Adolescente morre após ser empalado com mangueira de ar em MS

Autores do crime dizem que se tratava de "uma brincadeira"

Do R7

Wesner (foto) perdeu parte do intestino após agressão Arquivo Pessoal

Um adolescente de 17 anos morreu após ser empalado com uma mangueira de ar em um lava-jato na cidade de Campo Grande (MS). Wesner Moreira da Silva chegou a ficar internado por 11 dias.

Os dois autores da agressão teriam feito "uma brincadeira" com o rapaz, versão que é refutada pela família com base em declarações do próprio jovem. Eles introduziram a mangueira de ar no ânus do adolescente, o que fez com que ele perdesse parte do intestino.

Os agressores são o patrão, dono do lava-jato, de 23 anos, e um funcionário do local, de 31 anos, amigo do garoto. Inicialmente, a polícia investigava o caso como lesão corporal grave, mas agora se trata de um homicídio.

Quando gravou o vídeo, Wesner já estava apresentando melhoras. Mas ele teve complicações no último dia 14, quando morreu. O lava-jato onde ocorreu o crime foi incendiado no dia 8.

A família pede justiça. “Estamos todos muito indignados. O menino tinha vontade de crescer na vida, servir o Exército, comprar uma motocicleta. Tudo isso foi interrompido", disse ao Diário Digital o tio dele, Elson Ferreira.
 

  • Espalhe por aí:
Publicidade
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!