Fiz a pergunta do título acima a um graduado funcionário do Palácio do Planalto na manhã gelada desta quarta-feira que congela até os dedos e as ideias. Surpreso, ele se mostrou tão perdido e sem respostas quanto eu quando me propus a escrever... Continue lendo