Em tempo (atualizado às 9h30  de 6.11):

Diferentemente do que informei no final deste texto, o jogo do São Paulo contra o Benfica em Lisboa é neste sábado, com transmissão ao vivo do SporTV e da RedeTV, a partir das 15h45. Agradeço aos leitores que me chamaram a atenção para dar a informação correta.

Bom final de semana a todos.

Abraços,

Ricardo Kotscho

*

Não contente em desmoralizar o São Paulo aqui dentro, com a pior campanha da história do clube, agora o ditador Juvenal Juvêncio resolveu levar a nossa camisa tricolor de tantas glórias e tradições para dar vexame na Europa.

O problema não é ser derrotado por Bayern e Milan, dois dos maiores times da Europa. Isso já estava na conta e poderia acontecer com qualquer outro clube brasileiro. E o São Paulo até que perdeu de pouco, levando três gols e não marcando nenhum nos dois jogos disputados até agora.

Aliás, a "Folha" contabiliza, em sua edição desta sexta-feira, 10 horas seguidas sem gols do São Paulo em seis partidas, mais um recorde negativo de Juvenal Juvêncio & Cia., os arrogantes doutores que estão levando o São Paulo à ruína.

Com um mínimo de humildade, vendo o que estava acontecendo com o São Paulo no Brasileirão, onde ocupa um honroso 18º lugar na zona de rebaixamento, Juvenal poderia ter pedido ao empresário, pelo amor de Deus, que convidasse outro clube brasileiro para disputar a Copa Audi em seu lugar.

"Não temos condições", deveria reconhecer. Acontece que humildade, como sabemos, não costuma ser propriamente uma característica de ditadores.

Há 14 jogos sem ganhar de ninguém, o maior vexame do São Paulo na Europa é que está jogando como time pequeno, todo encolhido para não levar uma goleada, como fazia o lendário Íbis, de Pernambuco, considerado o "pior time do mundo", como bem lembrou meu colega Eduardo Marini aqui no R7.

O Íbis chegar a ficar 23 partidas sem vitórias, em longos três anos e nove meses de jejum. Será que Juvenal conseguirá bater também este recorde?

E não adianta o Paulo Autuori ficar fazendo cara feia de braços cruzados à beira do gramado. Ele sabia a bucha que estava pegando ao aceitar a proposta do São Paulo e agora tem que dar um jeito de inventar um time ou pedir o boné e ir logo embora, dizendo que se enganou.

O pior é que ainda faltam dois amistosos no exterior antes do São Paulo voltar ao Brasileirão, muito provavelmente como o lanterna absoluto do campeonato. O próximo vexame, para são-paulino que gosta de sofrer, está programado para este domingo, contra o Benfica. em Lisboa.

Juvenal, tende piedade de nós. Te aposenta logo antes que você e tua turma acabem com o São Paulo.  A diferença, meu caro,  é que o velho Íbis sempre foi um time folclórico desde a sua fundação, em 1938, e o São Paulo é tricampeão mundial. Mais respeito, por favor.

http://r7.com/Nyw7