R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha
Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Rio e cidades/Notícias

Icone de Rio e cidades Rio e cidades

publicado em 22/08/2010 às 21h26:

Pai da menina Joanna diz estar
abalado com a morte da filha

Ele é o principal suspeito de ter ocasionado a morte da criança de 5 anos

Do R7

Publicidade

O funcionário público André Marins, pai da menina Joanna, de 5 anos, que morreu de causas ainda desconhecidas, diz estar abalado com a morte da filha, segundo informações concedidas pela madrasta ao Domingo Espetacular. Ele é o principal suspeito de ter causado a morte da criança. As investigações, que envolvem ainda a madrasta e o falso médico que atendeu Joanna no hospital, correm em segredo de Justiça.

Joanna, que morreu na última sexta-feira (13), depois que foi atendida por um falso médico e ficou quase um mês internada em coma, era motivo de disputa judicial entre os pais havia dois anos. O pai está sendo investigado por supostos maus tratos já que a garota apresentou queimaduras no corpo.

A juíza Cláudia Nascimento Vieira, da 1ª Vara de Família de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, disse, nesta terça-feira (17), que os estudos psicológicos realizados no processo de guarda de Joanna Marcenal Marins há três anos, quando ela teria sido agredida pelo pai, indicam que a menina não sofreu maus-tratos. 

A Polícia Civil instaurou dois inquéritos no caso da menina Joanna. Um apura as causas da morte e deve ser concluído até o fim da semana. O outro apura denúncias de maus-tratos e aguarda laudo do Instituto Médico Legal, que sairá em meados de setembro, para ser finalizado.


 
Veja Relacionados:  joanna,criança,crime
joanna  criança  crime 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 


 

 


Shopping
Ir para a home do site