feedback de natal

chefe trabalhando na sala. funcionário bate na porta.

- dá licença?

- sim, pode entrar.

- então, desculpa interromper, sei que você deve estar muito ocupado...

- não, tudo bem, pode falar.

- é que, bom, fim do ano, né? e eu queria saber o que você está achando do meu trabalho.

- tá tudo bem.

- mas eu queria, assim, um feedback, sabe? se estou correspondendo, se tem alguma coisa que eu possa melhorar...

- tá tudo bem.

- assim, sabe? alguma coisa que tenha feito errado, né? que eu possa melhorar... pode falar, viu? se tiver alguma coisa, pode falar.

- você ainda trabalha aqui?

- sim (risinhos).

- então tá tudo bem.

- e o feedback?

- vou te falar uma coisa: eu nunca vi um funcionário entrar aqui e pedir um feedback esperando ouvir um de verdade. todo mundo que entra aqui está carente de elogios. quer ouvir justamente isso. que está tudo bem. é estatístico. cem por cento das pessoas que entram aqui querem ouvir: "você é ótimo, está tudo ótimo, parabéns". ninguém quer ouvir: "você é uma decepção, está tudo horrível, estou prestes a te mandar embora".

- mas... tipo assim, é... eu sou uma decepção?

(impaciência) - olha bem para mim. presta atenção. se você fosse uma decepção, você acha mesmo que eu iria esperar até o natal para te contar?

- não, mas...

- você acha que na primeira bobagem que você fizesse, eu não iria comer seu toco em tempo real?

- sim...

- v0cê acha? acha que eu iria passar doze meses vendo você fazer burrice e guardar tudinho pra te contar entre o natal e o ano novo? no dia do amig0-secreto da empresa?

- não...

- feedback não é presente de papai noel. aliás, feedback não é coisa que se peça. nem para papai noel nem pra ninguém. feedback a gente espera. sentado. trabalhando. se o outro lado quiser dar, ele dá. senão a gente toca a nossa vida. e toca pra frente, viu? tocar para o lado, pedindo feedback positivo não resolve nada.

(silêncio).

- por que as pessoas pedem retorno do chefe? por quê? vai adiantar? vai? não muda nada! a criatura vai sentar ali e fazer exatamente as mesmas coisas que fez o ano inteiro! e vai fazer para o resto da vida!

(silêncio).

- atenção: o ser humano não muda com feedback. não existe feedback no mundo que faça o ser humano mudar. vai por mim. ser humano só sente no bolso.

(silêncio).

- é isso.  multa. dá um desconto no contracheque do sujeito e você vai ver se melhora ou se não melhora. (silêncio). mais alguma coisa?

- ãh, não.

- legal. feliz natal!