Enquanto tudo isso, denúncia atinge a Gestão Doria

O prefeito João Doria (Foto: Brazil Photo Press/Folhapress)

Enquanto o prefeito João Doria viaja a Brasília para convencer o PSDB a não desembarcar do governo Temer, uma denúncia feita pela rádio CBN, na manhã desta segunda-feira, agitou a gestão tucana.

Áudio obtido pela reportagem revela que integrantes do alto escalão da Prefeitura orientaram empresas sobre como acertar uma concorrência para a organização do carnaval de rua deste ano em São Paulo.

A conversa com diretores da agência Dream Factory, contratada pela Ambev, faz referências ao vice-prefeito Bruno Covas, ao secretário da Cultura, André Sturm, e ao secretário de Governo, Julio Semeghini.

A Promotoria do Patrimônio Público abriu investigação para apurar o caso.

Segundo a CBN, auditores do Tribunal de Contas do Município identificaram uma série de irregularidades no edital.

A Ambev acabou sendo a escolhida na concorrência.

Trecho da gravação:

Diretor da Dream Factory 1 _ A Ambev é a única que pode fazer o que o secretário (André Sturm) quer. Que é aumentar o valor. É a única...

Chefe de gabinete _ Isso, aumentar o valor, exatamente.

Diretor 1 _ E a Ambev vai querer envolver o prefeito nessa reunião. Eu acho que vai dar uma m... do c...

Chefe de gabinete _ Não tem problema. Mas o prefeito já voltou de Dubai?

Diretor 1 _ Não sei, a gente vai envolver o prefeito ou o Bruno. Acho que não vai ser boa essa reunião.

Chefe de gabinete _ Mas o Bruno inclusive estava nessa reunião em que eles conversaram...

O secretário André Sturm negou à reportagem que tenha havido direcionamento na concorrência, assim como o pedido para inflar o valor da planilha. Segundo ele, a proposta da Ambev era a única que cobria todos os gastos do Carnaval.

Em nota, a Ambev informou que o edital previa a redistribuição dos valores da proposta.

Vida que segue.

http://r7.com/nck7