Distrito Federal

30 de Outubro de 2014

Notícias

Funcionária pública modelo pagou curso extra para atender melhor ao público

Antônia considera que o comprometimento é a chave para uma boa carreira

Do R7 | 26/01/2013 às 01h52
Publicidade

Os altos salários do funcionalismo público e a estabilidade da carreira são os maiores atrativos desses cargos. Com isso, o real interesse dos servidores pelo trabalho é frequentemente colocado em dúvida. Recentemente, em entrevista coletiva, o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, disse que quem não quisesse pressão deveria trabalhar no Banco do Brasil, porque bastava 'sentar no escritório e não fazer nada'.

Felipão teve que pedir desculpas aos funcionários do banco, mas sua fala é um retrato do que parte dos brasileiros pensam do serviço público.

Contra esse tipo de julgamento, servidores trabalham duro para ser exemplo. Antônia Vieira Meneses tem 44 anos e é técnica de políticas públicas e gestão governamental na Sedhab (Secretaria de Secretaria de Estado de Habitação Regularização e Desenvolvimento Urbano). Ela defende: 

— É, eu me considero uma funcionária modelo.

Leia mais notícias no R7 DF

Desde 1985 Antônia trabalha com a habitação no Distrito Federal. Após alguns anos trabalhando para a Sedhab, foi cedida para a Codhab (Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal), mas retornou. 

Ela acredita que para ser um bom funcionário é preciso ter responsabilidade e comprometimento com a função, além de conhecer as leis que regem o trabalho.

— A formação acadêmica ajuda também, é claro. 

Apesar de se considerar exemplo, Antônia diz não 'fiscalizar' o trabalho dos colegas. Mas admite que há quem, por exemplo, perto da aposentadoria, leve as tarefas de forma mais relaxada. Antônia, no entanto, se limita a dizer que não acha correta tal atitude. Para ela, é no trabalho com vontade e dedicação que ela se diferencia da imagem do funcionário público. 

Quando trabalhava em contato com quem procurava casas e lotes, Antônia investiu na profissão e chegou a pagar um curso extra em que aperfeiçoou o conhecimento a cerca da recepção e tratamento com o público. Na época, trabalhava ouvindo queixas ou sugestões do povo e cuidava dos documentos das habitações. Ela lembra com carinho desses tempos:
— Gostava muito de conversar com as pessoas e recebia muitos elogios pela minha forma de atender.
Hoje, de volta à Sedhab, diz estar feliz com a profissão, com o salário e com os retornos que o trabalho lhe oferece.

O Portal R7 está de cara nova. Clique aqui e conheça a maior home dos portais brasileiros!

Leia notícias sobre o Carnaval 2013

 

 
Veja Relacionados:  serviço, público, exemplo, bom, trabalho, comprometimento, modelo
serviço  público  exemplo  bom  trabalho  comprometimento  modelo 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS