rede eletrica Elektro é um exemplo de serviço público

Domingo de Carnaval, tomo um susto logo cedo. Ouço duas pequenas explosões e vejo fumaça saindo da caixa de luz do meu sítio em Porangaba, a 160 quilômetros de São Paulo, pequena e pacata cidade do nosso interior, onde tenho um sítio e costumo passar o Carnaval faz mais de trinta anos.

Que fazer? A casa está cheia de gente, que veio para o aniversário de sete anos da minha neta Bebel. Todos ainda dormem. Na falta de outro, dou uma olhada no jornalzinho local, a "Folha da Cidade", enquanto penso no que fazer.

Por um destes acasos felizes, encontro no jornal uma lista de telefones úteis e, entre eles, está o da "Elektro", a distribuidora de energia elétrica que serve a região.

Sem muita esperança de sequer ser atendido, em pleno domingo de Carnaval, arrisco ligar para o 0800 da empresa. Na primeira tentativa, a primeira surpresa: sem nenhuma gravação me pedindo para esperar, sou imediatamente ouvido por um atendente de nome Peterson. Dou o número do meu CPF, explico o problema e a localização do sítio.

O funcionário pede um tempinho e, em seguida, me informa que o prazo para enviar uma equipe da "Elektro" será de duas a duas horas e meia. A esta altura, já saem labaredas da caixa de luz, alguém joga água _ o que não se deve fazer em correntes elétricas _ o pessoal vai acordando e todos são céticos quando conto o que aconteceu e que o problema logo vai ser resolvido.

Como sabemos, os brasileiros somos descrentes quanto à eficiencia e presteza dos serviços públicos em geral. Pois, acreditem, antes de vencer o prazo, chegou o carro da "Elektro" com dois funcionários. Em poucos minutos, eles localizaram o problema e eles própios fizeram o conserto. Antes do almoço, voltou a luz, a festa da Bebel estava salva. O serviço e as peças trocadas serão cobrados na próxima conta de luz.

Por um momento, me senti novamente na Alemanha, onde morei por dois anos na década de 70, e tudo funciona assim. Por que esta não pode ser a regra por aqui também?

Minha mulher me disse que não se surpreendeu porque sempre foi muito bem atendida por esta empresa. Se nós costumamos criticar o que está errado e cobramos melhores serviços, é preciso registrar publicamente quando as coisas funcionam bem, e dar nomes aos bois: Eliel Pereira Martins e José Romagnollo são os nomes dos dois funcionários da "Electro".

O que não funciona nada bem é a conexão de internet da operadora "Vivo", que já caiu várias vezes enquanto escrevia este texto.

Bom final de Carnaval a todos.

 

 

 

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
8 Comentários

"Elektro é um exemplo de serviço público"

10 de February de 2013 às 13:06 - Postado por rkotscho

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Thiago
    - 17 de fevereiro de 2013 - 18:31

    Com relação a CELG(Goiás) a Elektro é ótima mesmo, já tive a oportunidade de morar no interior de São Paulo e fiquei impressionado pela rapidez em seu atendimento e pelo o preço da tarifa (bem mais barato do que a da Celg).

    Responder
  • Mosquim, João
    - 14 de fevereiro de 2013 - 21:23

    Caro Kotscho Infelizmente não tive a mesma sorte com esta empresa. Ocorreu um problema na chave fusível, no poste bem em frente a janela de meu apartamento na praia. Tentei o 0800 e nada, tentei encontrar telefone local e nada. Só apareceu alguém, depois que fui a Polícia e ao Corpo de Bombeiro pedir ajuda. As faíscas e a fumaça duraram das 07 da manhã até por volta das 15 horas, quando o problema foi sanado. Ainda temos muito a melhorar.

    Responder
1 2 3 4
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com