"Bem verdade que a mídia, a impressa e a eletrônica, aprecia a poeira, dando mais importância ao pó do que à ideia em si" (Quincas Borba, o grande personagem de Machado de Assis, citado na coluna dominical de Carlos Heitor Cony, na "Folha").

luz Choveu, a luz não apagou e a vida segue igual

De volta ao batente esta semana, depois de uma breve folga, alguns leitores do Balaio reclamaram, com razão, do meu pessimismo, só vendo problemas nas coisas e não falando das coisas boas da vida nas minhas primeiras colunas.

Passei alguns dias na praia pensando exatamente nisso: por que nós, jornalistas, não podemos encontrar outros assuntos na vida fora daqueles que vivem prevendo o fim do mundo, a crise de todas as crises, com ou sem calendário maia, anunciando sempre um apocalipse semanal?

Por isso, voltei à cidade disposto a mudar o disco do Balaio, dar uma virada neste jogo que está se tornando enfadonho para mim mesmo e, imagino, também para os leitores.

Acontece que eu também leio jornais e revistas, acompanho televisão e internet, e acabo como todo mundo impregnado pelas nuvens cinzentas do noticiário negativo sobre os rumos das nossas vidas aqui dentro e lá fora.

Não tenho uma linha direta com Deus para saber o que vai acontecer. Procuro apenas tentar entender o que está acontecendo e o que pode acontecer a partir dos fatos dados pela realidade que nos é retratada pelos meios de comunicação.

Para conseguir isso, busco sempre falar com pessoas de todas as áreas, do governo e da oposição, mas elas também têm suas opiniões próprias, também são infuenciadas pelo meio em que vivem e procuram puxar as sardinhas para as suas brasas.

Todo começo de ano é a mesma coisa. Não é porque a folhinha do calendário passou de um ano para outro que de uma hora para outra o que era feio vai ficar bonito e o que não tinha solução vai ficar resolvido.

Seca no nordeste, enchentes no sul, mortes e violência para todo lado, níveis dos reservatórios baixando, o que não falta é coisa ruim, problema, desgraça.

Como o Quincas Borba, continuamos dando mais importância ao pó do que à ideia em si. E qual é a ideia em si?

A vida continua seguindo igual, chove mais aqui e menos ali, a luz não apagou, os aviões continuam subindo e descendo, assim como as marés, a presidente Dilma marca novas reuniões para melhorar o desempenho da economia, os novos prefeitos começam a colocar ordem na casa, nas padarias tem pão quente na chapa e logo volta o futebol dos domingos.

Prometo pelo menos hoje não falar do embate político que segue feroz, está por trás de tudo isso e vai seguir assim até 2014, mas a vida não pode ser só isso. Lá fora as pessoas continuam passeando pelas calçadas e pensando nas suas próprias vidas, e é isso que vou fazer agora.

Bom domingo a todos.

 

 

 

 

 

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
33 Comentários

"Choveu, a luz não apagou e a vida segue igual"

13 de January de 2013 às 10:28 - Postado por rkotscho

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Ane
    - 20 de janeiro de 2013 - 19:33

    Parece que vamos ter Lula de novo em 2014. Olha só a resposta do líder da tribo petista, enquanto via Neymar atropelar o seu time de São Bernardo, no Estadão: "Lula desconversou sobre a possibilidade de ser candidato em 2014: Não discuto política agora. Hoje só quero falar de futebol." Note-se o "agora"...

    Responder
  • nona fernandes
    - 18 de janeiro de 2013 - 20:15

    Olá, companheiro Kotscho, Lula volta à cena, revoluciona a agenda política, e você não escreve nada sobre? Fiquei eufórica com o retorno de Lula ao cenário. A mídia está tentando induzir que Lula estaria comandando a prefeitura de São Paulo, só para encher o saco e confundir os menos informados. Espero que você dê a sua versão do que está vendo e acontecendo, mas pelo o andar da carruagem, o bicho vai pegar!

    Responder
  • Jose Saguy Tenorio
    - 18 de janeiro de 2013 - 17:30

    Pesso All, de uma coisa estou certo, a vida da imprensa tradicional, assim como a da oposição está difícil, senão vejamos: Cadê o caos aéreo? Cadê o racionamento? Cadê a epidemia da Dengue? Cadê a epidemia da febre amarela? Cadê a explosão da inflação? Cadê o desemprego? Cadê a alta dos juros? Qual é o projeto para o Brasil que a oposição tem? A imprensa não sabe mais o que inventar para derrubar o governo. A quem e o que atacar? O Haddad? O Lula? a Dilma? o PT? O Mantega? O Enem? Hummmmm que dureza!

    Responder
  • RGS(PESQUISADOR)
    - 17 de janeiro de 2013 - 12:37

    Fiquei surpreso ao ver matéria relacionada á política de segurança = No Jornal da Manhã(GLOBO).Salvo engano,há algum tempo comentei , neste blog,a respeito da possível privatização e terceirização do sitema penitênciário brasileiro.Tudo indíca, que vários setores da sociedade brasileira caminha, para este fim.

    Responder
  • augusto2
    - 17 de janeiro de 2013 - 09:36

    Os habitos temporais, espaciais e migratórios dos mosquitos sao pouco conhecidos pelaqui. Até 1º de jan.como que inexistiam. Mesmo com uma difusa preferência pelo que espaço que medeia a marginal e adjacencias da Br de Limeira, tem mudado agora seu habitat direto para a 1ª página. Tudo muito inconcluso porque há ai cardumes de dúvidas. E hoje in dubio pro raio ke os parta, né mesmo?

    Responder
  • Claudio
    - 16 de janeiro de 2013 - 13:11

    Fiquei chateado. Só por que não concordei com teu texto de deixar a vida te levar, fui moderado. Parece que vc seguiu mesmo o que prometeu. Está até parecendo a folha no seu moderamento....

    Responder
  • Mr. Chance (Muito Além do Jardim...)
    - 16 de janeiro de 2013 - 11:16

    "E eu estou errado?" Quem poderá saber, caro divaldo? Se você conseguisse resumir tudo o que tenta escrever em duas frases curtas, talvez... Abraços.

    Responder
  • divaldo
    - 15 de janeiro de 2013 - 20:18

    Comentários tem sempre o seu ponto de interesses como pauta. Duas coisas se sucederam nos últimos dias àcerca de noticiários no rádio e na Tv. O pessoal do PIG querendo como de costume denegrir a imagem da Presidenta Dilma e por tabela, também a do Lula na intenção de diminuir a aceitação popular dos mesmos passam a torpedear as suas administrações. A presidenta Dilma sabedores que ela foi ministra de Minas e Energia e o Lula sabedores que ele foi o Presidente antecessor à Presidenta Dilma. Ambos tem aceitação popular de quase 80% cada e neste caso tentam matar dois coelhos em uma só cajadada. no caso dos níveis baixos dos reservatórios da usina hidrelétricas a culpa é de ambos que não investiram na construção de mais hidrelétricas. Engraçado, o Presidente veio lultando pela aprovação da construção de Belo Monte e o que se houve é o pessoal da defesa do meio ambiente deitando falatório sobre esta usina por causa da reprodução de peixes que não podem subir rio acima para acasalamento como fazem os salmões. Eu pergunto para este povo; o que é mais importante, a produção de energia ou o acasalamento dos peixes? Por outro lado temos a questão da redução dos preços das tarifas de consumo de energia que a Presidenta bateu o pé e insistiu para baixar, as açõs nas bolsas de valores das concessionárias de energia elétrica que de qualquer modo não querem que caia. Está aí o braço de ferro entre a Presidenta que conhece do mitiê energia e tem ciência de que as concessionárias já faturaram bastante às custas do povo e já se percebeu que esta farra do boi não pode se perpetuar. E então, como vai ficar esta afronta? O povo tem razão e a Dilma faz a defesa do povo. E eu estou errado?

    Responder
  • Jose Saguy Tenorio
    - 15 de janeiro de 2013 - 19:26

    http://www.conversaafiada.com.br/economia/2013/01/15/vendas-e-renda-bombam-em-2012/ Publicado em 15/01/2013 VENDAS E RENDA BOMBAM EM 2012 Que horror!

    Responder
  • Vannelder
    - 15 de janeiro de 2013 - 17:25

    Falando especificamente da chuva, realmente meu caro RK choveu sim! Choveu, o rio transbordou no Rio de Janeiro, como sempre, deslizou terra, teve enxurrada, inúmeras famílias foram afetadas, gente em desespero e o competente governo federal - como de costume - foi lá fazer a claque com o parisiense governador do Rio de Janeiro: sobrevoo de helicóptero, reuniões com a presença da imprensa, caras consternadas...tudo menos explicar porque não se aplicou sequer 50% dos recursos destinados para impedir ou minimizar o máximo possível que famílias brasileiras fossem novamente atingidas por essa repetida mazela sócio-climática que todo início de ano demonstra a ineficácia do poder público em socorrer quem realmente precisa.

    Responder
  • Jorge Bento
    - 15 de janeiro de 2013 - 17:10

    Chove chuva... Chove sem parar... E o PIG, com o rabinho entre as pernas, já mudou de assunto; palpites para a próxima crise ou escândalo, please.

    Responder
  • antiprivata
    - 15 de janeiro de 2013 - 10:41

    Acho não ser de boa índole você, um dos poucos defensores do governo federal, deixar aberto ainda mais o caminho para nossa mída MARROM.(Imprensa marrom é uma expressão pejorativa utilizada para se referir a veículos de comunicação principalmente jornais, mas também revistas e emissoras de rádio e TV considerados que buscam elevadas audiências e vendagem através da divulgação exagerada de fatos e acontecimentos, sem compromisso com a autenticidade). 80% de nossa imprensa é marrom. Uns marrom mais claro outros mais escuro. Portanto perder uma voz das poucas que se alevantam contra essa raça, é triste...abs.

    Responder
  • aNTONIO cEZAR pERIN
    - 14 de janeiro de 2013 - 21:03

    E tem mais: a luz vai baixar..logo ali em março Lei sansionada hoje

    Responder
  • Humberto Alencar
    - 14 de janeiro de 2013 - 20:49

    Ricardo, que tal continuar fazendo esse contra ponto altamente necessário a velha mídia mas também colocando em outro post alguma noticia boa sobre o Brasil e sua economia por exemplo? Esse final de semana por exemplo a folha colocou que os investidores estão correndo do Brasil por causa das ultimas decisões do governo Dilma? Seria uma boa noticia você noticiar que na verdade os investimentos bateram recordes esse ano e não o contrario como disse a folha. Abs

    Responder
  • paulo Barbosa
    - 14 de janeiro de 2013 - 19:24

    Esqueci de dizer que na época deles situação antes, oposição hoje, foi a EPOCA DA FARTURA, fartava tudo.

    Responder
  • Paulo Barbosa
    - 14 de janeiro de 2013 - 19:20

    A unica luz que continua apagada é da oposição, sem argumentos suficientes. Nínguém consegue entender essa turma, não sabem o que querem, a não ser oposição, e de voltar ao poder e levar o país ao caos, ou voltar o que era antes, a carestia, e fingindo apoiar certas posições/decisões do governo Federal

    Responder
  • nona fernandes
    - 14 de janeiro de 2013 - 17:33

    Olá,Victor Hugo, aqueles gatos pingados que alçavam faixas contra Lula, ontem, em São Paulo, foram todos, um por um, entrevistados pela Folha de S.Paulo, que deu a "manifestação" em manchete no jornal de hoje. Eu fiquei foi muito feliz de ver aquela "imensa" multidão protestando contra Lula. Desse jeito, só vai dar Lula nas próximas eleições para governador de São Paulo

    Responder
  • Dias
    - 14 de janeiro de 2013 - 15:41

    Está vendo cracasso Kotscho, até um craque da escrita como tu tem seu dia de Geraldão, de nada adianta guilhotinar comentário que cobra-lhe a pré-temporada, antes de atirar-se ao velho lago político. A realidade é que, atualmente, no conhecido e manjado lago, até o velho e, não supremamente, safo jacaré anda nadando de costas, para preservar o patrimônio. Mas como dizia o sábio Vicente Matheus, antes tarde, que Dunga.

    Responder
  • RGS(PESQUISADOR)
    - 14 de janeiro de 2013 - 12:40

    Mudando um pouco, o assunto.Mas ainda tratando de luz - Luz de idéias.Eis que o Congresso Em Foco, apresenta uma entrevista com o dep. Júlio Delgado(PSB-MG) - Onde, dentre outras coisas, o mesmo fala a respeito da "aproximação" do Congresso com o povo.IO povo interagindo com o Legislativo brasileiro.Priorizando três ou quatro projetos indicados pelo cidadão via E-MAIL, ou TV Cãmara.A ideía é excelente.Resta saber, se na prática haverá disposição e tempo para apreciação e prosseguimento destes projetos.Modéstia á parte,tenho alguns bons projetos a serem apresentados.

    Responder
  • augusto2
    - 14 de janeiro de 2013 - 10:55

    algum esclarecimento, mesmo que deficiente, aos navegantes visto que a midia nao deu e nunca vai dar: 1-em 2001 o sistema eletrico do pais nao estava totalmente interligado.Hoje está. 2-tem-se hoje capacidade das termicas quase quatro vezes maior. 3-temos uma iniciante mas crescente capacidade das eolicas. Uma eólica pode subir sua produçao e reduzir muito seu custo simplesmente elevando a altura de algumas de suas torres. 4- importante notar que a produçao temporaria de uma termica nao serve só para substituir a hidrelétrica. Serve exatamente para que o reservatorio suba de qualquer forma nesse periodo, capisce? 5-Nos estados sudestinos (no geral) é a produçao indl tem estacionado e caido (num efeito tucanogênico bem claro... Nordeste é o inverso)Isso reduz a demanda sudestina.

    Responder
1 2