Três homens são presos acusados de matar radialista em Goiânia (GO)

Polícia suspeita que vítima foi morta por causa das críticas que fazia ao Atlético Goianiense

  • Cidades
  • Do R7, com Fala Brasil

A polícia prendeu três homens suspeitos de participar da morte de um radialista em Goiânia (GO). A suspeita é que a vítima foi morta por causa das críticas que fazia ao clube Atlético Goianiense.

Os suspeitos prestaram depoimento nesta sexta-feira (1°). O dono de um açougue da cidade teria admitido que atirou no radialista e que teve ajuda de outras duas pessoas.

Um sargento da Polícia Militar, que teria sido o encarregado de contratar o assassino, e um motorista também foram ouvidos.

Leia mais notícias de Cidades

Radialista Valério Luiz é assassinado em Goiânia

O principal suspeito de ser o mandante do crime é um dono de cartório em Goiânia e ex-presidente do Atlético Clube Goianiense. No entanto, a polícia ainda não tem provas que o incriminem.

O crime

O radialista esportivo Valério Luiz, de 49 anos, foi assassinado, no dia 5 de julho de 2012, no bairro Serrinha, em Goiânia (GO). De acordo com a Polícia Militar, o jornalista estava dentro de um carro e foi abordado por um motoqueiro, que disparou vários tiros contra ele.

O crime ocorreu em frente à rádio Jornal AM, onde Luiz trabalhava. A emissora pertence ao deputado federal Jovair Arantes, também candidato a prefeito de Goiânia. A PM informou que o crime ocorreu por volta das 14h. Testemunhas disseram que o motoqueiro estava a algum tempo na porta da rádio esperando por Luiz. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamado, mas Luiz já estava morto quando a equipe chegou ao local.

Assista ao vídeo: