Distrito Federal

31 de Julho de 2014

Notícias

Caso de mãe que deixou filho trancado no carro gera indignação em rede social

Em uma hora após a postagem de reportagem no facebook, o texto teve mais de 800 compartilhamentos

Paulo Mondego / R7 DF | 04/02/2013 às 13h50
Publicidade

O caso da mãe que não quis deixar os bombeiros resgatar o filho trancando dentro do carro para não estragar o veículo, gerou indignação no site de rede social facebook. Após uma hora em que a reportagem publicada aqui no portal R7 DF, foi postada na rede social, vários internautas expressaram sentimento de raiva e ódio pelo caso.

No sábado (2), um menino de aproximadamente dois anos foi encontrado trancado dentro de um carro na quadra 116 da Asa Norte, região central de Brasília. Pessoas que passavam pelo local chamaram o Corpo de Bombeiros após verem o desespero da criança dentro do veículo.

Quando os bombeiros chegaram, a mãe do menino apareceu e disse que ela havia esquecido as chaves dentro do carro e que o pai da criança teria ido buscar a chave reserva. Os bombeiros resolveram quebrar o vidro do veículo para resgatar a criança. A mãe se opôs e teria dito que não era para danificar o carro. Mesmo assim, os bombeiros quebraram seguindo procedimento padrão, de acordo com o comandante da operação, Alex Miller.

— Nós fomos chamados porque nos informaram que uma criança estava presa dentro de um carro. Quando chegamos aqui, a criança estava muito agitada, chorando muito e bastante suada. Para salvar a vida da criança e evitar uma asfixia resolvemos quebrar o vidro e tirá-la de lá. Mesmo contra a vontade da mãe, porque nossa missão é preservar a vida.

Leia mais notícias no R7 DF

Na internet, é possível ver os comentários de quem se indignou com a atitude da mãe. Um dos post pede que o caso seja investigado pela polícia. Em outro, o internauta se questiona “como uma mãe poderia ter uma atitude como essa”. Na maioria dos quase 400 comentários, as pessoas expressam revolta.

Irritada com a cobertura da imprensa, a mulher partiu para o ataque. Ela tentou quebrar a câmera do cinegrafista Samuca Melo, da TV Record. Ele se defendeu e conseguiu salvar o equipamento. Não satisfeita, a mulher agrediu o cinegrafista com tapas. Durante a confusão, ela quase deixa a criança cair do colo. Foi preciso a ajuda de um bombeiro para amparar a criança.

Após os bombeiros retirarem a criança de dentro do carro, o pai do menino, que seria policial civil, chegou e repreendeu os socorristas por terem quebrado o vidro do carro. Eles pegaram a criança e entraram no prédio em frente ao estacionamento onde aconteceu o incidente.

Os bombeiros registraram ocorrência na 2ª Delegacia de Polícia e onde o caso está sendo investigado.

O Portal R7 está de cara nova. Clique aqui e conheça a maior home dos portais brasileiros!

 

 
Veja Relacionados:  menino, esquecido, carro,
menino  esquecido  carro 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS