Cidades

5/2/2013 às 01h30

Secretaria de penitenciária promete afastar acusados de tortura em presídio de Joinville

Suspeitos teriam usado gás de pimenta e balas de borracha contra detentos

Do R7

O Deap (Departamento de Administração Prisional) vai afastar os acusados de praticar tortura no presídio de Joinville após a divulgação de um vídeo mostrando atitudes de tortura contra um grupo de aproximadamente 70 presos na cadeia da região, gravado no dia 18 de janeiro.

Segundo as autoridades, as cenas podem estar relacionadas diretamente à onda de ataques criminosos em Santa Catarina uma vez que o governo do Estado confirmou que a ordem para os ataques partiu de dentro do sistema penitenciário.

Presos que alegam sofrer maus tratos estariam por trás da onda de atentados. Segundo os presos, os agentes penitenciários teriam usado gás de pimenta e balas de borracha contra eles.

Leia mais notícias de Cidades

Suspeito de envolvimento em ataques em Santa Catarina morre em confronto com a polícia

O conteúdo do vídeo, só divulgado no último sábado (2), dois dias após o início da série de atentados contra ônibus, postos e instalações policiais em pelo menos 14 cidades catarinenses, retrata tortura evidente, segundo a Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado.

As cenas foram gravadas por uma das 56 câmeras que capturaram uma operação pente-fino com a participação de 14 agentes.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!