder
  • divaldo
    - 14 de dezembro de 2012 - 02:14

    Neste mundo há pessoas e coisas que deixam sua marca indelével na alma e o Lula e a Dilma são os nossos amores, aqueles de quem jamais nos esqueçemos. Porque? É fácil demais deduzir, nem é preciso dizer, e o que eles fizeram e ainda fazem por nós? Nestes tempos todos que governou do povo para o povo? Desde Getúlio Vargas quem defendeu o povo? Quem fez leis para os trabalhadores? Nunca, em momento nenhum devemos esquecer disto porque a maioria que governou nem ligou pro povo que os colocou lá e só olhou para quem não precisa, porque se fosse deixar por conta dos ajustes simples da sociedade seríamos uma cambada de servidores escravos dos exploradores de quem trabalha e mesmo assim estes exploradores arranjam como se fosse na calada da noite ludibriar o honesto administrador. É isto que o PIG pró patrão faz contra e gente fazendo lavagem cerebral em todos através dos meios de comunicação.

    Responder
  • Dias
    - 14 de dezembro de 2012 - 01:03

    Como é dura a vida monofásica do papagaio reverberante, após certo tempo atrofia a capacidade de pensar. Sei que esse post vai passar pelo jornalista Kotscho, afinal nem de longe tem algo a ver com o ego inchado do censor "reinaldo rb" e é bem ilustrativo...FHC 'e melhor do que Helmut??? "Lembrem-se de Helmut Kohl, que foi chanceler da Alemanha por, atenção!, 16 anos: de 1982 a 1998. Tem no currículo nada menos do que a unificação das duas Alemanhas, com todas as dificuldades inerentes ao processo. Foi também o grande esteio da União Europeia. No fim de 1999, descobriu-se um esquema de caixa dois na sua legenda, a CDU (Partido Democrata-Cristão). Ele presidia o partido havia 25 anos. Renunciou. Não ficou só nisso: a CDU cobrou que ele se desligasse da agremiação e renunciasse a seu mandato no Parlamento. O homem da unificação das duas Alemanhas e um dos principais arquitetos da UE retirou-se da vida pública. Ah, sim: o tal caixa dois movimentou, no máximo, um milhão de euros. Como são modestos esses alemães! Só a compra de votos à reeleição e os inúmeros peculatos ocorridos no limite da irresponsabilidade, apenas na privatização das teles no Brasil, somam mais de… trocentosilhões de euros. A corrupção nos países pobres é sempre muito maior do que a do países ricos…" O que dói, e como dói, é que no voto a casa grande dá adeus ao poder central no Brasil, daí a tentativa de desconstruirem Lula e tentarem o i-legal golpe paraguaio. Nem o Ibama resolve essa extinção anunciada, pois essa é para o bem do Brasil.

    Responder
  • Guilherme Fronteno
    - 13 de dezembro de 2012 - 22:22

    Sei que esse post nao vai passar pelo Censor Kotscho, mas leia pelo menos...esse texto do seu alterego Azevedo 'e bem ilustrativo...Lula 'e melhor do que Helmut??? "Lembrem-se de Helmut Kohl, que foi chanceler da Alemanha por, atenção!, 16 anos: de 1982 a 1998. Tem no currículo nada menos do que a unificação das duas Alemanhas, com todas as dificuldades inerentes ao processo. Foi também o grande esteio da União Europeia. No fim de 1999, descobriu-se um esquema de caixa dois na sua legenda, a CDU (Partido Democrata-Cristão). Ele presidia o partido havia 25 anos. Renunciou. Não ficou só nisso: a CDU cobrou que ele se desligasse da agremiação e renunciasse a seu mandato no Parlamento. O homem da unificação das duas Alemanhas e um dos principais arquitetos da UE retirou-se da vida pública. Ah, sim: o tal caixa dois movimentou, no máximo, um milhão de euros. Como são modestos esses alemães! Só os dois peculatos ocorridos no Banco do Brasil somam mais de… 28 milhões de euros. A corrupção nos países pobres é sempre muito maior do que a do países ricos…"

    Responder
  • idalui
    - 13 de dezembro de 2012 - 22:03

    Quem está feliz apos o ano 2003 ? Quem foi feliz antes de 2002 ? A escolha é sua.

    Responder
  • Julio Cesar Montenegro
    - 13 de dezembro de 2012 - 19:32

    Quem conhece história do Brasil não censurada sabe como a classe dominante manteve o domínio herdado dos primeiros colonizadores: genocidio de indígenas e africanos importados, chibata,tortura em troncos, enforcamento em pelourinhos. E uma implacável perseguição cultural tornada divina com as benças da igreja importada da Europa. E pode imaginar o desespero de quem vive sentado nesse cofre, com toda cumplicidade de forças juramentadas e armadas dando golpes para proteger de contragolpes o guardado baú. A chegada de um sindicalista nordestino pé de chinelo à Presidencia da República abalou itaim bibi mais do que bangú. Afinal quem havia aprendido que o país quebraria com aumentos de salários MÍNIMOS superiores as merrecas do FHC e tinham 100 dólares como meta prometidamente inatingível, passou a ganhar o triplo. Alegria nos subúrbios como Bangu. Falta de emprega@s baratos em Itains e outros bibilionários. Agora imaginem se o mesmo nordestino, exemplo libertador pros explorados brasileiros, que conseguiu ganhar a maioria depois de séculos de diplomada velhacaria, depois de como presidente abalar a casa grande nacionalmente, como governador abalar a casa grande herdeira dos facínoras bandeirantes? Podemos nos preparar para a guerra que essa minoria encastelada, fortificada, associada aos interessados na água, no petróleo, e nas reservas lucrativas do Brasil, desencadeará quando não puder mais, como faz tradicionalmente SO NEGAR.

    Responder
  • wagner
    - 13 de dezembro de 2012 - 17:43

    Ricardo, Não seria simples como agua reunir a imprensa e prestar esclarecimentos ao inves de pregar que "as forças dominantes bla, bla, bla"? Simples assim. Dizendo:"Não recebi, não recebo, cá estão minhas declarações, não basta acusar há de se provar". Simples, simples ...

    Responder
  • "Edna,2
    - 13 de dezembro de 2012 - 16:10

    "Ricardo" eu vejo e consequentemente ouço sempre que posso o *JORNAL DA RECORD NEWS* com o HERÓDOTO,e todas as vêzes que tu és convidado a dar a tua opinão sobre os fatos correntes,observo que a tua postura é totalmente diferente da postura que tu tomas quando secreves no *teu blog*:mas enfim...na televisão tu estás mostrando a tua cara o que é bem diferente quando estás escrevendo o *teu blog*,além do mais o *HERÓDOTO* é bem lúcido,coerente nos comentário e sem paixões desmedidas. Talvez(eu estou escrevendo TALVEZ)por isso o teu comportamento seja bem,mas bem diferente....

    Responder
  • claudio
    - 13 de dezembro de 2012 - 13:49

    Teu comentario é perfeito. Eu ja te critiquei quando vc mostrou que Dilma estava num labirinto e disse bem claro que vc estava errado. Mas agora, está certo. Não li e nem me interesso ler opiniões contrarias porque está "tão na cara" teu texto, que eu prefiro apenas dar minha opinião do que ficar enojado com opiniões outras, tipicamentes politicas que, realmente, só se interessam em derrubar Lula seja de que jeito for. Por que fico enojado? Porque tudo o que é feito com segundas intenções enoja. Pensar que muitos, mas graças a Deus poucos, em relação aos eleitores no País, apoiem até um golpe conquanto atinjam Lula e, posteriormente, Dilma, dói em quem apostava, como eu , na democracia tupiniquim. Golpista é a ralé da política. Golpista é o cupim da democracia. Saber que esses cupins apoiam partidos que compraram votos pra reeleger um presidente por pasmem! 200 mil reais per capita, realmente dá nojo. Perceber que a tal "imprensa livre" está firmemente lutando para essa derrubada de poder, mostra que ou entramos com toda força contra ou vamos dar de mão beijada para esses hipócritas da politica e imorais da imprensa um poder, eleito pelo povo, de mão beijada para os que não tem votos nem para eleger síndico de condominio. Vamos aguardar no que isso vai dar. Eu aposto no golpe por conhecer a podridão de quem está atras disso. E vc Ridardo?

    Responder
  • everaldo
    - 13 de dezembro de 2012 - 13:35

    ...se o desespero ja os estava sufocando os vagabundo do PIG, veja esta de nosso GRANDE lULA...o maior de todos, o fura bolo, o catapioi ( cata, expreme entre as unhas e joga no lixo ) http://www.brasil247.com/pt/247/poder/87885/Cutucado-com-vara-curta-Lula-reage-como-le%C3%A3o.htm Se ele resolver realmente inicar esta caravana, vou largar tudo que faço, me separar da Jandra, para acompnha-lo vinte e quatro horas por dia, e ainda vou convocar um bando de velhos lulistas e desoocupados para nos acompanhar...vai ser a mior farra.Os que forem morrendo pela estrada agente enterra naqueles cemitériozinhos das margens, nada mais poético, Se o LULA morrer, o que é quase imposssíivel pois LULA não vai morrer, amarramos-o em cima do ônibus e continuamos a caravana. Se eles pensam que LULA não tem armas para enfrentar seus golpes...estão redondamente enganados, Estes malas precisam entender de vez quem é LULA. Há uma caravana destas eles vão querer trocar por uma lei de médios. Vamos renascer uma coluna prestes moderna, em praça pública de cada ciadezinha, LULA dando o nome dos inimigos do Brasil, Veja, Globo, Estadão, Folha, etc e o escambau. Que maravilha...vamos neste Ênio ??? Só de pensar nela já melhorei minha labirintite, e a prostata liberou a urina.

    Responder
  • Fred Oliva
    - 13 de dezembro de 2012 - 12:38

    Prezado Kotscho... não existe uma razão mais simples para explicar tanta virulência da mídia na sua eterna missão de proteger os poderosos? Vejo na recente decisão da Presidenta de baixar a conta da luz a principal razão para mais este insano ataque contra Lula e, por tabela, contra o PT e a própria Dilma. O corte da tarifa vai bater em dois aliados históricos da mídia, o PSDB e os consórcios que dirigem as grandes concessões de energia particularmente no Sudeste. Avaliam os tucanos, e por extensão seus aliados midiáticos, que se algo muito sério não for feito, o eleitorado não só ficará ainda mais do lado do PT como se perguntara: "Mas por que isso não feito antes?". Para disfarçar o desconforto, e tentar tirar o foco deste importante ganho que os brasileiros terão, entupa-se o noticiário com mais denúncias contra Lula e o PT. Me parece simples assim, mas posso estar enganado...

    Responder
  • augusto2
    - 13 de dezembro de 2012 - 11:49

    O MV e amigos tem muito mais relaçoes, mais proximas e antigas com Aecio never e o psdb de minas do que com todo o PT desde 2003. Vide lista de furnas e contratos normais entre o palacio da Liberdade e as duas agencias de publicidade valerianas. Ora MV NAO faz carga alguma contra aecinho, MG e quejandos. Passou a fazer contra Lula-pt quando estes ultimos começaram a sofrer ataques no STF e sequencia, tornando-se assim ''alvos vulneraveis'' pela 1ª vez... E faltando 2 anos para 2014. O pato esta manco, vamos derruba-lo. Isso nao cheira a acordo bem secreto MV/PSDB (aecio,Fhc)??

    Responder
  • Paulo Figueira
    - 13 de dezembro de 2012 - 11:29

    Em verdade essa questão não tem nada haver com busca de ética na política, ou você acha que a oposição está preocupada com ética? É uma guerra política, onde uns estão sendo demonizados e outros se passam por anjos, as virgens oposicionistas são velhas conhecidas nos bordeis do roubo de dinheiro público. Fazer algo contra a corrupção é instrumentalizar o Estado para combatê-la, fortalecer e dar independência à Polícia Federal, fazer da CGU um orgão atuante no monitoramento dos recursos públicos, tornarem públicas obrigatoriamente as contas de entes públicos, nomear o PGR eleito por seus pares. São ações institucionais que verdadeiramente podem combater a corrupção, fora isso é luta política mesmo, do mais baixo nível e com intenções golpistas

    Responder
  • Ulisses
    - 13 de dezembro de 2012 - 11:25

    Thomas, você tomou o que? Tá viajando legel

    Responder
  • Yane
    - 13 de dezembro de 2012 - 11:21

    A mídia não precisa de esforço para sujar o nome do Lula, ele mesmo se encarregou disso ao chefiar um esquema que lesa a República. Tantos indignados aqui com a verdade desnudada que só falam em censurar a imprensa, apenas porque ela é livre e faz seu trabalho. Ou é culpa das zelites, da mídia golpista etecetara e tal, mas nunca do PT. As condenações estão ai e vocês acham mesmo que o Marcos Velério cairia sozinho? Quem se une a bandido uma hora dança. A expressão do presidente da França enquanto Dilma afirmava que era mentira diz tudo, o país está caindo em descrédito em relação a ética e só tem atenção pelo grande mercado que é. Se o Lula é inocente porque a base aliada governista blinda um depoimento no Congresso.Quem não eve não teme. Lula deve se explicar,a final se aliou a Maluf, Collor e Sir Ney. A casa está ruindo porque nesses tempos as máscaras estão caindo.

    Responder
1 2 3 4 5