Na minha peregrinação das manhãs de sábado por supermercado, padaria, farmácia, banca de jornal e, claro, o bar da esquina, em todo lugar só vinham me fazer as mesmas perguntas.

Lula vai preso?

Temer vai cair?

E a todos respondia que, apesar de ser jornalista, não tenho a menor ideia do que vai acontecer, mas não adiantava.

Cada um já tinha as suas próprias respostas e opiniões, querendo prolongar a conversa, e eu estava com pressa para vir escrever este post.

Na verdade, ninguém pode prever qual será nosso futuro na hora seguinte ou no ano que vem.

Só sabemos todos que ninguém ganhou nesta guerra política que eclodiu em 2014 e se arrasta até hoje nos tribunais. Todos perdemos.

Tudo vai sendo adiado para a semana que vem ou para o próximo semestre. Sabe-se lá quando e como virão as decisões, que nunca têm prazo.

As ruas permanecem em obsequioso silêncio com o povo a tudo assistindo bestificado.

Será que os brasileiros desistiram do Brasil?

Como ainda não saíram pesquisas para avaliar os últimos acontecimentos, fui surpreendido há pouco por uma enquete divulgada no site da revista Veja sobre a condenação do ex-presidente Lula, a demonstrar que tudo é imponderável e imprevisível.

Às 12h30, contabilizados 176.941 votos, a enquete desta publicação, que não pode ser chamada de petista, apresentava o seguinte resultado:

Lula será preso: 32%.

Lula será presidente: 68%.

Como votariam os caros leitores deste Balaio?

Não foi feita enquete sobre o destino do presidente Michel Temer.

Bom final de semana a todos, e vida que segue.

http://r7.com/BplY