Brasil

23/7/2013 às 18h26 (Atualizado em 23/7/2013 às 18h45)

“Não tem que diminuir nem aumentar, tem que saber para que serve”, diz Lula sobre a reforma ministerial

Ex-presidente mostra preocupação com possível extinção de pastas ligadas às políticas sociais

Carolina Martins, do R7, em Brasília

Ex-presidente Lula afirma que não se deve mexer no número de ministérios: "tem que saber para que servem" Ricardo Stuckert/18.07.2013/Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mostrou preocupado, nesta terça-feira (23), com a vontade política de alguns partidos de reduzir o número de ministérios que compõem o governo. Lula alertou para o risco de pedirem a extinção de pastas que cuidam de direitos das minorias, como a Secretaria de Políticas de Igualdade Racial.  

— Fica esperto porque ninguém vai querer acabar com o Ministério da Fazenda, ninguém vai querer acabar com o Ministério da Defesa. Eles vão tentar mexer no Ministério da Igualdade Racial, vão tentar mexer no Ministério de Direitos Humanos. [...] E eu acho que a Dilma não vai mexer.  

Leia mais notícias de Brasil e Política

Lula nega novo câncer e diz: 'se tivesse doente, não esconderia'

O ex-presidente também mandou uma resposta aos críticos que são contra a estrutura do Executivo e defendem uma redução no número de ministérios. Lula alega que não importa a quantidade de pastas, mas quais políticas estão sendo implementandas.  

— Não tem que diminuir nem aumentar. Tem que saber para que serve.  

Dilma diz contar com Lula por políticas de melhoria para o País

As declarações foram dadas durante uma palestra no Festival da Mulher Afro Latino Americana e Caribenha, em Brasília. O ex-presidente foi recebido ao som de “Lula, guerreiro do povo brasileiro” e recebeu uma homenagem de um grupo afro da capital federal.  

O ex-presidente fez ainda um retrospecto sobre as iniciativas do governo dele para promoção de medidas que reduzissem a desigualdade no País, citando a Lei Maria da Penha e o Estatuto da Igualdade Racial.  

Durante o discurso, Lula também fez críticas à imprensa, lembrando que, assim como os negros, ele também sofreu preconceito, principalmente no início de seu mandato.  

Ele lembrou episódios em que foi criticado e brincou com os jornalistas presentes, declarando que estava sentindo falta da mídia.  

— Estou com saudade de vocês. Certamente alguns estão irritados porque não podem mais falar mal de mim.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Justiça

Chocolate, livro, chinelo: veja casos "insignificantes" que acabaram no STF

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Aviação

Academia da Força Aérea abre as portas e o R7 foi conferir o poder aéreo das FAB

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Duro na queda!

Novos blindados do Exército resistem a explosões e atingem alvo a 2.000 metros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Relacionamento

Amor na política: conheça os casais que se formam nos bastidores da vida pública

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Brasil

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!