Publicado em 20/12/12 às 15h00

Por um 2013 com mais notícias boas

73 Comentários

foto 1 Por um 2013 com mais notícias boas

20 de dezembro de 2012.

Um dia antes do anunciado fim do mundo, aproveito para já me despedir dos leitores deste Balaio (nunca se sabe...), depois de mais um ano de encontros diários, muitos debates acalorados e algumas alegrias, como a volta de antigos leitores desgarrados que  retornaram ao nosso convívio.

Como os governos, o Congresso, o Supremo, as escolas de samba e os times de futebol estão entrando em recesso, as notícias começaram a rarear e este é um bom momento para todos juntos fazermos uma reflexão sobre o ano que passou e o que nos espera em 2013.

Prometo não fazer nenhuma retrospectiva nem tentar prever o que vai acontecer no ano que vem. Essas coisas costumam ser muito chatas e os balanços acabam mais tirando do que dando esperanças.

Melhor é esfriar a cabeça um pouco, dar uma boa limpada nos pensamentos negativos  e imaginar como cada um de nós pode colaborar para fazer um mundo melhor, menos conflituoso e destrutivo, menos intolerante e mais fraterno.

Se o mundo não acabar amanhã, poderíamos começar cumprimentando nossos vizinhos com um sorriso e não apenas por obrigação, perguntar como vai, pedir por favor e falar obrigado sempre que possível, esses coisas antigas quase esquecidas.

Há mil maneiras de tornarmos mais prazeroso nosso dia a dia e a relação com as outras pessoas, a começar pelas mais próximas. Neste último texto do ano, sem nada de importante para falar, conto com a colaboração dos leitores para ver de que forma poderemos ter mais notícias boas em 2013.

Desde que comecei a tocar este blog, faz uns cinco anos, meu desafio diário é procurar fugir das manchetes, dos lugares comuns, das desgraças de todos os dias, da eterna disputa política, das futilidades transformadas em grandes acontecimentos.

Não é fácil. Em primeiro lugar, porque todos nós somos produtos do nosso meio. É impossível você terminar de ler os jornais e os portais, ver e ouvir o noticiário de manhã à noite, e não ficar impregnado de coisa ruim, ainda capaz de encontrar fatos para despertar um sorriso, uma alegria em quem frequenta este espaço.

Tenho verdadeira obsessão, faz muito tempo, por encontrar notícias boas, histórias inspiradoras, lugares diferentes, novos personagens que mudam o rumo das coisas.

Ao final de cada ano, sinto-me como aquela maratonista da olimpíada que foi se arrastando para alcançar a chegada, disposta a não entregar os pontos.

Não é possível que num país como o nosso, com seus 200 milhões de habitantes em sua grande maioria de boa índole e 8,5 milhões de quilômetros de metros quadrados de riquezas sem fim, a gente não tenha para contar de um dia para outro algumas coisas boas que estão acontecendo em algum lugar escondido do país.

Por razões físicas e de trabalho, nos últimos tempos viajei menos para fazer reportagens, tornei-me mais comentarista do que repórter, e talvez isso também tenha colaborado para que o Brasil real já não apareça como antes aqui no Balaio.

Sempre defendi que lugar de repórter é na rua, mas nos últimos tempos tenho seguido cada vez menos meu próprio conselho, navegando horas pela internet ao invés de bater pernas pelas ruas e ir aonde os fatos estão acontecendo.

Por isso, peço o auxílio de vocês para trazerem aqui ao Balaio as histórias que já não encontro por aí, contando o que anda acontecendo de bom nos lugares onde vivem e que eu não vejo.

Esta á a grande conquista da internet, em que somos todos ao mesmo tempo produtores e receptores de informações, não apenas de opiniões, que acabam se repetindo e tornando chatos os debates.

Faço um apelo para que a gente dê uma arejada nos assuntos, na maneira de tratar os acontecimentos bons ou ruins que fazem parte do nosso dia a dia.

Vou tirar também um recesso com a família, coisa que não faço há muito tempo, e volto dia 10 de janeiro, mas o Balaio continuará aberto às contribuições de vocês, dando dicas, contando onde estão surgindo coisas boas, relatando experiências que podem servir de estímulo a outros leitores, seus planos para 2013, receitas de bem viver.

Que boas notícias vocês gostariam de ver publicadas em 2013?

Nesse meio tempo, se eu encontrar alguma pelo caminho, volto ao Balaio em edição extraordinária.

Deixo o blog em boas mãos: nas mãos dos leitores.

Até a volta!

 

***

Em tempo:

O ano para mim terminou com uma boa notícia que me deixou muito feliz: estou relacionado entre os 20 jornalistas brasileiros mais premiados de todos os tempos, ranking que foi divulgado esta semana pelo portal Jornalistas&Cia e Instituto Corda.

O grande campeão, com toda justiça, foi meu amigo José Hamilton Ribeiro, repórter do Globo Rural.

Meu nome também foi incluido entre os mais premiados jornalistas brasileiros de 2012.

Só tenho que agradecer do fundo do coração a todos os colegas com quem trabalhei durante todo este tempo e aos leitores que me acompanharam nesta longa travessia.

Valeu, pessoal.

Feliz Natal! Feliz 2013!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
73 Comentários

"Por um 2013 com mais notícias boas"

20 de December de 2012 às 15:00 - Postado por rkotscho

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • divaldo
    - 9 de janeiro de 2013 - 20:05

    Caros colegas, muito obrigado por ler o fel da minha indignação, mas os tucanos meu amigão Vitor Hugo, Everaldo, Fred Oliva, Nona Fernandes, gente assim simples como nós que amam quem nos faz bem e do outro lado, (nós merecemos) o J.Leite, a Yane, o Vennelder, (gostei do apelido) mas eu juro pelas barbas do profeta (coitado) que não estou iludido mas vendo as coisas como são e não sonhando como os tucanos saudosistas daqueles tempos da mamata e da liquidação a troco de banans nanica que são as mais baratas do mercado das produtivas empresas brasileiras do povo e ainda se não me falha a memória financiada com o dinheiro do povo, isto é AÇAÕ ENTRE AMIGUINHOS DO PEITO. Nós merecemos mas não desistimos porque somos brasileiros vestidos com camisetas com o mapa do Brasil relusente no peito e eles os tucanos vão de camiseta meia bõca; dum lado um mapa do Brasil desbotado e do outro algo assim numa mistura entre os EUA, Inglaterra e França prá ser chique só porque falam francês com aquele biquinho escroque Ui, ui merci bocou. Obrigado pelas observações não pretendo aceitá-las, as dos tucanos claro e nem fazê-las uso porque sou Lulista, Ptista, ex-metalúrgico e por incrível ex-torneiro mecânico e ajustador e por fim ex-professor de escola técnica hoje felismente aposentado. Mas eu sempre estarei aqui dentro desta casa do amigão Kotscho de olho no que dizem e mesmo porque vou aprendendo com eles como se lidibria o pobre eleitor incauto para não cair mais nas suas redes que estão ficando furadas.

    Responder
  • Vannelder
    - 9 de janeiro de 2013 - 10:51

    Quero iniciar 2013 lhes apresentando um personagem: ILUDIVALDO. Iludivaldo, um ser inocente, que acredita em fadas e duendes, papai noel e coelho da páscoa, acredita também na honestidade de um certo partido político, que apesar de todas as condenações da justiça e escândalos mensais se nega a admitir que tenha em seus quadros pessoas corruPTas. Iludivaldo também acredita que o seu maior ídolo, quase um santo, um semi-deus, de fato não sabia de nada! Apesar de dados oficiais estarem à disposição de quem quiser ver, Iludivaldo acha uma incoerência, além de pura perseguição política o fato comprovado de que seu santo, seu semi-deus, no seu último ano de governo ter gastado obscenos R$ 80 milhões no cartão corporativo da presidência da república, enquanto que em 2012 o Governo Federal gastou apenas R$ 85.136.047,56 para o Programa de Prevenção e Resposta a Desastres no Brasil todo -sendo que o Estado da Federação que mais recebeu valores foi o Ceará com R$ 20 milhões. Ou seja, pra prevenir desastres que ceifam vidas no Brasil todo se gastou ano passado apenas R$ 5 milhões a mais do que o cartão corporativo utilizado pelo santo, o semi-deus de Iludivaldo no seu último ano de presidência. Obs: Iludivaldo é forte concorrente ao FEBEAPA (Festival de Besteiras que Assola o País), tão genialmente inventando pelo saudoso Stanilaw Ponte Preta.

    Responder
  • Dinamarco
    - 8 de janeiro de 2013 - 22:20

    Ane: permito-me complementar a sua avaliação parcialmente correta. A Era FHC não existe, exceto pelo fato de que Dilma cometeu um erro formidável: paparicou e resgatou FHC com salamaleques e rapapés. FHC estava morto e enterrado! Dilma o resgatou do ostracismo! Lula tem de ser candidato, porque não existe pós-Lula. Existe o lulismo e contra o lulopetismo estão todas as forças, inclusive a quinta-coluna liderada por Eduardo Campos, que já empinou a sua candidatura tendo como principal mentor o maior adversário de Lula no Senado:Jarbas Magalhães.

    Responder
  • augusto2
    - 8 de janeiro de 2013 - 09:54

    Oh, meu largo e profundo periodista! Chamo vossa atençao para a brutal diferença de política avícola em nosso país. Um ganso é resgatado, tratado e ressurge altivo nos jardim da zona sul. De outro lado, um marreco manco e sofrido quéc quéc é solto no parque ecológico! Longe dali, um desavisado Avestruz, pacato e medalhófilo é entronado na CBF. my god, que pais é este?

    Responder
  • as gostosas da internet
    - 8 de janeiro de 2013 - 05:57

    Olá a todos. Eu só estava a navegar na Internet por diversão e veio em cima de seu site. Pós fantástico. Muito obrigado por compartilhar sua experiência! É bom saber que algumas pessoas ainda colocar isso em um esforço para gerenciar seus sites. Eu vou ter a certeza de verificar novamente a partir totime tempo.

    Responder
  • euro 2012 cup
    - 8 de janeiro de 2013 - 02:04

    ome coisas realmente nice neste site, eu gosto.

    Responder
  • divaldo
    - 8 de janeiro de 2013 - 00:41

    Caro colega J.Leite, li e pensei sobre o meu comentário e como disses, ele tem os mesmos ingredientes dos colegas tucanos e assemelhados mas a revolta como ficou patenteado deve ter sido mais pelos comentários da Yene que pelos seus que são mais comedidos e esclarecedores. Sabe, não deu para segurar e acabei soltando o falatório inconformado costumeiro dos tucanos. A sua observação foi certeira mas não dava mesmo para ficar calado, causa indignação e fiquei indignado. Nos comentários que os tucanos fazem, transparece aquela rusga de gente que nunca se satisfaz, que acha que tem que lhe estender um tapete vermelho e fazer aquelas poses de subservientes e para mim isto é um ato de muita arrogancia, coisa de gente que gosta de agradinhos para se sentir importante. Para pessoas que nunca estão acostumadas com um patrão da mesma estirpe que vive a lhe fustigar, fungar quente no cangote, que gosta de torrar o saco para se impor sobre o pobre dependente, como um condutor de cavalos que vive dando arrancos na rédea pro bicho ficar sempre atento. Viu só, comecei a soltar falatórios, mas é coisa da indignação mas de uma maneira pedagógica acabou para passar um pouco da pimenta malagueta pros seus pratos para sentirem in-loco da mesma ardencia que tomam conta das palavras que tão infidicamente (relacionada ao veneno ofídico das cobras) tanto usam. A falta do reconhecimento pelos esforços alheios é um "predicado" se assim o podemos dizer, que o arrogante não gosta de reconhecer e voces podem bem perceber, não faz parte do modus operandi dos PTistas e Lulistas que aqui escrevem. Eles, assim como eu, toleramos a arrogancia dos tucanos e pacientemente esclarecemos e ficamos até insolentes com a arrogancia que tucanos teimam em dizer que pura e simplesmente, não tem. Tenho visto e lido que o mesmo Vitor Hugo, o Everaldo até que tem muita paciencia, até protocolar em tentar conduzí-los a raciocinios mais lógicos mas acredito que ficaremos aqui debatendo até o dia do fim do mundo para fazê-los aceitar o poder da verdade mas como disse no comentário anterior, vai ficar sem graça o dia que voces irão baixar a cabeça e compreender que estamos com a razão. Mas se voces ficassem um pouco mais comedidos nos comentários e concordassem que até certo ponto estamos certos já daria prá quebrar o galho e com isto reduzir a nossa indignação. Sabe, a insistencia no erro que cometem é que nos traz aquela sensação de para contentá-los, teremos que sempre ficar de quatro mas não é esse o nosso costume, nem para os patrões que fungam nos nossos cangotes. Pronto, ja começei outra vez a abrir a minha mala de ferramentas. Mas voltando ao de costume, vamos dar as mãos congratulando-nos e continuar no debate sem solução porque isto faz parte do velho teatro das coisas do mundo. Sabem, o uso do cachimbo é que faz as nossas bocas tortas.

    Responder
  • Fred Oliva
    - 7 de janeiro de 2013 - 22:37

    Confesso que os textos do divaldo tem em mim o mesmo efeito das entrevistas do Alckmin... durmo na quarta frase...

    Responder
  • Victor Hugo
    - 7 de janeiro de 2013 - 21:03

    Divaldo, assino embaixo, sem ressalvas, seu comentário de 01h23 e parabenizo-o pelo magnífico texto de 18h23 do qual destaco o trecho "parecia, enquanto lia que participava de uma roda de amigos, aqueles da juventude . . . ." É exatamente assim que vejo o Balaio. Infelizmente, alguns participam apenas pra caluniar o partido dos TRABALHADORES e negar suas conquistas. Como quebram a cara, destilam seu ódio. Abracão, Divaldo. Ótima semana a todos do Balaio.

    Responder
  • J. Leite
    - 7 de janeiro de 2013 - 14:07

    Caro Divaldo. Voce se mostra indignado em ler sertos comentarios mas. Você ja leu os seus comentarios?

    Responder
  • divaldo
    - 7 de janeiro de 2013 - 01:23

    Como diz o caro colega Vitor Hugo, "eu mereço". Deus do céu, tem certos comentários que me dixam muito triste também magoado. Como é difícil agradar gregos e troianos para governar um país. Os que costumeiramente se acham na vanguarda de conhecedores do assunto politico, só por causa dos seus interesses pessoais deitam falatório sobre os dois maiores ícones de governos dos últimos 500 anos de república que são o Lula e a Dilma. Não se contentam mesmo ganhando rios de dinheiro com os dois governos ainda mesmo assim a dor de cotovelo é tão grande que ainda acham que os mais competentes deste cinco séculos, são incompetentes. Pasmem senhores que com tanta evidencia de fatos comprovados e a subida de boa parte de cidadãos que viviam quase como mendigos agora quase na classe média e ainda acham que não fizeram nada. Os dois são reconhecidos no mundo todo como as revelações mundiais do século em se tratando de administração moderna e eficaz que são chamados a receber títulos honoris-causa das universidades mais famosas do saber no mundo e ainda acham que não fizeram nada? Não há dúvidas que lendo estes comentários, tenho que rir porque eles sofrem da maior entre as más tendencias morais que é a INVEJA. Está certo que eles tem as cores da bandeira que lhe agradam e convém, mas estas cores já ficaram no tempo, mesmo pela incompetencia e mesmo porque tendo a favor "N" chances de provar a tão decantada competencia, não provaram nada. Odiar pobre só poder ser "inveja" e isto é uma falta de amor fraternal condenada até pelas religiões. Só porque o camarada é pobre é incompetente? Quer dizer que competencia é um predicado só para empreendedores e gente da elite? "Eu mereço" como diz o colega Vitor Hugo, haja paciencia para lidar com gente com raciocínio tão curto, aliás o que demonstra incompetencia somada à "inveja" Santa Madona. Sabem; voces com seus comentários só nos induzem a pensar que há uma coisa além da "inveja" e eu penso que é "raiva" mesmo por causa que este governo não deixa voces explorar ao máximo o que se refere a comércio, empresa de exploração ou outro qualquer interesse que por causa deste governo que pega no pé não deixa voces se darem bem. É ou não! Não há mais nada para se deduzir, não há motivo para tanta "raiva" assim. Eu já votei no FHC mas confesso que foi por pura distração e nem porisso deito falatório sobre ele porque eu por mim mesmo descobri desde aquele dia que taxaram os aposentados no seu governo de "vagabundos" e eu que sempre fui um ótimo funcionário onde trabalhei não mereci isto. Eu me aposentei sob seu fatídigo governo mas não tenho raiva mortal dele, apesar de eu perceber através do ótimo governo do Lula e da Dilma, comparativamente, a sua incompetencia, a do FHC é claro. Paciencia, eu falhei naquela época mas hoje eu sei bem como é.

    Responder
  • Ane
    - 6 de janeiro de 2013 - 19:38

    Fernando Henrique vai "gerenciar" a candidatura de Aécio. A "entourage" de Aécio será a mesma que acompanhou a octaéride fernandista: Edmar Bacha, Armínio Fraga, Pérsio Arida, que fizeram o alpinismo monetário de economistas a banqueiros, sem exceção. A popularidade de Dilma não deve resistir a mais dois anos de "pibinhos"; ningúem resistiria. E a midiocracia não terá dúvidas quanto à postura a adotar entre as candidaturas. Já se percebe, nitidamente, uma clara mudança no tom e sentido dos editoriais e principais jornais do país. O pós-FHC e o pós-Lula continuam indissociáveis dos "originais". 2014 será, mais do que nunca, a confrontação das Eras FHC e Lula.

    Responder
  • Victor Hugo
    - 6 de janeiro de 2013 - 16:10

    Yane, voce não é tucana. Voce é apenas anti-PT e só. E como ninguem jamais viu qualquer crítica sua às maracutaias tucanas, conclui-se, então, que voce está se lixando pra corrupção, desde que o PT não esteja no "puder". Yane, o Robson, já bradou aqui mesmo no Balaio e por diversas vezes NÃO ser contra a corrupção. E o Robson também não se cansa de negar que seja tucano. Pois é, Yane, voce é o Robson de saias. Eu mereço !!!!!!

    Responder
  • Yane
    - 6 de janeiro de 2013 - 12:07

    o Estado brasileiro tem alguma outra utilidade para os petistas, além daquelas reveladas pelo mensalão? Além do puder, claro. E não taxem todos os contra as ilegalidades e incompetências do PT como tucanos,pq nem isso sou, não tenho partido.

    Responder
  • Pedro Rocha
    - 5 de janeiro de 2013 - 19:34

    Nona, o Kotscho deve estar fazendo um teste para ver até onde vai a lealdade de seus seguidores... a minha, está quase acabando. E se ele não se preocupa com o seu Balaio, não serei eu a faze-lo. Fui.

    Responder
  • Paulo Bent
    - 5 de janeiro de 2013 - 17:52

    Olá, frequentadores do Balaio. Eu acho que o RK só volta depois do carnaval, quando o Brasil retoma (aos poucos) o ritmo do (com perdão da má palavra), "TRABALHO"...kkkkk...ou será que ele volta já na próxima segunda-feira, dia 7? Façam suas apostas.

    Responder
  • nona fernandes
    - 5 de janeiro de 2013 - 17:06

    Kotscho, em se tratando de jornalismo, essa matéria que continua postada aqui, já caducou há muitos dias. Isso não é ofensa, e como jornalista você deve admitir que estou com a razão. Todos os dias eu abro o Balaio para ver se encontro algo novo, e me deparo com o mesmo texto do ano passado. Espero texto novo, aliado à uma nova versão dos comentários atuais sobre Lula e Dilma.

    Responder
  • Yane
    - 5 de janeiro de 2013 - 13:07

    A se lamentar o fato inegável de que a administração do Brasil, nos últimos 10 anos, ficou em mãos incompetentes, que vêm jogando no lixo todo o esforço do governo FHC, cujas medidas de austeridade, que forçaram um grande sacrificio à nação, se mostraram corretos e criaram a base para um crescimento sustentável e inflação controlada. Infelizmente, toda a estrutura vem sendo sistematicamente desmantelada pelos governos do partido do ufanismo vazio e seus associados de "esquerda". Não segurou a onda do link...rss

    Responder
  • Victor Hugo
    - 5 de janeiro de 2013 - 10:03

    "Os tucanos querem Aécio para ganhar, apostando num “pós-Lula”. Mas não existe “pós-Lula”." Rodrigo 23h00, os tucanos querem ganhar apostanto em algo que não existe ? Então, já perderam !!! E só na sua opinião essa oposição hilária conseguiu fatiar o PT, Lula e Dilma, pois a união dos três elegeu Fernando Haddad em São Paulo derrotando PSDB, DEM, Globo, Band, Folha, Alckmin, Malafaia, Veja, TEP, etc . . . Tô errado ? Eu mereço !!!!!!

    Responder
  • Rodrigo
    - 3 de janeiro de 2013 - 23:00

    A oposição conseguiu fatiar PT, Dilma e Lula. Eles conseguirão se reagrupar - no imaginário popular – em 2014? Tempo para isso existe, de sobra. Mas o lulismo precisa sair da defensiva. Trocar “gerenciamento” por política. Os tucanos querem Aécio para ganhar, apostando num “pós-Lula”. Mas não existe “pós-Lula”. O que está em curso é uma tentativa de derrotar o lulismo. No presente e na história. A ideia é afogar Lula e o PT num “mar de lama” tão intenso quanto aquele que levou Vargas ao suicídio em 1954 . Dilma acha mesmo que pode sair “limpinha” dessa batalha? Não vai funcionar…

    Responder
1 2 3 4