R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

24 de Julho de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Cidades/Notícias

Icone de Cidades Cidades

publicado em 30/01/2011 às 07h48:

Reforma no Anel Viário de Belo Horizonte
deve acontecer somente em setembro

Na sexta-feira (28), cinco pessoas morreram e onde ficaram feridas no local

Do R7, com Hoje em Dia


Publicidade

O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) informou que as obras de revitalização do Anel Rodoviário de Belo Horizonte (MG) devem começar apenas em setembro. O edital do processo de licitação deverá ser publicado em abril.

Antes disso, radares deverão ser instalados na rodovia. Foi aberto em outubro de 2009 um processo de licitação para a implantação de fiscalizações eletrônicas em todo o país. O total de investimentos é R$ 1,4 bilhão. Em Minas, serão instalados 410 radares - o Anel Rodoviário e a BR-381 terão prioridade, ainda segundo o Dnit.

Na noite de sexta-feira (28), cinco pessoas morreram e 11 ficaram feridas em um acidente envolvendo dois caminhões e vários veículos no Anel Viário. Segundo a Polícia Militar Rodoviária, a carreta trafegava em alta velocidade e, na altura de um viaduto próximo ao bairro Betânia, se deparou com uma fila de carros formada devido a um afunilamento que existe que na pista.O motorista não conseguiu parar e atingiu outros veículos.

Em nota, a Prefeitura de Belo Horizonte disse que a responsabilidade do Anel Rodoviário é do Dnit, mas que "vai acompanhar com interesse todas as questões relativas ao Anel para que os seus problemas sejam resolvidos pois ele faz parte da cidade".

Decreto de calamidade pública não resulta em obras 

O prefeito Márcio Lacerda decretou calamidade pública no Anel Rodoviário em setembro de 2009, quando cinco pessoas morreram em um acidente na rodovia. O objetivo da iniciativa, que durou ao todo 180 dias, era agilizar obras - mas foi em vão.

Um projeto de obras no Anel Rodoviário, orçado em R$ 30 milhões, foi apresentado ao Ministério das Cidades, mas o Governo Federal não liberou o recurso.

O período de calamidade pública serviu somente para que uma força-tarefa fosse feita no Anel Rodoviário. Na ocasião, radares foram religados, a sinalização (vertical e horizontal) foi reforçada e painéis eletrônicos foram instalados. O radar na altura do Bairro Betânia, onde aconteceu o acidente, foi religado nessa força-tarefa, relembra o Dnit.

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, somente neste ano, nove pessoas morreram em acidentes no Anel Rodoviário. No ano passado, a rodovia foi palco de 39 mortes.


Veja Relacionados:  anel viário, belo horizonte, reforma
anel viário  belo horizonte  reforma 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping