Justiça da Bahia considera greve dos vigilantes abusiva e determina retorno imediato ao trabalho

Sindicato diz que vai recorrer da decisão

Categoria reivindica o pagamento de 30% de adicional de periculosidade
Categoria reivindica o pagamento de 30% de adicional de periculosidade Fernando Amorim/Agência A Tarde/Estadão Conteúdo

A greve dos vigilantes, iniciada no dia 26 de fevereiro, foi considerada abusiva pelo TRT-BA (Tribunal Regional do Trabalho da Bahia). Em sessão, realizada nesta quinta-feira (7), em Salvador, ainda foi determinado o retorno imediato da categoria ao trabalho.

Caso os sindicatos de classe descumpram a ordem, terão que pagar multa diária de R$ 50 mil. O advogado do Sindivigilantes, Nei Viana, informou que vai entrar com recurso.

A classe quer que seja cumprida uma lei, que obriga as empresas a pagarem 30% de adicional de periculosidade da profissão. 

Leia mais notícias de Cidades