- Ricardo Kotscho - http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho -

Ministro Serraglio, que faz lembrar Armando Falcão

Postado por rkotscho em 02/05/2017 às 12:32 em Sem categoria | 18 Comments

 Ministro Serraglio, que faz lembrar Armando Falcão [1]

O ministro Serraglio (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

"No Brasil, o fundo do poço é apenas uma etapa" (Luis Fernando Veríssimo).

***

Poucos sabiam quem era Osmar Serraglio, um líder ruralista do PMDB do Paraná, quando ele foi nomeado por Michel Temer para o Ministério da Justiça no lugar de Alexandre de Moraes.

Só ganhou destaque recentemente ao aparecer uma gravação na Operação Carne Fraca em que o ministro trata um membro da quadrilha de fiscais de "grande chefe".

Grande chefe, como sabemos, quem tem é o povo indígena, do qual deveria cuidar o Ministério da Justiça, a quem é subordinada a Fundação Nacional do Índio (Funai).

Após um ataque de fazendeiros que deixou feridos mais de dez índios do povo Gamela, no município maranhense de Viana, na segunda-feira, o ministério de Serraglio divulgou uma nota informando que estava "averiguando o ocorrido envolvendo pequenos agricultores e supostos indígenas".

Como assim, supostos indígenas? Será que é tão difícil assim distinguir quem é índio e quem é fazendeiro?

Pode-se entender o desconhecimento ao consultar a agenda de Serraglio: em seus 55 dias à frente do Ministério da Justiça, ele já recebeu em audiência 82 representantes da Frente Parlamentar da Agropecuária formada pela bancada ruralista _ e nenhum dos povos indígenas.

Em matéria publicada pela Folha nesta terça-feira, ficamos sabendo que 18 destes parlamentares estão na lista do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo.

Entre eles, o senador Renan Calheiros, do PMDB de Alagoas, que também já foi ministro da Justiça, no governo Fernando Henrique Cardoso, e é campeão de processos no STF.

Na semana passada, durante o confronto entre índios e policiais em frente ao Congresso, segundo sua agenda, Serraglio recebia em seu gabinete dois ruralistas e, em seguida, foi à Câmara para se reunir com a bancada.

Sumido de cena desde que seu nome foi envolvido na Operação Carne Fraca, o ministro ressurgiu na última sexta-feira como porta-voz do governo durante a greve geral.

Logo cedo, ele deu uma entrevista para dizer que não havia greve nenhuma, apenas uma "baderna generalizada".

Como sou antigo, e já havia ouvido coisa parecida no passado, lembrei-me de um antecessor do deputado ruralista colocado no Ministério da Justiça, o inesquecível Armando Falcão, um civil que se tornou porta-voz dos generais e se celebrizou com a frase "nada a declarar".

Falcão pelo menos disfarçava suas preferências e a ira contra movimentos sociais, era mais sutil e refinado, quem diria.

Em sua coluna de hoje no jornal espanhol El País, sob o título "Os que apodrecem _ Quando os índios descobrem o Brasil do governo 9% de aprovação Temer", a grande repórter brasileira Eliane Brum termina seu texto assim:

"O que apontam as flechas dos indígenas?

As flechas dos indígenas apontam que no Brasil o passado não passa e o futuro já passou".

Não deixem de ler. Vale a pena. É uma perfeita síntese dos tempos que estamos vivendo.

Vida que segue.

  [2]
  [3]


Artigo impresso de Ricardo Kotscho: http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho

Endereço do artigo: http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2017/05/02/o-ministro-serraglio-que-faz-lembrar-armando-falcao/

Endereços neste artigo:

[1] Imagem: http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/files/2017/05/osmar1.jpeg

[2]  : http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2017/05/02/o-ministro-serraglio-que-faz-lembrar-armando-falcao//emailpopup

[3]  : http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2017/05/02/o-ministro-serraglio-que-faz-lembrar-armando-falcao//print

© 2010 R7.com. Todos direitos reservados.