Promover qualidade de vida através do acesso ao esporte e descobrir novas talentos são os objetivos do "Programa Superar" das Prefeitura de Belo Horizonte.

Desenvolvido desde 1994, o "Superar" elabora, coordena, executa e supervisiona políticas públicas de esportes e lazer destinadas às pessoas com deficiência.

Patinadores do programa superar

Atualmente, 600 atletas são atendidos pelo programa que oferece as seguintes modalidades: basquete e bocha regular, bocha paralímpica, dança, esgrima em cadeira de rodas (em parceria com o barroca tênis clube), futsal, goalball, judô, natação, patinação, rugby em cadeira de rodas, tênis de mesa e voleibol sentado, além de oficina de percussão.

Trata-se de uma das poucas políticas públicas voltadas para inclusão das pessoas com deficiência que consegue alcançar um mínimo de efetividade, mesmo com recursos insuficientes e infraestrutura limitada.

No Faça Parte dessa semana nós mostramos como o funciona o Programa Superar, a fim de dar visibilidade social ao projeto e também de chamar atenção da Administração Pública para a necessidade de ampliação, apoio e investimento nas políticas públicas dessa natureza.

Dois atletas de judô no tatame do prorama superar

Na oportunidade, questionei o Secretário Municipal de Esportes e Lazer , Sr. Bebeto de Freitas, sobre a necessidade ampliação do Programa Superar para as demais regionais da capital mineira e ele garantiu que essa é uma das prioridades do atual governo municipal e que ainda em 2017, uma nova unidade será inaugurada.

O atendimento é gratuito e seguem os dasdos para os interessados:
CRE-PPD - Centro de Referência Esportiva para Pessoa Portadora de Deficiência
Av. Nossa Senhora de Fátima 2.283 – Bairro Carlos Prates.  Tel.: (31) 32 77-45 46 / e-mail: superar@pbh.gov.br .