Cidades

14/3/2013 às 13h29 (Atualizado em 14/3/2013 às 13h34)

Acusado de atropelar grupo de ciclistas vai a júri popular por 11 tentativas de homicídio em Porto Alegre

Caso foi no dia 25 de fevereiro de 2011; acidente foi intencional, segundo a polícia

Do R7

O motorista que atropelou um grupo de ciclistas no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre (RS), vai a júri popular por 11 tentativas de homicídio e cinco lesões corporais. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul publicou a decisão nesta quinta-feira (14). O julgamento de Ricardo Neis ainda não tem data marcada.

O relator do recurso, Desembargador Diógenes Vicente Hassan Ribeiro, disse que das 17 vítimas apresentadas na denúncia como vítimas de tentativa de homicídio, quatro afirmaram ter sido atingidas por outras bicicletas e não diretamente pelo acusado. Pelo depoimento de uma quinta vítima, não foi possível determinar quem a atingiu. Portanto, ele decidiu desqualificar o crime de tentativa de homicídio para lesão corporal, com relação a essas cinco pessoas.

Também foi excluída a tentativa de homicídio contra uma sexta pessoas, já que ela não foi ouvida pela polícia e não compareceu à Justiça para prestar depoimento.

Leia mais notícias de Cidades

O atropelamento coletivo ocorreu na noite do dia 25 de fevereiro de 2011, na esquina das ruas José do Patrocínio e Luiz Afonso, no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre. O Golf do acusado estava atrás dos ciclistas e chegou a buzinar uma vez antes de passar pelo grupo.

Uma avaliação psiquiátrica revelou que Ricardo José Neis não tem doença mental, nem indicação para internação naquele estabelecimento.

Relembre o caso:

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!