bento 16 Carnaval ofusca a renúncia de Bento 16

Com o maior País católico do mundo só querendo saber de Carnaval, o papa Bento 16 não escolheu o melhor dia para anunciar a sua renúncia nesta segunda-feira, em meio aos folguedos de momo. Poderia pelo menos ter esperado a Quarta-Feira de Cinzas.

Quando comentei a notícia com os amigos, lembrando que uma renúncia papal não acontecia há 600 anos, ninguém me deu muita bola. Em outros tempos, um fato desses causaria comoção mundial e não se falaria de outro assunto, mas o próprio Bento 16, nos seus oito anos de papado, tratou de esvaziar o papel da Igreja Católica, levando-a de volta à sacristia, sem se importar com a diminuição de seu rebanho, inclusive no Brasil.

O cardeal alemão Joseph Ratzinger não era propriamente uma figura carismática, como seu antecessor, João Paulo 2º, o polonês Karol Wojtyla, que deu início à guinada conservadora da Igreja Católica, retrocedendo ao período anterior ao Concílio Vaticano 2º promovido por João 23.

Ao anunciar sua renúncia, Bento 16 atribuiu sua decisão a problemas de saúde e à idade avançada, alegando que não tem mais forças para continuar no cargo. Nos próximos dias e semanas, porém, os vaticanólogos se dedicarão a descobrir outras razões para esse gesto extremo. Desapego ao poder certamente não foi, já que Ratzinger lutou muito dentro do Vaticano para ser eleito em 2005.

Na época em que a Igreja Católica ainda preservava seu poder de influência nos destinos do mundo, no final dos anos 70 do século passado, quando era correspondente do Jornal do Brasil na Europa, fiz a cobertura das mortes dos papas Paulo 6º e João Paulo 1º e a eleição dos seus respectivos sucessores, João Paulo 1º, que morreu um mês depois, e João Paulo 2º.

"Il Papa è morto". Tomei um susto quando vi esta manchete nas bancas de Turim e a cidade vazia e silenciosa em pleno dia de semana. Ao seguir viagem, parecia que a Itália inteira estava de luto.

Junto com meu colega Araújo Neto, competentíssimo correspondente do jornal em Roma e um especialista em assuntos do Vaticano, e concorrendo com centenas de jornalistas vindos do mundo inteiro, passei semanas tentando entender como funciona a engrenagem de poder que elege um Papa.

Havia uma lista de favoritos, mas acabou sendo eleito o singelo cardeal de Veneza, dom Albino Luciani, de quem ninguém falava. Agora, até o momento em que escrevo, apareceu apenas um nome, o do italiano Angelo Scola, 72, arcebispo de Milão. Seja quem for o escolhido, certamente Bento 16 terá forte influência sobre a eleição do próximo Papa, já que ele montou o colégio de cardeais à sua imagem e semelhança.

+ Leia mais sobre a vida de repórter de Ricardo Kotscho no R7 Livros 

 

 

 

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
32 Comentários

"Carnaval ofusca a renúncia de Bento 16"

11 de February de 2013 às 11:27 - Postado por rkotscho

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Victor Hugo
    - 15 de fevereiro de 2013 - 11:47

    Robson, assim como voce, outros caem nos contos do vigário do PIG. Mas voce parece gostar e continua fiel a quem abusa de sua ingenuidade. É próprio de seus textos agressões e frases infelizes ("suja tudo por onde passa"). Jamais diria isso de qualquer participante do Balaio. Voce se estressa com facilidade, pois tenta parecer o que não é. Mera coincidência com seu idolo, Geraldo Alckmin. Robson, o jornalista Paulo Moreira Leite, ex-articulista da "Época", acaba de lançar um livro desmascarando a farsa do julgamento do "mensalão". Terei prazer em enviar-lhe um exemplar de presente. Só prometa que não vai mais repetir essa asneira de que defendo corruptos. Quem vive bradando aqui mesmo no Balaio "não sou contra a corrupção" é voce. Tô mentindo ? Abração, meu fíiii.

    Responder
  • Robson de Oliveira
    - 14 de fevereiro de 2013 - 21:09

    Victor, quando eu digo "raça", eu incluo todos eles, os políticos, alguns talvez, quem sabe, até não mereçam por mérito ideológico como Cristóvão Buarque, ou um ou outro mais. Não incluo os tais tucanos pois não vejo como possam estar em enrascadas, o que vejo é o silêncio cúmplice desses. Os escândalos protagonizados por eles, os tucanos, não foram julgados ainda, portanto, nem tenho o que comentar. Diferente do caso de vocês "pardais" já que gosta de passarinhos. Quanto ao Collor, eu mesmo que havia votado nele, exigi e cobrei à época quando ainda governava. Não foi pelo fato de ter escolhido essa pessoa que me fez idiotizar. Situação bem diferente no caso de vocês que literalmente passam a mão na cabeça de todos sem exceção por piores que sejam os atos. Repetem à exaustão o que é DEFINIDO pelo partido como questão única e verdadeira. Não dispõe de opinião própria nem sequer senso crítico para contestar. Eu nunca ataquei esse ou aquele partido, nunca disse nada contra o PT, pelo contrário,até já defendi aqui a sua manutenção quando disseram (o que obviamente interpretei mal) que teria um fim. Nunca fiz ou participei de movimentos fora isso ou fora aquilo. Fora Collor, fora FHC, ou qualquer outro "fora". Porque isso NÃO É DEMOCRÁTICO!, portanto, bem diferente das militâncias desvairadas que adoram "saltitar" ululando palavras dessa ordem. No caso das ACUSAÇÕES SEM PROVAS...Vai falar isso para os advogados CARÍSSIMOS da defesa. Veja se houve algum movimento nesse sentido, se houve apelo às Côrtes Internacionais. Talvez, só a Cubana, ou a Norte Coreana se pronunciassem já que em seus países não há liberdade nem expressão individual. Portando, tudo foi feito de acordo com a lei, dentro da lei, e respeitando a Constituição. O contrário do que os acusados e condenados fizeram como foi sacramentado. Ainda tem a petulância de assumir cargos públicos pagos com nosso dinheiro. De desqualificar um órgão federal, uma instituição democrática como o STF, e por fim, demonstram o quanto são mais preconceituosos pelo fato de um Juiz vindo do povo, da pobreza e conquistado seu espaço com respeito e dignidade, não se vergou aos interesses mesquinhos e criminosos da cúpula de uma quadrilha. Outro que não aceitou as ameaças e chantagens. Nem mesmo aqueles que defenderam seus pontos de vistas encontraram amparo legal sucumbindo às evidências que vocês negam. Depois ainda dizem que eu sou o pato. Se sou enganado, assumo e cobro o que me devem, não fico de quatro aplaudindo e defendendo que mais crimes sejam cometidos e mais impunidade envergonhe cada vez mais o nosso País. Isso tudo Victor, não faz parte do assunto do post ao qual você nem lê, mas corre para importunar os outros comentaristas com suas palhaçadas. Quanto ao catar coquinho Victor, eu posso até catar, mas existe uma diferênça entre mim e você, eu tenho que me abaixar para catá-los, você, nem precisa.

    Responder
  • Victor Hugo
    - 14 de fevereiro de 2013 - 21:05

    Luiz Carlos Velho, em primeiro lugar quero parabenizá-lo pela cordialidade. Velhão, não tenho nada contra a "privataria" Petista, especialmente nas rodovias federais, pedagiadas a R$ 1,30. O que deploro são os funestos desgovernos de FHC, Serra, Kassab, Aécio Neves e Geraldo Alckmin, que doam nossas estatais, dilapidam nossas riquezas, esfolam-nos com pedágios extorsivos e impostos absurdos (Controlar), abafam denúncias torrenciais e diárias de corrupção e ainda pousam de principes. Já voce e seu pupilo, Robson de Oliveira, defendem essas administrações catastróficas. Lamento o mau gosto de ambos. Abração, Luiz.

    Responder
  • nona fernandes
    - 14 de fevereiro de 2013 - 19:58

    Para que serve um papa? Desculpe-me, mas eu queria entender!...

    Responder
  • Luiz Carlos, o velho
    - 14 de fevereiro de 2013 - 14:18

    Victor Hugo - 13/02/2013 - 17h21 ''Everaldo, tá feia a coisa pros neoliberais'' Os neoliberais estão , todos, no PT. Eles, inclusive, estão comemorando a maior vitória conquistada recentemente, pois vão criar um fundo de pensão que superará os do B.B e da Petrobras, tornando-se assim, o maior fundo de pensão privado do mundo, tudo com recursos dos funcionários públicos que ganham mais de 4 mil reais por mês. Trata-se do FUNPRESP. —O GRANDE SONHO DOS LIBERAIS—. Vc ,meu caro, com certeza, não sabe o que é liberalismo. Ah, e tem mais, o governo PT ALONGARÁ o período de concessão de Portos e Rodovias e Aeroportos, que eram de 15 anos, e passarão para 25 e 35 anos, ou seja, para sempre privatizado. Gostou? Vem quente que estou fervendo!!! Bento XVI não é liberal, é conservador com alguns traços esquerdizantes.

    Responder
  • Gilberto de Oliveira
    - 14 de fevereiro de 2013 - 02:26

    Rapaz, a cada papa que morre (e este que renuncia) me vem uma dúvida atroz: e se o próximo papa adotar o nome de João? Como se sabe, já houve vinte e três papas com este nome, e se o último João foi o 23, o próximo João será o... 24? Imagine a reação doas pessoas do "maior país católico" do mundo diante disso. Pode ser o que tem o maior número de católicos, mas também é o com maior número de pândegos, todos ávidos para debochar do pobre papa João 24. E como se tem falado tanto na perda da influência da igreja católica no mundo, penso que um fato deste criará sérios problemas do Vaticano com o Brasil. Que será deste "maior país católico" do mundo, ó, Senhor?

    Responder
  • divaldo
    - 13 de fevereiro de 2013 - 18:34

    O Fred disse que "PARECE" que ficamos bebericando como o FHC lá no sambódromo do Rio e por falar nisso muitos viram que o véio estava com a voz embargada e alguém tomou o copo dele enquando respondia (uma só, porque naõ dava para fazer mais uma, por causa do bafo) a pergunta do reporter da Globo. Eu infelismente não tomei nada, só cerveja sem álcool, ordens médicas mas comecei meu comentário com uma palavra, o verbo (PARECER) na função optativa, isto é, asemelha uma coisa, ou outra. Entendi bem a forma ironica do nosso democrata Kotscho e até citei que ninguém está tendo vontade de se levantar cedo e ouvir o sermão do padre na paróquia do bairro preferindo dormir até as 10 horas da manhã. O significado é que o padre já dançou e nada se lhe apresenta como mais engraçado. Um padre falando prá dois gatos pingados numa igreja tão grande enquanto trocentos sambando no sambódromo e mais de mil nas arquibancadas? Eu também usei a ironia e voce não entendeu.

    Responder
  • Victor Hugo
    - 13 de fevereiro de 2013 - 17:21

    Everaldo, tá feia a coisa pros neoliberais. Até o Bentão XVI jogou a toalha. No Brasil os tucanalhas estão com os dias contados e a extinção é certa. Estou inconformado com o fato de que os demotucanos desaparecerão da face da terra, após longo, catastrofico e funesto reinado sem que tenham recebido uma crítica sequer do Robson de Oliveira, que há muito faz juz ao troféu "Tucano do milênio". Eis a última pérola do Robson, referindo-se a eleição de Renan: "Só uma palavra define, na minha opinião, a classe política brasileira. "Promiscuidade". Mas quando Fernando Collor e seu fiel escudeiro, Renan Calheiros, eram apresentados como salvação da política nacional pelo PIG o Robson caía igual pato (sem querer, querendo) e fazia coro gostosamente com Globo, Folha, Veja, etc . . . como faz até hoje. Política pro Robson é sinônimo de promiscuidade só quando apoia o PT. Quando Bento XVI imiscuiu-se em política partidária tupiniquim metendo o bedelho em nossas eleições apoiando Serra, o Robson foi ao delírio. Quando o STF condenou Petistas sem provas, o Robson aplaudiu e virou tiete. Robson, a política de Aécio Neves e Geraldo Alckmin também é sinônimo de promiscuidade ? Então porque voce fica "pianinho" quando esquenta a chapa desses peralvilhos aqui no Balaio ? Vai catar coquinho, Robson !!! (Eu mereço !!!)

    Responder
  • everaldo
    - 13 de fevereiro de 2013 - 12:15

    ...por falar em carnaval...sábado, eu e meu filho, saímos para tomar um café. Tomei meu mocha e saí para fumar um cigarrinho.Estava conversando com um segurança, quando se aproximou um senhor, daqueles típicos representantes da elite conservadora, e fez um comentário mais ou menos assim: - Carnaval...quantas mortes acontecerão nestes dias. Dei um tempinho para ver se ele soltava outras asneiras, e retruquei: -Carnaval...quantas vidas, quantas vidas...quantas crianças, que não tinham a menor possibilidade de nascer, nascerão daqui a nove meses por conta deste carnaval. Imagina, meu amigo, só que coisa mais poética, mais linda. Duas mocinhas lá de Porto Alegre compram um pacote para passar o carnaval em Salvador. Um alemão faz o mesmo lá na alemanha. Por uma divina casualidade compram abadás para desfilarem no mesmo bloco, na mesma corda. Sabe como é...dificilmente um alemão que se preze resiste a uma portoalegrense...e...daqui a nove meses vai nascer um alemãozinho-brasileiro, que não tinha a menor possibilidade de nascer se não fosse este carnaval...né não ??? O cara, derrepente deu uma diarréia, e disse que ia no banheiro. ...é isto Ricardo...os Papas precisam valorizar a vida, sob pena de entrarem em processo de extinção. Outro erro grave é se aliarem ao Zé Serra, como fez o pobre do Bento.

    Responder
  • everaldo
    - 13 de fevereiro de 2013 - 11:52

    ...renunciou, ou foi renunciado ??? A crise estabelecidade pelo neoliberalismo financeiro, mafioso e marginal, não levou em conta nem o coitado do Bento. Incapaz de se tornar uma celebridade, um "Neymar episcopal", que carreasse mais money para os cofres do vaticano, o Bento sifu, e deu no que deu, foi descartado pelos cartolas eclesiásticos, pois para estes, a fé tem outro significado, e Deus outra função. Até o FHgá, pra lá de efeagagado, passou a dar valor aos fiéis da Sapucaí. ...êêêê mundão véi discuncertado!!! Né não Vitor Hugo ???

    Responder
  • Fred Oliva
    - 13 de fevereiro de 2013 - 09:17

    Será possível que vocês beberam tanto no carnaval que não conseguem entender a ironia da manchete do Kotscho?

    Responder
  • Gilson
    - 13 de fevereiro de 2013 - 04:51

    Michele Seu nome é francês e sua fala é americana mas vc escreve em português. Se é americana ou francesa desculpe, pois a arrogância lhe cai bem, mas se for brasileira f***da em país estrangeiro saia do salto e recolha-se a sua insignificância. O Brasil está melhor que estes lugares. Só um comentário.

    Responder
  • divaldo
    - 12 de fevereiro de 2013 - 22:46

    Parece que a discussão aborda o fato de quem mais chamou a atenção nestes dias; o carnaval ou a renuncia do Papa Bento XVI. Para mim seria mais interessante que a renuncia do Papa repercutisse mais, mas em termos de repercussão estiveram em pé de igualdade. Não quero desmerecer a importancia do Papa mas a igreja católica realmente está em queda e esta renuncia deveria não só ofuscar mas deixar o carnaval bem desanimado e a bem da verdade, acabar com esta história de festas carnavalescas só no sambódromo e na terça-feira aquela história de ficar cantando as notas das escolas no rádio e Tv, nada mais irritante. Carnaval já foi, agora não há nem vontade de sair às ruas para pelo menos ver algum desfile e na verdade até a malhação do judas para depois da quaresma que tinha algum aspecto politico, já mixou. O povão está é cansado da mesma ladainha de todos os anos e na segunda madrugar para trabalhar e ganhar o pão nosso de cada dia. Não há mais nada que consiga divertir o povo a não ser dormir até por volta das 10 horas da manhã nos sábados e domingos, nem a missa do padre na paróquia do bairro faz o povo esquecer do cansaço e das preocupações. Prá falar a verdade, quando soube da renuncia do Papa a primeira coisa que me passou pela cabeça foi a profecia do Papa Malaquias que disse que no fim dos tempos teríamos um Papa afrodescendente e para minha surpresa no portal Ig já apareceu dois prováveis. Eu acredito que um dos dois será o novo papa e será muito interessante esta novidade, não que esteja premeditando o fim do mundo porque a data já passou em 21/12/2012 e se até agora não acabou, não acabará nunca mais, só o povo que acabará.

    Responder
  • Pedro Pedreiro
    - 12 de fevereiro de 2013 - 20:00

    PSDB em pânico... contavam com o Bentão para, pelo menos, forçar o 2o Turno em 2014...

    Responder
  • augusto2
    - 12 de fevereiro de 2013 - 17:42

    queria solicitar despretenciosamente e algo preocupado , kotscho, aos que forem amigos ou proximos a Leonardo Boff que lhe peçam neste tempo um,como direi, perfil baixo. Nao dar muita entrevistas sobre as coisas vaticanas. Menos ainda a periodistas europeus. Imagino que dadas as forças em presença hoje pela ai, seria contraproducente a sua propria causa.

    Responder
  • Michel Labaki
    - 12 de fevereiro de 2013 - 12:17

    É justamente o contrário. Ainda bem que ele anunciou a renúncia durante o carnaval. Desse modo o massacre dos noticiários sobre os "foliões" dá uma trégua e passamos a ter notícias de outra natureza.

    Responder
  • Thomaz
    - 12 de fevereiro de 2013 - 11:33

    Há sim, menos comoção com a morte do papa, mas não creio que seja pelo Carnaval. Nasci em Pio 12 e a morte dele e dos primeiros que seguiram trouxe um silêncio surdo, impossível não ser percebido, até nas ruas. Já amorte de João Paulo, embora esperada, anunciada, não foi assim. Foi uma comoção televisiva - não chegava às ruas. Me parece ser sinal dos tempos, os papas não são mais o que foram no imaginário do Brasil da maioria católica.

    Responder
  • Olivier
    - 12 de fevereiro de 2013 - 08:46

    Bento 16 foi covarde. Deveria mirar no exemplo de Cristo e não baixar-se da Cruz.

    Responder
  • Fernando Barros
    - 12 de fevereiro de 2013 - 08:37

    sejamos racionais. Essa notícia da renúncia desse papa é completamente inócua. O que vai mudar em sua vida? ou na vida de qualquer outro cidadao? deixem o papa e seus asseclas viverem no mundo de fantasias deles e sigam a suas próprias vidas...na prática é como uma notícia da popozuda ou do novo namorado da Ana Maria Braga...

    Responder
  • Papatudo
    - 12 de fevereiro de 2013 - 08:31

    talvez o castelo de celofane destes fanáticos religiosos esteja caindo...essa Tatiane me parece uma "cajazeira"...he,he

    Responder
1 2