Ricardo Kotscho

Comentários

Feed RSS para comentários sobre este post.

O URL de TrackBack deste post é: http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2013/02/10/elektro-e-um-exemplo-de-servico-publico/trackback/

  1. Prezado Kotscho,
    sou mineiro e admirador de seus textos e observações. Há poucos dias, quando você escreveu sobre o mau humor crônico da imprensa, identifiquei-me com o conteúdo do texto. A cada dia, eu e mais pessoas estabelecemos comparação entre o que é divulgado e nossas vidas comuns, cotidianas, e sentimos aumentar a distância. Os editores, profissionais dedicados, mas obedientes, como que dedicam-se à ficção. Falam de um país que desejam submisso, de uma sociedade que desejam cabisbaixa, de pessoas a que desejam baixa autoestima. Esse descolamento da realidade, essa alienização machadiana, talvez explique a redução das tiragens e do "ibope". Ao assumirem o mau humor crônico são rejeitadas pelas pessoas comuns, como eu, que sabem que as coisas precisam melhorar, como no caso da Vivo, mas que sabem que as coisas têm melhorado, como no caso da Elektro.
    Sejamos felizes, Kotscho. E para béns para a Bebel!

    Comentário por João Batista — 11 de fevereiro de 2013 em 12:53

  2. À Cesar o que é de Cesar.

    Comentário por nicanor amaro da silva neto — 11 de fevereiro de 2013 em 12:57

  3. É por isso (ótimo redconhecimento) que tenho o prazer de acordar todos os dias e saber que posso dar o meu melhor para a empresa mais ADMIRADA do país a Elektro Eletrecidade e Serviços S/A.

    Comentário por Leonardo Prado — 13 de fevereiro de 2013 em 15:04

  4. Kotscho e Leonardo Prado, parabéns pelo entusiasmo, mas segundo Carlos Cavalcanti, diretor da FIESP as concessionárias de energia cobram-nos R$ 96,00 por um produto (Megawatt) que lhes custa apenas R$ 6,80. Pra que fique claro: quase 15 (quinze) vezes mais. Confiram a entrevista buscando no Google (Carlos Cavalcanti FIESP 6,80). Um abraço.

    Comentário por Victor Hugo — 13 de fevereiro de 2013 em 18:47

  5. Kotscho, somente não ficou claro se você se identificou como jornalista? Se sim, eu desconfio da eficiência. Se não, PARABÉNS para a Elektro! Concordo que o serviço público brasileiro precisa urgente de uma gestão de excelência em todas as áreas. Principalmente, ou urgentemente, na Saúde, transportes e educação. Sim na gestão. Porque o que faz os funcionários serem dedicados é uma ótima gestão que inclui metas e reconhecimento, principalmente financeiro.

    Comentário por JORGE PEREIRA — 13 de fevereiro de 2013 em 19:01

  6. caro jorge,
    não me identifiquei como jornalista antes do serviço, mas no final disse aos dois funcionários da elektro que faria um registro do trabalho deles no meu blog. só então falei quem era ao dar o endereço do portal. boa notícia também é notícia...
    abraços,
    ricardo kotscho

    Comentário por rkotscho — 13 de fevereiro de 2013 em 19:59

  7. Caro Kotscho
    Infelizmente não tive a mesma sorte com esta empresa. Ocorreu um problema na chave fusível, no poste bem em frente a janela de meu apartamento na praia. Tentei o 0800 e nada, tentei encontrar telefone local e nada. Só apareceu alguém, depois que fui a Polícia e ao Corpo de Bombeiro pedir ajuda. As faíscas e a fumaça duraram das 07 da manhã até por volta das 15 horas, quando o problema foi sanado. Ainda temos muito a melhorar.

    Comentário por Mosquim, João — 14 de fevereiro de 2013 em 21:23

  8. Com relação a CELG(Goiás) a Elektro é ótima mesmo, já tive a oportunidade de morar no interior de São Paulo e fiquei impressionado pela rapidez em seu atendimento e pelo o preço da tarifa (bem mais barato do que a da Celg).

    Comentário por Thiago — 17 de fevereiro de 2013 em 18:31

Deixe um comentário

Quebras de linhas e parágrafos são automáticos, os endereços de email nunca são exibidos, HTML permitido: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Fechar esta janela.

0,229 Powered by WordPress