Cidades

27/1/2013 às 17h46

Argentina enviará pele para vítimas do incêndio no Rio Grande do Sul

Incêndio em boate de Santa Maria deixou ao menos 232 pessoas mortas

Do R7, com AFP

A fachada da boate KIss, em Santa Maria: ao menos 232 pessoas morreram Agência RBS/AP

A Argentina vai enviar de maneira urgente um estoque de pele ao Brasil para ajudar as vítimas do incêndio da boate Kiss em Santa Maria, Rio Grande do Sul, onde morreram 232 pessoas e 131 ficaram feridas.

O envio corresponde a um pedido de ajuda recebida por Carlos Soratti, titular do Instituto Central Único de Ablação e Implante (INCUCAI), feito pela coordenadora de transplantes do Rio Grande do Sul, Rosana Reis Nothen.

"Apesar de a pele não ser necessária num primeiro momento da intervenção médica, vamos dispor da logística para enviá-la o mais rápido possíel e respeitando todas as normas de segurança e qualidade para que chegue a seu destino em ótimas condições", afirmou Soratti.

"Vamos colocar à disposição de nossos colegas brasileiros a quantidade de pele que pudermos, de acordo com os estoques em nosso banco de pele do Hospital Garrahan", explicou ainda Gabriel Yedlin, secretário de Políticas, Regulação e Institutos do ministério da Saúde.

O incêndio

A boate Kiss, em Santa Maria, Rio Grande do Sul, foi palco hoje de uma das piores tragédias da história do Brasil. Após um incêndio tomar conta do local, ao menos 232 pessoas morreram, a maioria por asfixia. Entre as vítimas estão 122 homens e 110 mulheres. Outros 131 feridos permanecem internados.

A suspeita é de que as chamas começaram durante uma apresentação pirotécnica, pouco depois das 2h. Uma foto publicada por um DJ que se apresentaria na casa mostra os fogos que podem ter causado o incêndio

Para a polícia, a falta de saídas de emergência e de extintores de incêndio fez com que mais pessoas morressem. O delegado Sandro Meinerz esteve no local e falou, em entrevista à rádio Guaíba, sobre os problemas que os clientes tiveram.

— É um acesso muito pequeno. Havia muita gente lá dentro. A porta virou um funil e eles tiveram dificuldade para sair. As pessoas, na hora do pânico, usam de todas suas forças para sair e muita gente acabou morrendo por causa disso.

Você estava no local? Envie seu relato

Veja as fotos: fogo atinge boate durante festas de universitários no Rio Grande do Sul

Também há relatos de que os seguranças impediram a saída das pessoas em um primeiro momento e queriam que elas pagassem as comandas. Barras de ferro, usadas para separar as filas, podem ter dificultado a evacuação rápida da casa.

Leia mais notícias de Cidades

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Perfis no Facebook

Presas de Guarapuava (PR) tiram fotos sensuais e postam na internet

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Jovem, rica e bela

Saiba quem é a mulher que largou tudo para ficar com Roger Abdelmassih

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Palmas (TO)

Suspeito de estuprar e matar mulher ri ao ser preso e debocha: “Saio em 3 meses”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Crime bárbaro

Mãe conta como matou a filha de 7 anos para ritual no PR; ossada é encontrada

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Cidades

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Braço amputado

Tigre ataca menino de 11 anos em zoo do Paraná ; pai responderá por lesão

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!