Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Carros/Notícias

NOTÍCIAS  

Publicado em 06/02/2013 às 13h17

Mesmo com IPI elevado, produção de carros em janeiro é a melhor da história

Mês teve alta de 31,9% em relação ao mesmo período de 2012

mercadoMontagem/Divulgação

Alta de janeiro indica recuperação da produção, que fechou o último ano em queda

Veja os 20 mais vendidos

 
Do R7

Dados divulgados nesta quarta-feira (6) pela Anfavea (Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores) revelaram que a produção do mês de janeiro foi a melhor da história da indústria. No período foram fabricados 259.364 veículos, valor 7,7% superior ao de dezembro de 2012 e 31,9% maior do que o de janeiro do ano passado.

Durante a apresentação dos resultados o presidente da entidade, Cledorvino Belini, afirmou que o ano de 2013 deve ter uma alta de 4,5% na produção — apesar do recorde de vendas no ano passado, o número de veículos fabricados registrou uma queda de 1,9%. As vendas também se mantiveram em alta, com 311,5 mil carros faturados, valor 16,1% maior do que o do mesmo mês de 2012. Contudo o valor é 13,3% inferior às vendas de dezembro do ano passado. Porém, mesmo com a queda, a estimativa é de outro recorde, chegando a 3,5 milhões de unidades faturadas, índice 4,5% maior do que o do ano passado. A meta já considera o aumento gradual do IPI para automóveis.

Recuperação gradual
Os primeiros dados de 2013 também mostraram a lenta recuperação de alguns setores que tiveram uma forte queda no ano passado. Impactados pela disparada de 30% no IPI, os carros e comerciais leves importados tiveram uma leve alta de 0,6% nas vendas em relação ao mesmo período de 2012 — em relação a dezembro de 2012 a queda é de 10%.

O segmento de caminhões, impactado pela mudança na legislação ambiental em 2012, se destaca pela disparada na produção, com alta de 42,7% sobre dezembro e 269,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Nas vendas, contudo, o setor manteve uma queda de 3,8% em relação a dezembro e de 5,4% quando comparado a janeiro de 2012.