gazeta press foto 518288 Caro Rogério Ceni: é melhor parar do que ser parado

Muitos e muitos anos atrás, quando estava começando no "Estadão", um colega preparava-se para a aposentadoria, embora ainda não fosse tão velho assim. Aos que lhe sugeriam que ficasse mais um tempo no jornal, respondia secamente: "Eu prefiro parar por minha conta e me aposentar do que ser parado por alguém".

Na vida, tem sempre a hora de começar e de parar. Cada um tem que saber a sua hora, como fez o teu colega goleiro Marcão, no Palmeiras, deixando o futebol com todas as honras e glórias e permanecendo no clube em outras funções.

Lamento, caro Rogério Ceni, mas a tua hora já passou e só você não percebeu. Faltou um amigo te dar um toque para preservar a tua bela trajetória no São Paulo, em que tantas vezes salvou o nosso time, fez gols decisivos, honrou a camisa, levantou troféus.

Desde aquela tua contusão no tornozelo, no ano passado, você nunca mais foi o mesmo. Está tomando gols que não levava antes e perdendo pênaltis que ajudam a empurrar o São Paulo cada vez mais para baixo. E agora está se arriscando a ser parado antes de terminar o teu contrato no final do ano.

Para quem esperou pacientemente no banco a vez de ser o titular, não é nada edificante terminar a carreira de volta ao banco, o que já teria acontecido, se os últimos técnicos do São Paulo tivessem um mínimo de personalidade para enfrentar o ditador Juvenal Juvêncio.

A esta altura, você já está merecendo uma estátua na entrada do Morumbi como um dos maiores ídolos da história do clube. Estátuas levam a vantagem de não tomar frangos e não perder pênaltis, estão acima do bem e do mal, para serem veneradas, e não xingadas.

Aproveita e arruma uma estátua também para o Juvêncio, o pior presidente da história do clube, que conseguiu a proeza de entregar o volante Casemiro, de 21 anos, quase de graça para o Real Madri, onde ele está cavando um lugar de titular no time e, em seguida, renovar o contrato do bichado Luís Fabiano até 2015, com aumento de salário.

Fosse numa  empresa privada, Juvenal Juvêncio já teria sido demitido e obrigado a ressarcir o clube dos prejuízos que vem causando. Não é um bom aliado para você. É melhor cair fora desta barca furada enquanto é tempo e a torcida ainda tem respeito pelo teu nome e tua história. Tudo tem seu tempo, caro Rogério Ceni.

http://r7.com/6mWc