R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Cidades/Notícias

Icone de Cidades Cidades

publicado em 25/05/2011 às 10h00:

Tarifas de ônibus subiram 60% acima
da inflação em 16 anos, afirma Ipea

Estudo mostra que brasileiro perdeu mais tempo no trânsito de casa para o trabalho

Do R7

Publicidade

De 1995 até hoje, as tarifas de ônibus subiram cerca de 60% mais que a inflação, segundo constatou o Ipea (Instituto de Pesquisas Aplicadas), em estudo divulgado nesta quarta-feira (25). 

Para chegar à conclusão, o Instituto considerou o INPC (Índice Nacional de Preços do Consumidor), que é calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) todos os meses. O Ipea colheu dados de dez regiões metropolitanas (Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Brasília) e da cidade de Goiânia.

Segundo o levantamento, esse aumento é o resultado de um ciclo vicioso de perda de competitividade do transporte urbano. O reajuste das tarifas faz com que os passageiros busquem comprar um carro ou uma moto. Com isso, o trânsito piora e os ônibus perdem rentabilidade pela quantidade de passageiros, o que força um novo aumento das passagens. 

Além disso, a gratuidade no sistema de transporte público para os idosos - garantida pela Constituição - custa em torno de R$ 4 bilhões por ano, de acordo com a NTU (Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano), citada no estudo. O benefício tem um impacto de 20,8% sobre o preço da passagem. 

Mais trânsito

Outro dado trazido pelo estudo é que o brasileiro perdeu mais tempo em média no trânsito em seu deslocamento da casa para o trabalho. Baseado em cálculos das Pnads (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) de 1992 e 2008, o Ipea concluiu que o tempo médio subiu de 37,9 minutos para 40,3 minutos. Houve também um aumento na quantidade de pessoas que ficam mais de uma hora no trajeto de casa para o trabalho, de 15,7% para 19%. 

- Esses dados mostram que as políticas de mobilidade adotadas não estão sendo suficientes para conter a degradação do trânsito urbano.


 
Veja Relacionados:  Ipea, estudo, mobilidade urbana, ônibus, tarifa
Ipea  estudo  mobilidade urbana  ônibus  tarifa 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping