Brasil

26/3/2013 às 19h31 (Atualizado em 26/3/2013 às 19h31)

Renan manda representante do Senado à Bolívia para checar situação de corintianos detidos

Doze torcedores do time paulista estão presos por suspeita de participação em morte de garoto

Do R7

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pediu nesta terça-feira (26) ao senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) para viajar à Bolívia com o objetivo de verificar a situação dos 12 torcedores do Corinthians presos após a morte de um torcedor em jogo da Copa Libertadores no começo de março.

Os brasileiros são suspeitos de participar da morte do torcedor boliviano, atingido por um sinalizador durante a partida contra o San José, time local.

Desde o incidente, os suspeitos estão presos em Oruro, cidade a 230 km de La Paz.  

Leia mais notícias de Brasil e Política  

Calheiros afirmou, em nota, que "a Embaixada do Brasil em La Paz tem prestado assistência aos brasileiros desde o momento em que tomou conhecimento da detenção pelas autoridades bolivianas".  

— Nossa intenção é reforçar esse auxílio e nos colocarmos à disposição para ajudar no que for necessário.  

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Pechinchas

Leilão da PF vende caminhonete por R$10,5 mil e GM Omega por R$ 1,8 mil

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Esposa modelo

Conheça Letícia Weber, a mulher do senador e pré-candidato Aécio Neves

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Duro na queda!

Novos blindados do Exército resistem a explosões e atingem alvo a 2.000 metros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Relacionamento

Amor na política: conheça os casais que se formam nos bastidores da vida pública

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Brasil

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!