Distrito Federal

21 de Novembro de 2014

Notícias

Cliente descobre aparelho "chupa cabra" no momento em que sacava R$ 130 de caixa eletrônico

Dinheiro não saiu. Depois de sacudir a máquina, aparelho se soltou nas mãos dela

Do R7, com a TV Record Brasília | 24/12/2012 às 12h03
Publicidade

Uma cliente descobriu um aparelho "chupa cabra" no momento em que sacava R$ 130 de um caixa eletrônico em uma agência da CEF (Caixa Econômica Federal) de Ceilândia, região administrativa do DF, na tarde deste domingo (23).

A vítima informou que o dinheiro não saía e junto com o marido e um outro cliente que estava na agência, balançaram o pedaço do caixa por onde as notas deveriam sair e o dispositivo se soltou nas mãos deles.

Por muito pouco a dona de casa Dercy Ribeiro de Menezes não foi mais uma vítima de bandidos que agem em agências bancárias. A agência estava lotada no momento em que a dona de casa chegou. Pelo menos 20 pessoas faziam movimentações bancárias no local. A vítima e o marido perceberam que três dos nove caixas eletrônicos apresentavam problemas.

Desesperada ao tirar o dinheiro e não vê-lo saindo da máquina, Dercy pediu ajuda do marido e de outros clientes para descobrir o que estava acontecendo.

— Um rapaz chegou e começou a observar. Ele falou que tinha alguma coisa estranha, pegou a chave do carro e mexeu. De repente, saiu esse aparelho, com o dinheiro colado.

Leia mais notícias no R7 DF

Cerca de 500 pares de sapatos novos são encontrados no lixo

Homem é morto a poucos metros do posto da PRF no DF

O dispositivo, conhecido como "pescador", é feito por uma pequena barra de ferro e cola. É um equipamento caseiro feito por ladrões que querem conseguir, de modo fácil, roubar clientes que usam os caixas eletrônicos.

— É um dinheiro que se fosse roubado me faria muita falta. Usei para comprar o presente de Natal pra minha família.

As câmeras de segurança do banco não foram suficientes para inibir a ação dos criminsos, que podem ter instalado o equipamento durante a madrugada. O que chamou a atenção, no entanto, é que nem durante a reportagem nem no momento do crime haviam seguranças no local.

Para Junival de Sousa, falta segurança e isso incentiva os bandidos a agirem com mais liberdade.

— Todos os bancos que eu entro não vejo ninguém. Só o fato de os bandidos entrarem e ficarem a vontade para fazerem uma instalação dessas, é complicado. Eles fazem isso porque não existe segurança.

A vítima chegou a ir na 15ª DP (Ceilândia Centro) registrar a ocorrência, mas voltou para casa sem conseguir porque os policiais alegaram que somente funcionários do banco poderiam fazer isso.

— Os policiais pediram para eu entrar em contato com o gerente do banco, porque ele iria pegar as imagens da câmera, ver quem estava fazendo isso e ele mesmo registrar a ocorrência.

Procurada para comentar o assunto, até o momento a assessoria de imprensa da Caixa Econômica Federal não retornou as ligações.

O Portal R7 está de cara nova. Clique aqui e conheça a maior home dos portais brasileiros!

 
Veja Relacionados:  caixa eletrônico, pescador, chupa cabra, ladrões, bandido, violência, crimes, banco, agência bancária
caixa eletrônico  pescador  chupa cabra  ladrões  bandido  violência  crimes  banco  agência bancária 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS