Distrito Federal

23 de Abril de 2014

Notícias

BNDES aprova empréstimo de R$ 448 milhões para o Aeroporto de Brasília

Gestão do quer ampliar capacidade para 20,7 milhões de passageiros em 2014

Do R7 | 21/12/2012 às 17h37
Publicidade

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aprovou a concessão de empréstimo no valor de R$ 488 milhões para a Inframérica Concessionária do Aeroporto de Brasília S.A iniciar as obras de ampliação, manutenção e exploração do Aeroporto Internacional de Brasília.

A Inframérica é uma sociedade que reúne a Inframérica Participações S.A — formada pela brasileira Infravix e a argentina Corporación America S.A. (Corporación) — e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

O consórcio liderado pela Infravix e pela Corporación venceu o leilão da concessão do aeroporto de Brasília em fevereiro deste ano. Os mesmos acionistas privados da Inframérica também foram vitoriosos no leilão para a construção e exploração do primeiro aeroporto federal a ser concedido à iniciativa privada: o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, que será construído no Rio Grande do Norte, para o qual o BNDES já aprovou financiamento de R$ 329,3 milhões.

A estrutura financeira do projeto do aeroporto de Brasília ainda envolve um financiamento de longo prazo, a ser estruturado na modalidade de project finance. Os termos do apoio financeiro dependem da análise do projeto apresentado pela Inframérica, que está em curso pelo BNDES.

Leia mais notícias no R7 DF

94 mil passageiros vão passar pelo Aeroporto de Brasília antes do Natal

A Inframérica pretende elevar a capacidade de passageiros de 15,4 milhões, em 2011, para 20,7 milhões em 2014, ano da Copa do Mundo. Em 2016, quando o Rio sediará as Olimpíadas, a capacidade deve atingir 24,4 milhões, e em 2021 e 2031 será de 31,3 milhões e 38,8 milhões, respectivamente. Para isso, as pontes de embarque passarão a ser 28 em 2014, contra as 13 atuais. A concessionária planeja chegar a 38 pontes em 2021 e 47 em 2031. 

O consórcio pretende, ainda, transformar toda a área do aeroporto em um polo comercial, com a construção de hotel, centro de convenções e escritórios. A idéia é que o Aeroporto de Brasília também abrigue um centro logístico internacional, impulsionado por parcerias com grandes operadores logísticos.

Intervenções iniciais
As intervenções iniciais no aeroporto envolvem a ampliação da área de embarque e do estacionamento, a criação da Sala VIP e a preparação do terreno para a expansão do terminal de passageiros.

De acordo com a Inframérica, na fase de construção serão criados 400 empregos diretos e 2.000 indiretos. Durante a operação, a estimativa da concessionária é de 576 empregos diretos e 1.000 indiretos.

O Portal R7 está de cara nova. Clique aqui e conheça a maior home dos portais brasileiros!

 
Veja Relacionados:  bndes, emprestimo, aprova, aeroporto, brasilia
bndes  emprestimo  aprova  aeroporto  brasilia 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS