Se me pedissem para escolher uma cor capaz de pintar como foi o ano de 2012, eu votaria no cinza. E assim o ano já ia acabando, sem muita graça ou desgraça, quando o Corinthians fez explodir no Japão e aqui a grande festa em branco e preto, que se... Continue lendo