Cidades

12/12/2012 às 11h27 (Atualizado em 12/12/2012 às 11h28)

Erro em alvará faz suspeito de matar professora sair da cadeia no PR

Documento enviado era referente a outro crime

Do R7, com Fala Brasil

Diretor disse que alvará não especificava se o preso tinha outras pendências Reprodução/Rede Record

Um erro em um documento fez com que um homem de 20 anos, que é suspeito de matar uma professora em Curitiba, fosse solto na segunda-feira (4). Luiz Fernando Arcilio estava no Complexo Médico Penal em Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense.

O crime aconteceu no começo de novembro. A professora Renata Melo do Amaral, de 32 anos, morreu baleada durante uma tentativa de roubo. Ela estava com o filho de três anos no colo. Luiz Fernando foi preso pouco tempo depois e permanecia em uma delegacia de Curitiba.

Leia mais notícias de Cidades

No início do mês, o preso ficou doente e foi transferido para o complexo médico. Na segunda-feira (10), um alvará de soltura chegou à unidade e o preso foi solto. No entanto, o alvará era referente a um dos crimes que ele tinha cometido e não ao homicídio.

O diretor do complexo, Roberto Cunha Saraiva,  disse que não estava especificado no documento se ele tinha alguma outra pendência com a Justiça.

— Tão logo aconteceu isso, nós pedimos a abertura de um processo administrativo para a verificação dos fatos. 

Veja mais notícias na nova home do Portal R7

Assista ao vídeo: 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!