dilma coletiva ny 20110921 Novo Ibope dá vitória de Dilma no primeiro turno

Em tempo (atualizado às 12h10): o Ibope acabou de confirmar os números antecipados abaixo que dão vitória a Dilma no primeiro turno.

Os números do novo Ibope que será divulgado nesta quinta-feira (22) vazaram às 7h13 da manhã, em nota publicada por Lauro Jardim, na coluna Radar, do portal da revista Veja: Dilma Rousseff subiu de 37% para 40%; Aécio Neves, de 14% para 20% e, Eduardo Campos, de 6% para 11%. Pastor Everaldo tem 3% e os outros nanicos juntos outro tanto. Ou seja, Dilma tem três pontos a mais do que seus adversários somados (37%).

O que isso quer dizer?

* Em meio a um tornado de greves selvagens e protestos violentos, a presidente candidata à reeleição não só parou de cair como subiu três pontos, fora da margem de erro, garantindo a vitória em primeiro turno, se as eleições fossem hoje, ao contrário do que apontaram as últimas pesquisas do Datafolha e do Sensus.

* Seus dois principais adversários também cresceram, reduzindo os índices de brancos, nulos e indecisos apontados pelas pesquisas anteriores. Aécio chegou ao patamar dos 20 pontos, ainda bem abaixo dos últimos candidatos tucanos nesta altura da campanha, e Eduardo, pela primeira vez, aparece com dois dígitos no Ibope.

* A se confirmarem estes números, a recuperação de Dilma surge num momento crucial da campanha, em que são definidas as alianças e, portanto, a divisão do tempo de TV, quando dissidentes da base aliada já ameaçavam abandonar o barco da presidente candidata à reeleição e setores do PT ainda insistem no "volta, Lula".

* Analistas, colunistas e cientistas políticos agora vão quebrar a cabeça para explicar como a presidente conseguiu inverter a curva que apontava para baixo nas pesquisas mais recentes, com o seu governo acuado pelo bombardeio de notícias negativas na mídia e pelas manifestações anti-Copa, que geraram um clima de mau humor e mal-estar generalizados na população, principalmente nas grandes cidades, onde os especuladores do mercado financeiro já estavam salivando, esfregando as mãos à espera de novas quedas da presidente nas pesquisas.

* A maior exposição de Dilma, que agora viaja, inaugura obras e faz discursos quase todos os dias, aliada à repercussão do programa do PT na televisão, em que o partido mostrou as realizações do governo, foram logo as causas apontadas para esta guinada, mas só elas não explicam os números do novo Ibope.

* Mais importante do que tudo, foi outro número divulgado hoje: a taxa de desemprego em abril caiu para 4,9%, o menor índice da série histórica para esta época do ano. Emprego e renda são, como sabemos, os paus da barraca do governo petista que resistem a todos os achaques na área econômica.

Em resumo: as esperanças da oposição midiática-financeira-partidária concentram-se agora cada vez mais em tentar desgastar o governo com a CPI da Petrobras e os protestos contra a Copa do Mundo, que começa daqui a três semanas. Ao mesmo tempo, há um movimento claramente organizado para deflagrar campanhas salariais todas ao mesmo tempo, como no transporte público, na educação e nas polícias, para levar o caos às grandes cidades.

http://r7.com/KJxa