PraçadosTresPoderes e1361800112356 Governo sem pressa para votar orçamento e fazer reforma

Foto: Juan Pratginestós

O Supremo Tribunal Federal marcou para quarta-feira a sessão em que deve liberar a votação do Orçamento da União, mas o governo não tem pressa para que isto aconteça ainda esta semana.

Da mesma forma, deve ficar para meados de março a minirreforma ministerial.

O motivo nos dois casos é o mesmo: dar tempo ao tempo para administrar as pressões dos partidos por mais espaço na Esplanada dos Ministérios e cuidar antes da liberação de verbas das chamadas emendas parlamentares, que é o que está emperrando a votação do Orçamento desde o ano passado.

A presidente Dilma já estava mesmo empurrando a reforma ministerial para março e agora ganhou um bom motivo: atender ao vice-presidente Michel Temer, que pediu para só fazê-lo após a convenção do PMDB, marcada para o início do próximo mês.

Está acertado que o PMDB mineiro deverá ganhar uma vaga pelo apoio que deu ao PT em Belo Horizonte nas eleições municipais e também porque é de lá o principal candidato da oposição, até agora, o senador Aécio Neves, que anda cortejando o partido de Temer para embarcar na  canoa tucana.

Como em outros casos, o problema é encontrar o nome, tarefa que foi dada ao próprio Temer e ao ministro da Indústria e Comércio, o mineiro Fernando Pimentel.

Dilma gostaria muito de atender a uma sugestão do ex-presidente Lula para dar algum ministério ao PR. Chegou a conversar com o senador e ex-governador do Mato Grasso Blairo Maggi, mas os republicanos não aceitaram a indicação dele. E não é fácil encontrar outro nome.

Que ninguém espere grandes surpresas, já que a reforma deve ficar nisso: um ministério para o PMDB mineiro, um para o PR e um ou dois para o PSD de Gilberto Kassab, que conta com a quarta maior bancada na Câmara, e pode compensar a eventual saída do PSB da base aliada para tentar um vôo próprio com Eduardo Campos já em 2014.

Até as dez horas da manhã desta segunda-feira, pelo menos, tudo indicava um cenário de calmaria, sem fortes emoções, para a semana política em Brasília.

+ Leia mais sobre a vida de repórter de Ricardo Kotscho no R7 Livros 

 

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
7 Comentários

"Governo sem pressa para votar orçamento e fazer reforma"

25 de February de 2013 às 10:37 - Postado por rkotscho

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Cleudecir PSOL
    - 26 de fevereiro de 2013 - 05:41

    Mr. Chance, concordo com você, estás coberto de razão. Kotscho tem dó meu amigo, já passou da hora de você falar sobre esta pouca-vergonha que o Corinthians e Rede Globo estão aprontando. E em tempo, nunca gostei da Globo, a mais suja e oportunista mídia televisiva que já conheci e a torcida deste time paulista, com o passar dos anos caiu muito em descrédito, assim como infelizmente a da maioria dos outros clubes do país. É necessário ensinar à sociedade, e aos jovens em particular, mais a virtude que a competitividade.

    Responder
  • everaldo
    - 25 de fevereiro de 2013 - 22:34

    ...calmaria Rocardp ??? Com esta: http://www.brasil247.com/pt/247/economia/94549/Acelera%C3%A7%C3%A3o-atomizada-da-economia-impulsiona-Dilma.htm imagina o estado de nervosismo que deve se abater sobre os tucanos. Tudo indica que um outro setor que vai bombar é o das indústrias de calmentes, o Vannalder já deve estar fazendo seu estoque de tarja preta...né não ??? VIIIIIIVA LULA...o fura bolos, o maior de todos, o cata-pioi, cata e expreme no meio das unhas. CHOOOOOOOOORA DEMOTUCANALHAS...bando de vagabundos.

    Responder
  • MAURICIO TEIXEIRA
    - 25 de fevereiro de 2013 - 20:18

    A VELHA E ATUAL PRATICA DO TOMA LÁ, DA CÁ. SALVO ENGANO O PT NÃO ERA CONTRA ESSA PRÁTICA??? CLARO QUE ERA ANTE DE SER GOVERNO E SENTIR O GOSTINHO DO PODER. AGORA USA A VELHA FRASE DO FH: "ESQUEÇAM O QUE ESCREVI E FALEI". TODOS, MAS TODOS OS PARTIDOS E POLÍTICOS ESTÃO BASEADOS EM DOIS PILARES: "PODER E DINHEIRO". NÃO PARECE QUE O PT MUDOU UMA VIRGULA TODAS AS PRATICAS DO PSDB, SOMENTE APERFEIÇOOU ESTAS PRATICAS.

    Responder
  • Pedro Rocha
    - 25 de fevereiro de 2013 - 19:56

    Mr. Chance foi na veia... Esse seríssimo escândalo envolvendo Corinthians e Rede Globo na verdade mostra apenas o que até as pedras sabem: advogados e jornalistas, por dinheiro, vendem a mãe e entregam aos pedaços. Ô raça!

    Responder
  • Netho
    - 25 de fevereiro de 2013 - 19:21

    A coisa mais importante que se viu na semana foi o artigo de VERA PAIVA no ESTADÃO. Kotscho, não custa tentar uma entrevista com a filha de Rubens Paiva. Muito mais importante do que a blogueira cubana, que não disse nada, absolutamente nada, de novidade a respeito das restrições há muito tempo vigentes na Ilha. Com o máximo respeito, o "Balaio" está devendo a merecida repercussão do artigo da professora da USP, porque seu registro é ANTOLÓGICO, sobretudo quando a filha de Rubens Paiva menciona os interrogatórios conduzidos pelo ex-senador Romeu Tuma. Allez Kotscho!!!

    Responder
  • Mr. Chance (Muito Além do Jardim...)
    - 25 de fevereiro de 2013 - 18:57

    Entonces, Kotscho... nenhuma palavrinha sobre este cafajestada promovida pelo Corinthians e pela Rede Globo (dizem que o roteiro foi todo escrito no Projac, central de novelas da Globo) no sentido de incriminar um menor de idade apenas para que todos continuem faturando tranquilamente sua graninha? Uma das maiores vergonhas já vistas em nossa história com advogados tentando provar a todo custo não a inocência mas a CULPA de seu cliente? É o fim do futebol...

    Responder
  • RGS
    - 25 de fevereiro de 2013 - 10:53

    O governo não tem com que se preocupar - A tal ponto de estar certo de sua reeleição ano vindouro!.

    Responder