Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Carros/Notícias

NOTÍCIAS  

Publicado em 29/05/2012 às 08h45

Novo Chevrolet Sonic aposta no
jovem e custa a partir de R$ 46,2 mil

Importado da Coreia do Sul, compacto da GM com motor 1.6 traz visual polêmico

Sonic 1 GDivulgação

Frente robusta é marcada pelos faróis em parábola sem lentes e pela "gravatinha" em posição baixa


 
Lucas Bessel, do R7, de Armação dos Búzios (RJ)*

"Carro de jovem". Assim o vice-presidente da General Motors América do Sul, Marcos Munhoz, definiu o Sonic, novo compacto da Chevrolet que chega ao Brasil nas versões hatch e sedã custando a partir de R$ 46,2 mil.

Importado da Coreia do Sul, o modelo aposta no visual ousado e polêmico para conquistar uma fatia de consumidores que, com mais de 25 e menos de 35 anos, buscam um carro que passe longe da feiura do Cobalt e da caretice do Cruze.

Além disso, o Sonic marca a estreia do motor 1.6 Ecotec 16V flex que gera 116/120 cv de potência a 6.000 rpm (gasolina/etanol) e torque de 15,8/16,3 kgfm a 4.000 rpm.

O novo carro da GM chega ao Brasil com duas versões (LT e LTZ) para cada carroceria. O comprador também pode optar pelo câmbio manual de cinco velocidades ou automático de seis marchas (igual ao do Cruze). Veja abaixo a tabela de preços completa.

- Sonic LT hatch:
R$ 46,2 mil
- Sonic LT sedã: R$ 49,1 mil
- Sonic LTZ hatch: R$ 48,7 mil
- Sonic LTZ hatch automático: R$ 53,6 mil
- Sonic LTZ sedã: R$ 51,5 mil
- Sonic LTZ sedã automático: R$ 56,1 mil

Sonic 2 G

Na traseira do hatch, as lanternas com cromados envoltos por moldura plástica são destaques (Divulgação)

Para competir em pé de igualdade (ou de ligeira vantagem) com Volkswagen Polo, Fiat Punto, Citroën C3 e, particularmente, Ford New Fiesta, o Sonic trouxe na bagagem um interessante pacote de equipamentos.

De série, o carro vem equipado com ar-condicionado analógico, trio elétrico, air bag duplo, direção hidráulica, computador de bordo, freios com ABS e rodas aro 15.

Já a versão LTZ ganha faróis de neblina, sensor de estacionamento traseiro, apliques cromados, descanso de braço central e volante multifuncional, entre outros.

Como opcional, e apenas no modelo LTZ, a GM oferece a transmissão automática e os bancos de couro.

Sonic 3 G

GM aposta que o modelo sedã vá vender "bem menos" que o hatch, corroborando imagem jovem (Divulgação)

Como que para reforçar ainda mais a "juventude" do Sonic, a Chevrolet trouxe o carro ao Brasil em cores pouco usuais. A paleta completa é composta por vermelho flame, azul boracay (exclusiva do hatch), cinza urban, prata switchblade, preto carbon flash (todas metálicas) e branco summit (sólida).

O R7 dirige o carro nesta terça-feira (29) e publica as primeiras impressões nesta quarta-feira (30). Fique ligado.

Sonic 4 G

Pouco inspirada, traseira do Sonic sedã não marca a vida de ninguém (Divulgação)

Sonic 5 G

Interior é idêntico para hatch e sedã; câmbio automático é opcional na versão LTZ (Divulgação)

*O jornalista viajou a convite da General Motors do Brasil