A pedidos, de tanto insistir, José Serra voltou a entrar na lista de presidenciáveis pesquisados no novo Datafolha. Alcançou 14% num dos cenários, quatro a mais do que Aécio Neves, seu companheiro (?) de partido, que teve a candidatura  apoiada esta semana pelos 27 presidentes de diretórios estaduais do PSDB.

ae José Serra entra na pesquisa, mas só ameaça Aécio Neves

Além do azar de ter entrado no jogo justamente na semana em que seu nome foi citado no imbróglio do Metrô paulistano, Serra enfrenta vários outros problemas, a começar pela falta de um partido para lançar sua candidatura:

* Tendo à frente do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o PSDB desta vez está fechado em torno da candidatura de Aécio Neves e não quer nem ouvir falar em prévias.

* Como alternativa, Serra pensou em se lançar por uma coligação de pequenos partidos, mas só lhe sobrou o nanico PPS do sempre fiel Roberto Freire, muito pouco para quem almeja uma candidatura competitiva para a Presidência da República.

* Mesmo se colocando à frente de Aécio no Datafolha, dentro da margem de erro, a intenção de votos no candidato ainda tucano, com todo o "recall" do seu nome,  ficou em modestos 14%, bem abaixo dos índices das últimas campanhas que disputou e perdeu.

A 14 meses das eleições, por enquanto o ex-governador de São Paulo e eterno postulante a qualquer cargo é candidato apenas dele mesmo. O que então o leva a insistir em disputar a sucessão presidencial de 2014, pedindo para que seu nome fosse incluído nas pesquisas?

Atazanar a vida de Aécio Neves e a de  todos os tucanos que o marginalizaram no partido: esta é a única resposta que encontro. A sua entrada em cena ameaça apenas o candidato oficial tucano, que vai mal das pernas. De uma pesquisa para outra perdeu quatro pontos (foi de 17 para 14) no principal cenário. Se o nome de Serra for incluído, cai para 10%.

O quadro não chega a ser propriamente animador para nenhum dos dois tucanos, já que Marina Silva, a segunda colocada na pesquisa, cresceu três pontos, passando de 23 para 26%, o dobro de Aécio. E a soma de Aécio com Serra  (24 pontos) corresponde praticamente a uma Mariana (23 pontos) quando os dois entram na lista.

Dos seis candidatos incluídos na pesquisa _ Dilma, Marina, Aécio, Joaquim, Serra e Eduardo Campos _ quem se saiu melhor foi a presidente que disputa a reeleição (subiu de 30 para 35%), na medida em que três dos possíveis adversários não têm partido até agora (Marina, Joaquim e Serra) e os que têm partido são os que menos pontuam (Aécio e Eduardo Campos).

Mais do que todos, porém, o grande vencedor, mais uma vez, foi o ex-presidente Lula. Quando seu nome é incluído, ele aparece como o único que venceria  as eleições no primeiro turno, com 51% dos votos.

Serra só aparece à frente nos índices de rejeição: tem 36% dos eleitores que não votam nele de jeito nenhum, contra 27% de Dilma e 23% de Aécio. Na próxima semana, deverá ser divulgada a nova pesquisa Ibope, já com o  nome de Serra, também a pedidos do próprio.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
16 Comentários

"José Serra entra na pesquisa, mas só ameaça Aécio Neves"

11 de August de 2013 às 11:08 - Postado por rkotscho

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Fernando SP
    - 13 de agosto de 2013 - 09:55

    Pesquisa feita agora só serve para testar prováveis candidaturas da oposição. O ex-governador, que estava meio de escanteio, continua mandando na Folha. Ou alguém acha que o jornal espontaneamente incluiria o nome dele na pesquisa? Os tucanos não se entendem e mais uma vez vai sobrar para o Aécio que tentou resgatar FHC pensando assim que neutralizaria o eterno candidato a presidente. Vai ser interessante observar a revoada das penas pela briga da vaga.

    Responder
  • Victor Hugo
    - 12 de agosto de 2013 - 23:30

    Mr Chance, eu não tenho inimigos no Balaio. Não alimento ódio pelos participantes dos quais discordo. Se o Vannelder ou o Velho, a exemplo do Dum e do Robson de Oliveira, adotaram-me como inimigo, só posso lamentar-lhes, repito, a pobreza de espírito. Eu debato idéias. Mr Chance, inexplicavel, absurda e equivocada, a ironia com a qual "encerraste" o comentário de 10h48. Nem por isso vai deixar de receber um abraço (o Robson de Oliveira sempre o recusava-rsrsrs) do Victor Hugo.

    Responder
  • Luiz Carlos, o velho
    - 12 de agosto de 2013 - 19:11

    Façanha da metologia /mágica. Pois é Kotscho Quando discuto e reconheço que nas últimas décadas houve melhoras substanciais no padrão de vida dos Brasileiros, deixo claro que isso é inegável. O que questiono é o mérito os números e a metodologia da marquetagem petista. Eis que, pesquisas independente junto FEA-USP e da Rice Univbersity joga luz no tema e corrige os excessos do petismo que são amparados pela SAE (Secretaria de assuntos Estratégicos da presidência da República) Em uma década, quase 30 milhões de pessoas foram incluídos num mesmo lote chamado “classe média, diz a SAE. Mas o grupo pobre e extremamente Pobre, parcela da população chamada atualmente de classe E dá um salto de 13,94 para 29,6. A marquetagem da SAE desaparece com 16%*** dos miseráveis. E a classe média é formada por 42,9% e não 63% como apregoam os milagreiros . Aí então o sumiço é maior ainda, quase 21%.*** E isto é indiscutível, pois está sendo adotado estes números pelas agências de publicidade para formular suas estratégias, além de basear estudos de instituições acadêmicas. ***16+37=53. Na canetada do SAE e da marquetagem ocorre o milagre do desaparecimento de 51% da população. Isso me faz lembrar do que os marqueteiros informavam ao presidente Lula sobre a saúde pública(a saúde estaria próxima da perfeição). O pior é que o presidente acreditava!!! E se o presidente acreditava, imagine Kotscho, os militantes que querem me internar na psiquiatria ou, como fazia o guruzão Stalin; extraditar-me para um Arquipélago nos cafundós.

    Responder
  • Vannelder
    - 12 de agosto de 2013 - 16:38

    O problema do Mr.Enche (alter ego de Victor Purgo e seus clones) é que além de não saber ler, ainda tem dificuldades para frequentar o EJA (Ensino de Jovens e Adultos). De tão bitolado que ficou por ser um videota estatal, não consegue nem fazer diferença entre o que significam pontos percentuais (ele acha que é palavrão!).

    Responder
  • Paulo
    - 12 de agosto de 2013 - 12:47

    "O que então o leva a insistir em disputar a sucessão presidencial de 2014, pedindo para que seu nome fosse incluído nas pesquisas?" Simples: manter o maximo poder politico possivel para nao ser investigado, nem sua filha nem os outros membros da quadrilha. Fora do poder ele corre o risco, pequeno eh verdade, de que dentro da promotoria e PF surja alguem com hombridade e honestidade suficiente para investigar a Privataria.

    Responder
  • Mr. Chance (Muito Além do Jardins...)
    - 12 de agosto de 2013 - 10:48

    "Dilma tinha 58% de intenção em março e hoje tem 32%" Venal-Der (criação imortal do Pardalzinho) é tão venal, mente tão sistematicamente que entendo ser o caso de passarmos uma socola aqui no Balaio e o levarmos a um psiquiatra (caso também aplicável ao Velho). Dilma auferiu 36% mas o cara mente tanto e de forma tão automática que vira caso médico. Vida que segue... mas parece que o nosso Victor Hugo nutre sim patias pelo cara... por que será?

    Responder
  • Mário Falcão
    - 12 de agosto de 2013 - 10:01

    "Isso lembra alguma coisa?" Claro que lembra, Velho... a Ditadura Militar, de tão boas memórias para você. Mas não adianta torcer... vai ficar na vontade.

    Responder
  • Victor Hugo
    - 11 de agosto de 2013 - 23:43

    "O PT não existe mais, a não ser os velhos fanáticos, os militantes e milicianos remunerados, os quais estão todos acomodados na periferia do poder." E continua o febeabá (festival de besteiras que assolam o Balaio). O Velho não consegue conviver com o fato de ter sido abusado todos esses anos pela Veja. Então substituiu a realidade por uma fantasia mirabolante e doentia sobre neoliberalismo e comunismo, segundo a qual, todo o bem advem do primeiro e todo o mal do segundo. E só mesmo na cabeça do Velho essa fantasia pode ser usada pra explicar o desastre Grego, Espanhol, Portugues, Cipriota, etc . . . . Velho, todos concordamos com sua teoria impecável (melhor não contrariar pra não agravar o quadro). Eu mereço !!!!

    Responder
  • Vannelder
    - 11 de agosto de 2013 - 21:59

    Ora, quer dizer que o Datafolha agora é levado a sério pelos fanáticos seguidores do esquerdismo barato? Interessante analisar a pesquisa com uma calculadora na mão e perceber que Marina + Aécio + Serra + Campos = 53%. Ora, Dilma tinha 58% de intenção em março e hoje tem 32%, uma queda de 26%. É muito pra tão pouco tempo. É isso aí Brasil! Vamos mostrando que estamos acordados para essa empresa/partido político que há uma década tem feito o governo de um país servir aos seus interesses. São resultados assim que enchem de ânimo a oposição, pra continuarem arregaçando as mangas e trabalhando pra mudar tudo isso que está aí, porque o Brasil merece algo muito melhor!

    Responder
  • cesarT
    - 11 de agosto de 2013 - 21:07

    o psdb vai se tornar o dem da marina, se é que me entendem diria o rola bosta mor.

    Responder
  • Luiz Carlos, o velho
    - 11 de agosto de 2013 - 20:13

    Discutir nomes e partidos no momento é pura elucubração, O PT, se nada de grave ocorrer, é favorito, com Lula ou Dilma. E, ao contrário da primeira eleição do Lula, muito ao contrário, ressalte-se, não há mais o que temer. O PT não existe mais, a não ser os velhos fanáticos, os militantes e milicianos remunerados, os quais estão todos acomodados na periferia do poder, não há mais ameaças de uma ''comunização'' do país. Os empresários de todas as áreas estão sorridentes e felizes. Os bancos e o mercado financeiro e as grande empreiteiras nadam em mansas marés nunca dantes vistas aqui nas Terras de Cabral. Ah se Caminha, o escritor da frota, tivesse visto isso? Como seria a redação da carta à El Rei. O perigo Kotscho, é o que está acontecendo agora no Rio; manifestantes invadiram a Câmara de Vereadores e de lá não saem se o regimento da casa não for mudado. E o que os manifestantes exigem é, simplesmente mudar o regimento da casa, transformando a minoria em maioria. É Kotscho, é isso mesmo! Os invasores exigem que uma CPI solicitada por um partido com 0,qualquer coisa % da casa seja presidida e relatada por este partido —O PSOL— excluindo os governistas e os aliados (maioria absoluta) da comissão. Ou seja, viraram o parlamento de cabeça para baixo. E o prefeito está disposto à negociação. Já imaginou, caro Kotscho, se a moda pega e os tais manifestantes tomem o parlamento Federal e façam esta mesma exigência? Quer dizer, neste caso, é inútil a vitória nas urnas. É ou não é um golpe? E olha que, pontualmente, eles têm razão moral, pois alegam que a composição da CPI do transporte público foi formada por representantes das empresas de ônibus. Note que o voto direto foi literalmente ''rasgado'' e o regimento estuprado em nome de uma moralização na marra e no cacete. Isso lembra alguma coisa? Me lembra vagamente que a sociedade repudia os tais justiceiros e vingadores das dores do povão que resolvem atuarem em grupos,às vezes, de extermínio de bandidos que a lei não pune. E a ditadura, da qual tanto falamos e repudiamos. Não é?

    Responder
  • Décio Gil
    - 11 de agosto de 2013 - 19:19

    Dilma 2014 pro Brasil continuar crescendo e diminuindo suas desigualdades....Fora trensalão.

    Responder
  • Eraldo Agostin
    - 11 de agosto de 2013 - 13:24

    Caro Ricardo Kotscho, feliz dia dos pais, abraços, Eraldo.

    Responder
  • Victor Hugo
    - 11 de agosto de 2013 - 13:15

    Serra a frente do Aécio nas pesquisas joga areia nas pretensões do minerim de Copacabana, o preferido do Vannelder, que virou um poço de ódio e mágoa por Maluf e Collor apoiarem Dilma. Vavá, tanto Maluf, quanto Collor, Serra, Alckmin, Roriz, Demóstenes, etc . . . são produtos de mentes doentias como as dos anti-PT's do Balaio. Por uma questão de lealdade e hombridade voce deve assumir Maluf e Collor e descontar neles suas frustrações por apoiarem o PT. Hombridade, Vavá, temos certeza (não muita) que voce consegue.

    Responder
  • everaldo
    - 11 de agosto de 2013 - 12:59

    Pois é rapaz...o FHgá, em completo estado de efeagaguice, depois de quase acabar com o Brasil, finalmente fez algo de bom, acabou com o PSDB ao indicar o Aecim ( pinga ni mim ) como candidato dos tucanos. Antes do fim do ano, a nossa DILMA, estará eleita por falta de adversários. Aleluiz !!! Alguém tem uma opinião sobre o que acontecerá com o eterno perdedor Zé Chirico Serra ???

    Responder
  • Pedro Pedreiro
    - 11 de agosto de 2013 - 12:28

    A pedidos, de tanto insistir, José Serra voltou a entrar na lista de presidenciáveis pesquisados no novo Datafolha" Como é que é, Kotscho? Ele pede e o Datafolha atende? O cara está mais enlameado que porco em enchente e ele pede e o Dr. Otavinho manda incluir? Ah, Ponte Estaiada, que deveria chamar-se Vladimir Herzog, como é bela a visão do Paraíso. Tudo entre amigos...

    Responder