• Twitter Created with Sketch.

Distrito Federal

Arquitetura de Brasília favorece procriação de pombos, trazendo riscos à saúde dos moradores

Alimentação dos animais pela população também contribui para aumento do número de aves

Do R7

Pombal favorece a reprodução de pombos na Praça dos Três Poderes
Pombal favorece a reprodução de pombos na Praça dos Três Poderes Chico Monteiro / R7

Devido às particularidades arquitetônicas, Brasília pode ser considerada um grande pombal. Cobogós, frestas e telhados sobrepostos são ambientes favoráveis à construção de ninhos e à reprodução de pombos, de acordo com especialistas.  

Quando há grande número de animais, as aves podem transmitir pelo menos duas doenças: histoplasmose e criptococose, causadas por fungos que se desenvolvem nas fezes dos pombos.  

Os chamados “piolhos de pombo” também são um problema. Ele são ácaros que vivem nas penas das aves, principalmente onde há ninhos, por que eles se alimentam de sangue. Após os filhotes abandonarem os abrigos, os ácaros podem migrar para o ambiente humano em busca de alimentos  e causar problemas respiratórios.

Leia mais notícias no R7 DF

De acordo com o veterinário da Dival (Diretoria de Vigilância Ambiental) da Secretaria de Saúde do DF, Ivanildo de Oliveira, não existe estimativa de quantas aves da espécie vivem no DF.  

No entanto, a Asa Sul, Asa Norte, Santa Maria e Ceilândia são regiões campeãs de reclamações dos moradores. O veterinário diz que há muitos alimentadores dos animais, e a oferta de comida é um dos principais fatores de proliferação dos pombos.  

— Há muitos alimentadores dos pombos em Brasília. Nas superquadras há muitos aposentados que gastam o tempo ocioso dando comida para eles.  

O principal meio de controle de pombos empregado pela Secretaria de Saúde é a educação. O órgão orienta a população a não colaborar para a proliferação dos animais, evitando oferecer alimentos e abrigo.  

Caso algum morador encontre filhotes, aves doentes ou debilitadas, pode colocá-los em uma caixa e entregar na Secretaria de Saúde, para que sejam sacrificados por meio de um anestésico que é inalado pelos bichos, de acordo com protocolo do Conselho Federal de Medicina Veterinária.  

Pombal

Na Praça dos Três Poderes, região central de Brasília, há um pombal, um monumento projetado por Oscar Niemeyer a pedido da primeira dama Eloá Quadros, mulher de Jânio Quadros. A obra, em forma de prendedor de roupa, é utilizada pelas aves para a reprodução.   

Chico Monteiro / R7

De acordo com Ivanildo de Oliveira, a primeira dama teria encomendado a escultura porque achava que a praça estava sem vida e deveria abrigar as aves, como a Praça de São Pedro, na Itália. No entanto, segundo ele, com a superlotação do pombal, os animais acabam migrando e fazendo ninhos nos prédios no entorno da praça.

 

 

  • Espalhe por aí:
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log